• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Questões Comentadas: Construção da Primeira República Brasileira

Leia o resumo “Como ocorreu a construção da primeira república brasileira?” e resolva os exercícios abaixo.

1. (PUC) Durante a Primeira República (1889 – 1930), houve, na sociedade brasileira, revoltas que, a despeito das diferenças, expressaram a insatisfação e a crítica de grupos populares quanto aos mecanismos de exclusão social e política e às estratégias de expansão dos interesses oligárquicos, então vigentes. Assinale a alternativa que identifica CORRETAMENTE revoltas dessa natureza:

a) Guerra de Canudos e Revolta da Vacina.
b) Revolta Federalista e Guerra do contestado.
c) Revolta da Vacina e Revolta da Armada.
d) Revolta da Chibata e Revolta Federalista
e) Guerra do Contestado e Revolta da Armada.

 

2. (UERJ) Sobre o Tenentismo no Brasil durante a Primeira República (1889-1930) é correto dizer:

a) Foi um grupo formado por jovens militares com o objetivo de instalar um regime comunista no Brasil.
b) Representou um grupo de oligarquias cafeeiras que primavam pela continuidade do trabalho escravo no Brasil.
c) Foi um movimento constituído por jovens tenentes do exército que realizaram várias manifestações contrárias ao governo das oligarquias durante a Primeira República no Brasil.
d) Constitui-se por jovens militares durante os anos de 1920 e 1930, com a prioridade de continuar com a política de café-com-leite no cenário político nacional.

 

3. (FUVEST) O período de 1900 a 1930, identificado no processo histórico brasileiro como República Velha, teve por traço marcante:

a) o fortalecimento da burguesia mercantil, que se utilizou do Estado como instrumento coordenador do desenvolvimento.
b) a abertura para o capital estrangeiro, principal alavanca do rápido desenvolvimento da região amazônica.
c) a modificação da composição social dos grandes centros urbanos, com a transferência de mão-de-obra do Centro-Sul para áreas do Nordeste.
d) o pleno enquadramento do Brasil às exigências do capitalismo inglês, ao qual o país se mantinha cada vez mais atrelado.
e) o predomínio das oligarquias dos grandes Estados, que procuravam assegurar a supremacia do setor agrário-exportador.

 

4. (ENEM) “Completamente analfabeto, ou quase, sem assistência médica, não lendo jornais, nem revistas, nas quais se limita a ver as figuras, o trabalhador rural, a não ser em casos esporádicos, tem o patrão na conta de benfeitor. No plano político, ele luta com o “coronel” e pelo “coronel”. Aí estão os votos de cabresto, que resultam, em grande parte, da nossa organização econômica rural.”

(LEAL, V. N. Coronelismo, enxada e voto. São Paulo: Alfa-Ômega, 1976 (adaptado))

O coronelismo, fenômeno político da Primeira República (1889-1930), tinha como uma de suas principais características o controle do voto, o que limitava, portanto, o exercício da cidadania. Nesse período, esta prática estava vinculada a uma estrutura social:

a) igualitária, com um nível satisfatório de distribuição da renda.
b) estagnada, com uma relativa harmonia entre as classes.
c) tradicional, com a manutenção da escravidão nos engenhos como forma produtiva típica.
d) ditatorial, perturbada por um constante clima de opressão mantido pelo exército e polícia.
e) agrária, marcada pela concentração da terra e do poder político local e regional.

 

5. (Cesgranrio) Sobre a participação dos militares na Proclamação da República é correto a que:

a) o Partido Republicano foi influenciado pelos imigrantes anarquistas a desenvolver a consciência política no seio do exército.
b) a proibição de debates políticos e militares pela imprensa, a influência das ideias de Augusto Comte e o descaso do Imperador para com o exército favoreceram a derrubada do Império.
c) o descaso de membros do Partido Republicano, como Sena Madureira e Cunha Matos, em relação ao exército, expresso através da imprensa, levou os “casacas” a proclamar a República.
d) o Gabinete do Visconde de Ouro Preto formalizou uma aliança pró-republicana com os militares positivistas no Baile da Ilha Fiscal.
e) a aliança dos militares com a igreja acirrou as divergências entre militares e republicanos, culminando na Questão Militar.

 

 

Gabarito

  1. A

Comentário: Apenas a alternativa A compreende dois eventos ocorridos na primeira república, sendo o primeiro a Guerra de Canudos e o segundo a Revolta da Vacina. O primeiro ocorre no nordeste e tem uma característica sócio-religiosa, já o segundo ocorre no Rio de Janeiro em um contexto de reformas urbanas e sanitárias no início do século XX.

  1. C

Comentário: Todas as questões, exceto a letra C, divergem no principal sentido do movimento Tenentista, que é a aversão ao governo oligárquico. Os tenentes estariam representando a classe mais baixa dos militares, não conseguindo espaço político ou força para reivindicar algo e isto os deixava insatisfeitos com a situação, se colocando contrários ao governo atual.

  1. E

Comentário: Um pequeno grupo de famílias dominava o cenário político e econômico brasileiro daquela época. Todos eram grandes latifundiários, obtendo lucros investindo na agroexportação de seus produtos, principalmente o café. Toda a República Velha é marcada pela ação desta elite, que ditava a economia de um país inteiro.

  1. E

Comentário: Como afirma a alternativa E, o voto de cabresto era obtido através do poder local. Algo que vai além da coerção, pura e simplesmente. O voto de cabresto passa por um lado cultural muito forte, de submissão tradicional. O trabalhador vê o fazendeiro, o patrão, como sua única oportunidade de vida, portanto, na maioria das vezes, nem ousaria ir contra a vontade dele. Se ele se prejudicasse, onde mais conseguiria dinheiro, emprego?

  1. B

Comentário: O desgaste entre o Imperador e os militares, que vem desde o término na Guerra do Paraguai, não parava de crescer. O governo não lhes dava nenhuma assistência e já os enxergava com certa desconfiança. Sobre forte influência positivista, arquitetada por Benjamin Constant e colocada em prática por Marechal Deodoro, acontece a proclamação da República no Brasil.

 


Enem Power R$ 19,90