• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

O que são palavras denotativas?

safe_image

Vamos agora aprender um pouco mais sobre as palavras denotativas? Certamente você já ouviu falar desse assunto, mas, afinal, quem são elas? Aqui vai então uma explicação inicial:

São palavras que se assemelham a advérbios, no entanto, apesar dessa característica, não pertencem, de acordo com a Nomenclatura Gramatical Brasileira, a nenhuma classe de palavras específica. Possuem importância morfológica (são invariáveis), sintática (podem ser retiradas da oração sem qualquer prejuízo para ela) e semântica (exercem um importante papel na produção de sentido nas situações efetivas de interlocução ).

Você sabia que algumas palavras pertencentes a outras classes gramaticais, a depender do contexto, podem expressar outro sentido? Isto é, elas deixam de ter uma classificação que normalmente lhes são atribuídas e passam a ganhar outra. É o que acontece, por exemplo, com o vocábulo de embora, que normalmente é empregada como uma conjunção concessiva. Nesta frase: ‘’Foi embora daqui’’, a palavra é denotativa e expressa a ideia de afastamento.

As palavras denotativas (e por conseguinte as locuções denotativas) classificam-se em função da ideia que expressam:

a) inclusão: ademais, até, inclusive, também.
b) exclusão: afora, apesar, apenas, salvo, menos, exceto.
c) explicação: isto é, por exemplo, a saber, ou seja.
d) retificação: aliás, digo, isto é, ou melhor.
e) realce: é que, cá, lá, é porque.
f) situação: afinal, agora, então.
g) designação: eis.

E aí, ficou fácil agora? Que tal então resolver os exercícios abaixo e testar os seus conhecimentos sobre as palavras denotativas? Eis o desafio!

 

 

Exercícios

1. Assinale a opção em as palavras / locuções denotativas NÃO foram bem classificadas:

a) A palavra se, por exemplo, pode ter muitas funções. (de explicação)
b) Todos saíram, exceto o vigia. (de exclusão)
c) Mesmo eu não sabia de nada! (de inclusão)
d) Ele também participou da homenagem. (de inclusão)
e) O pároco, isto é, o vigário da nossa paróquia esteve aqui. (de adição)

 

2. Bode no pasto

Quase ninguém duvidou do saber do homem, do seu poder mágico, pois andava com uns livros de história, de magia, com versões sobre fatos reais, mistérios, ciências ocultas. Até mesmo os céticos, críticos, admitiam sua condição de mestre, de domínio da arte, da mágica, reflexo de vivências no país e no mundo.
Então visto como sábio, senhor de poderes ocultos, o homem prometeu uma façanha, ou seja, domar bodes, mudar o hábito da espécie. pegou umas folhas, esfregou na venta dum cabrito, e garantiu que a praga estava eliminada, nunca mais faria estragos naquela terra. (…) (Nagib Jorge Neto. Diario de Pernambuco. 20 / 11/ 98)

As palavras destacadas no texto estabelecem, respectivamente, as seguintes relações lógicas:
a) explicação, soma, comparação, soma, conclusão
b) causa, inclusão, comparação, explicação, situação
c) causa, exclusão, conformidade, retificação, tempo
d) conclusão, soma, conformidade, ratificação, tempo
e) explicação, inclusão, causa, retificação, conclusão

 

 

Gabarito

1. E
2. B