• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Qualquer questão de Estequiometria pode ser resolvida em 3 etapas. Duvida?

Saiba quais são os 3 principais passos para resolver qualquer cálculo que tenha a ver com Estequiometria e prepare-se para o vestibular!

A palavra estequiometria (ou equações químicas) vem do grego stoikheion (elemento) e metriā (medida, de metron). A estequiometria baseia-se na lei da conservação das massas (lei de Lavoisier) e na lei das proporções definidas e na lei das proporções múltiplas (lei de Proust). Em geral, as reações químicas combinam proporções definidas de compostos químicos. Já que a matéria não pode ser criada ou destruída, a quantia de cada elemento deve ser a mesma antes, durante e após a reação. Por exemplo, a quantia de um elemento A no reagente deve ser igual à quantia do mesmo elemento no produto.

giphy

 

1. Balanceamento da reação

Toda reação química ocorre numa determinada proporção entre os participantes, ou seja, uma quantidade do participante A reage com o participante B, sempre proporcional. Esta é conhecida como a Lei de Proust, a lei das proporções definidas.

Por isso para resolver qualquer questão que envolva estequiometria precisamos primeiro BALANCEAR A REAÇÃO, beleza?

2. Pureza e Rendimento

Nem sempre as substâncias colocadas para reagirem são puras. Na maioria das vezes, os reagentes são impuros. Assim, se dissermos que uma dada substância tem 80% de pureza, significa que em cada 100g dela, apenas 80g será do reagente puro, as outras 20g será de impurezas. Quando fizermos os cálculos estequiométricos, devemos sempre levar em conta apenas as substâncias puras, não considerando a porcentagem de impurezas.

Outro ponto que deve ser considerado é o rendimento da reação, pois dificilmente uma reação terá 100% de rendimento, isto é, todo reagente reagirá e formará os produtos, normalmente uma porcentagem não reage. Então, dizemos que uma reação teve 80% de rendimento, queremos dizer que somente 80% da quantidade possível de produtos foram formados.

3. Reagente em excesso e limitante

Cuidado com os excessos!!!

Para uma reação ocorrer mais rápido, normalmente adiciona-se em excesso um dos reagentes da reação, isto é, coloca-se uma quantidade (concentração) maior do que a esperada para reagir. Assim temos esse reagente em excesso e o outro limitante. O reagente limitante vai “dizer” quanto da reação vai reagir. Com isso, para os cálculos, deve-se usar a concentração do reagente limitante.

Para fixar seus conhecimentos sobre Estequiometria, assista ao nosso mapa mental em vídeo sobre o assunto e prepare-se para acertar todos os cálculos estequiométricos no Enem:

Baixe aqui o mapa mental!

Com esse post ficou mais fácil resolver cálculos estequiométricos, né?

73qdsf