• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Como é a nomenclatura dos compostos inorgânicos?

Já estudamos as funções orgânicas com um super resumo, certo? Agora vamos nos dedicar à nomenclatura dos compostos inorgânicos?

Como é a nomenclatura dos compostos inorgânicos?

Nomenclatura de Ácidos

1. Hidrácidos

Fórmula Geral: Ácido + nome do elemento + ídrico

Exemplos:

HCl – ácido clorídrico
H2S – ácido sulfídrico

 

2. Oxiácidos

Fórmula Geral: Ácido + nome do elemento + oso/ico

Exemplos:

H2SO4 – ácido sulfúrico
HNO3 – ácido nítrico
H2CO3 – ácido carbônico
H3PO4 – ácido fosfórico
HClO3 – ácido clórico

Todos os ácidos acima terminam em ICO. Eles servem como referência para dar nome aos demais oxiácidos. Se diminuirmos o número de oxigênio destes ácidos, utilizamos a terminação OSO.

NOX                     PREFIXO               SUFIXO

+7                                -per                             -ico
+6, +5                        não tem                      -ico
+4, +3                        não tem                      -oso
+1 , +2                        -hipo                           -oso

 

Veja os exemplos

H2SO5 – ácido persulfúrico

H2SO4 – ácido sulfúrico

H2SO3 – ácido sulfuroso

H2SO2 – ácido hiposulfuroso

 

Nomenclatura de Bases

1. Elementos com um NOX/ Elementos com NOX fixo:

Fórmula Geral: Hidróxido de + nome do elemento

Exemplos:
NaOH  – hidróxido de sódio
Ca(OH)2 – hidróxido de cálcio

 

2. Elementos com mais de um NOX/ Elementos com NOX variável:

Fórmula Geral: Hidróxido de + nome do elemento + OSO/ICO

Hidróxido de + nome do elemento + número do NOX em romano

O NOX maior fica com a terminação ICO e o NOX menor fica com a terminação OSO.

Exemplos:
Fe(OH)2 – hidróxido ferroso ou hidróxido de ferro II
Fe(OH)3 – hidróxido férrico ou hidróxido de ferro III

 

Nomenclatura de Óxidos

1. Óxidos com NOX fixo

Em geral, metais alcalinos e alcalinos terrosos.

Fórmula Geral: Óxido de + nome do elemento

Exemplos:
Na2O – óxido de sódio
Cao – óxido de cálcio

 

2. Óxidos com NOX variável

Fórmula Geral: Óxido de + nome do elemento + ICO/OSO

Exemplos:
Fe2O3– (Fe com nox 3+) – óxido férrico
FeO – (Fe com nox 2+) – óxido ferroso

Pode-se usar também número romano indicando o nox do metal.
Exemplos:
Fe2O3 – óxido de ferro III
FeO – óxido de ferro II

Pode-se usar ainda a nomenclatura que indica o número de átomo de oxigênios e o número de átomos do elemento. Usa-se esta forma para dar nome aos óxidos ácidos.

Exemplos:
CO – monóxido de carbono
CO2 – dióxido de carbono
SO3 – trióxido de enxofre
N2O3 – trióxido de dinitrogênio

 

Nomenclatura de Sais

Os sais são nomeados a partir do nome do ácido que o originou:

Assim:

ÁCIDO SAL
ÍDRICO ETO
ICO ATO
OSO ITO

 

Nome do Sal:
Nome do ânion do ácido de origem + eto/ato/ito + de + nome do cátion da base de origem

Exemplo:

HCl               +             NaOH               →            NaCl             +             H2O
ácido clorídrico      hidróxido de sódio        cloreto de sódio         água

Outros nomes:

NaBr – brometo de sódio
Na2CO3 – carbonato de sódio
Li2(SO4) – sulfato de lítio
KNO2 – nitrito de potássio
CaF2 – fluoreto de cálcio

 

Exercícios

1. (UPE –Seriado 2º ano/2011) A figura a seguir traz um esquema simplificado para a captura, o tratamento e a distribuição de água em uma Estação de Tratamento de Água (ETA).

Como é a nomenclatura dos compostos inorgânicos?

Imagem adaptada de http://www.agua.bio.br/botao_d_L.htm Acesso em: 25/06/2011.

 

Analise a sequência anterior e substitua os numerais pela palavra equivalente no texto seguinte:

A sequência que traz uma substância usada na etapa 2, os tipos de processos de separação constantes das etapas 3, 4 e 5 e uma substância usada na etapa 6 desse tipo de ETA para a obtenção de uma água adequada para o consumo humano corresponde, de forma CORRETA, à opção

a) 2 – sulfato de chumbo; 3 – aeração; 4 –decantação; 5 –filtração; 6 –flúor.
b) 2 – sulfato de chumbo; 3 – floculação; 4 – decantação; 5 – filtração; 6- cloro.
c) 2 – sulfato de alumínio; 3 – floculação; 4 –decantação; 5 –filtração; 6– cloro.
d) 2 – sulfato de chumbo; 3 –aeração; 4 –filtração; 5 – decantação; 6 – ácido sulfúrico.
e) 2 – sulfato de alumínio; 3 –aeração; 4 –decantação; 5 –filtração; 6 – ácido sulfúrico.

 

2. (UPE –Quí. II/2004) O “celobar”, medicamento à base de sulfato de bário, provocou, este ano, mais de duas dezenas de mortes, pois constatou-se a presença de impurezas em quantidades incompatíveis com a vida humana em sua composição. Em relação ao sulfato de bário, pode-se afirmar que é:

a) Usado como antigripal, pois age eficientemente inibindo a oxigenação das células e consequentemente extinguindo os vírus da gripe.
b) Usado como laxante intestinal, por se tratar de um sal perfeitamente solúvel em água.
c) Usado como contraste, quando se pretende submeter pacientes à radiografia do aparelho digestivo.
d) Um poderoso diurético, por se tratar de um sal hidratado que tem ação direta sobre os rins, hidratando-os.
e) Usado no combate à azia, pois sendo um sal de hidrólise alcalina neutraliza a acidez estomacal.

 

3. (IFPE/2011) É muito perigoso deixar uma piscina sem tratamento por mais de um mês. A água torna-se um foco de doenças, inclusive para quem não entrar nela. A dengue, por exemplo, é transmitida por um mosquito que se reproduz em águas paradas. Entre os compostos químicos empregados para manutenção de piscinas, encontramos o hipoclorito de cálcio, o sulfato de alumínio e o carbonato de sódio. Assinale a alternativa que apresenta, respectivamente, as fórmulas dos compostos citados.

a) CaCℓO, Aℓ2(SO4)3, NaCO3.
b) Ca(CℓO)2, Aℓ2(SO4)3, Na2CO3.
c) CaCℓO, Aℓ3(SO4)2, Na2CO3.
d) Ca(CℓO)2, Aℓ2(SO4)3, NaCO3.
e) CaCℓO, Aℓ2(SO4)3, Na2CO3.

 

 

GABARITO

1. C

2.C

3. B