• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Classes Gramaticais: Pronomes

O que são pronomes?

giphy (7)

Vocês sabem o que são pronomes? Vamos conhecê-los um pouco melhor?  Os pronomes são responsáveis por acompanhar, substituir ou fazer referência ao nome. Em termos morfológicos, são palavras variáveis em gênero (masculino/feminino) e número (singular/plural).

Exemplos:

  • A menina é muito inteligente. Ela é a melhor aluna da turma. (substituição do nome)
  • A menina que é a melhor da turma é muito divertida. (referência ao nome)
  • Essa menina mora perto da minha casa. (acompanha o nome qualificando-o)

 Para complementar nosso conhecimento sobre eles, estudaremos sobre suas classificações.

  1. Pronomes Pessoais
  2. Pronomes Possessivos
  3. Pronomes Demonstrativos
  4. Pronomes Indefinidos
  5. Pronomes Interrogativos
  6. Pronomes Relativos

Como temos bastantes classificações, daremos conta, nesse material, de desenvolver apenas os pronomes pessoais e os possessivos. No próximo resumo, aprofundaremos sobre os demais. Não pensem que virá pouca coisa por aí!

Pronomes Pessoais

São termos que substituem os substantivos, indicando diretamente as pessoas do discurso. Que são:

1ª pessoa- a que fala

2ª pessoa- com quem se fala

3ª pessoa- de quem se fala

Os pronomes pessoais variam de acordo com as funções que exercem nas orações, podendo ser do caso reto ou do caso oblíquo.

  • Pronome Pessoal do Caso Reto: é aquele que na sentença exerce função de sujeito ou predicativo do sujeito. São eles:

– 1ª pessoa do singular: eu

– 2ª pessoa do singular: tu

– 3ª pessoa do singular: ele, ela

– 1ª pessoa do plural: nós

– 2ª pessoa do plural: vós

– 3ª pessoa do plural: eles, elas

Exemplo: Nós vamos ao cinema.

  • Pronome Pessoal do Caso Oblíquo: é aquele que, na sentença, exerce a função de complemento verbal (objeto direto ou indireto) ou complemento nominal. Os pronomes oblíquos sofrem variação de acordo com a acentuação tônica que possuem, podendo ser átonos ou tônicos.

Átonos: não são precedidos de preposição. São eles:

– 1ª pessoa do singular: me

– 2ª pessoa do singular: te

– 3ª pessoa do singular: o, a, lhe

– 1ª pessoa do plural: nos

– 2ª pessoa do plural: vos

– 3ª pessoa do plural: os, as, lhes

Exemplo: Ela me deu um carro.

                Convidaram-nos para a festa.

Obs.: O pronome lhe só pode exercer função de objeto indireto na oração, pois se apresenta na forma contraída, ou seja, houve a união entre pronome o ou a e preposição a ou para.

Obs.*: Os pronomes me, te, nos e vos podem tanto ser objetos diretos como objetos indiretos.

Obs.**: Os pronomes o, a, os e as atuam exclusivamente como objetos diretos.

 

Tônicos: são precedidos por preposição. Por isso, funcionam sempre como objetos indiretos. São eles:

– 1ª pessoa do singular: mim, comigo

– 2ª pessoa do singular: ti, contigo

– 3ª pessoa do singular: ele, ela

– 1ª pessoa do plural: nós, conosco

– 2ª pessoa do plural: vós, convosco

– 3ª pessoa do plural: eles, elas

Exemplo: Não há nada entre mim e ti.

                  Não houve acusação sobre mim.

Obs.: As preposições essenciais introduzem sempre pronomes pessoais do caso oblíquo e nunca pronome do caso reto.

Obs.*: Há construções em que a preposição, apesar de surgir anteposta a um pronome, serve para introduzir uma oração cujo verbo está no infinitivo. Nesses casos, o verbo pode ter sujeito expresso; se esse sujeito for um pronome, deverá ser do caso reto. Exemplo: Trouxeram comida para eu provar.

Obs.**: A combinação da preposição “com” e alguns pronomes originou as formas especiais comigo, contigo, consigo, conosco e convosco. Tais pronomes oblíquos tônicos frequentemente exercem a função de adjunto adverbial de companhia.

 

  • Pronome Reflexivo: São pronomes pessoais oblíquos que, embora funcionem como objetos direto ou indireto, referem-se ao sujeito da oração. Indicam que o sujeito pratica e recebe a ação expressa pelo verbo. São eles:

1ª pessoa do singular: me, mim. Exemplo: Olhei para mim no espelho.

2ª pessoa do singular: te, ti. Exemplo: Conhece a ti mesmo.

3ª pessoa do singular: se, si, consigo. Exemplo: Ele caiu em si.

1ª pessoa do plural: nos. Exemplo: Lavamo-nos na cachoeira.

2ª pessoa do plural: vos. Exemplo: Vós vos beneficiastes com isso.

3ª pessoa do plural: se, si, consigo. Exemplo: Eles se amam.

 

  • Pronome de Tratamento: tem a função de pronome pessoal e serve para designar as pessoas do discurso.

0000002804

Pronomes Possessivos

São palavras que, ao indicarem a pessoa gramatical (possuidor), acrescentam a ela a ideia de posse de algo (coisa possuída). São eles:

  1. – 1ª pessoa do singular: meu(s), minha(s)
  2. – 2ª pessoa do singular: teu(s), tua(s)
  3. – 3ª pessoa do singular: seu(s), sua(s)
  4. – 1ª pessoa do plural: nosso(s), nossa(s)
  5. – 2ª pessoa do plural: vosso(s), vossa(s)
  6. – 3ª pessoa do plural: seu(s), sua(s)

Exemplo: Essa caneta é minha.

                  Esse é o teu cachorro?

Obs.: Os pronomes possessivos podem ser empregados para indicar afetividade. Exemplo: Como está, minha filha?

Obs.*: Em frases onde se usam pronomes de tratamento, o pronome possessivo fica na 3ª pessoa. Exemplo: Vossa Excelência trouxe sua mensagem?

Obs.**: Os pronomes possessivos SEU(S), SUA(S) podem apresentar ambiguidade, pois tanto pode se referir à 3ª pessoa (seu pai= pai dele), quanto à 2ª pessoa do discurso (seu pai= pai de você). Por isso, devemos procurar meios de evitar essa ambiguidade. Exemplos:

João foi ao cinema com sua irmã.

Não sabemos se a irmã é de João ou da pessoa com quem se fala. Para evitar o duplo sentido, podemos usar as formas DELE (e variações), DE VOCÊ e DO SENHOR. Dessas maneiras:

João foi ao cinema com a irmã DELE (irmã de João)

João foi ao cinema com a irmã DO SENHOR (irmã da pessoa com quem se fala)

Para fixar bem a matéria que você acabou de aprender, confira um mapa mental em vídeo sobre Pronomes, suas funções, tipos e usos:

Baixe aqui o mapa mental e revise quantas vezes quiser!

Agora vamos treinar com exercícios?

Exercícios

1) (TRE-RJ) A frase em que há erro quanto ao emprego do pronome lhe é:

a) Nunca lhe diria mentira.
b) Ter-lhe-iam falado a meu respeito?
c) Louvemos-lhe, porque ele o merece.
d) De Fernando só lhe conhecia a fama.
e) Sei que não lhe agrada essa conversa.

VEJA A RESOLUÇÃO COMENTADA AQUI!

 

2) (Cesgranrio) Marque a opção em que a forma pronominal utilizada está INCORRETA.

(A) É difícil, para mim, praticar certos exercícios físicos.
(B) Ainda existem muitas coisas importantes para eu fazer.
(C) Os chinelos da aposentadoria não são para ti.
(D) Quando a aposentadoria chegou, eu caí em si.
(E) Para tu não teres aborrecimentos, evita o excesso de velocidade.

VEJA A RESOLUÇÃO COMENTADA AQUI!

 

3) (ENEM) O uso do pronome átono no início das frases é destacado por um poeta e por um gramático nos textos abaixo.

Pronominais

Dê-me um cigarro

Diz a gramática

Do professor e do aluno

E do mulato sabido

Mas o bom negro e o bom branco

Da Nação Brasileira

Dizem todos os dias

Deixa disso camarada

Me dá um cigarro.

(ANDRADE, Oswald de. Seleção de textos. São Paulo: Nova Cultural, 1988.)

“Iniciar a frase com pronome átono só é lícito na conversação familiar, despreocupada, ou na língua escrita quando se deseja reproduzir a fala dos personagens (…)”.

(CEGALLA. Domingos Paschoal. Novíssima gramática da língua portuguesa. São Paulo: Nacional, 1980.)

Comparando a explicação dada pelos autores sobre essa regra, pode-se afirmar que ambos:

  1. a) Condenam essa regra gramatical.
  2. b) Acreditam que apenas os esclarecidos sabem essa regra.
  3. c) Criticam a presença de regras na gramática.
  4. d) Afirmam que não há regras para uso de pronomes.
  5. e) Relativizam essa regra gramatical.

VEJA A RESOLUÇÃO COMENTADA AQUI!

 

4) (UFP-CURITIBA) Complete com os pronomes e indique a opção correta, dentre as indicadas abaixo:

1. De repente, deu-lhe um livro para ………. ler.
2. De repente, deu um livro para ………. .
3. Nada mais há entre ………. e você.
4. Sempre houve entendimentos entre ………. e ti.
5. José, espere vou ………. .

a) ele, mim, eu, eu, consigo
b) ela, eu, mim, eu, contigo
c) ela, mim, mim, mim, com você
d) ela, mim, eu, eu, consigo
e) ela, mim, eu, mim, contigo

VEJA A RESOLUÇÃO COMENTADA AQUI!

 

5) (PUC) Na frase: “Chegou Pedro, Maria e o seu filho dela”, o pronome possessivo está reforçado para:

a) ênfase
b) elegância e estilo
c) figura de harmonia
d) clareza
e) n.d.a.

VEJA A RESOLUÇÃO COMENTADA AQUI!

 

6) (ETF – SP) Em “O casal de índios levou-os à sua aldeia, que estava deserta, onde ofereceu frutas aos convidados”, temos:

a) dois pronomes possessivos e dois pronomes pessoais.
b) um pronome pessoal, um pronome possessivo e dois pronomes relativos
c) dois pronomes pessoais e dois pronomes relativos.
d) um pronome pessoal, um pronome possessivo, um pronome relativo e um pronome interrogativo.
e) dois pronomes possessivos e dois pronomes relativos.

VEJA A RESOLUÇÃO COMENTADA AQUI!

 

Gabarito

1) C

2) D

3) E

4) C

5) D

6) B