• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

História: Do Império Romano ao Feudalismo

Primeira aula de História do ano! <3

Os professores de História do Descomplica, Renato Pellizzari e William Gabriel, estão muito ansiosos para te ajudar a entender tudo sobre Império Romano e Feudalismo. Quer saber os horários das aulas e acessar os materiais de apoio? Confira:

História: Do Império Romano ao Feudalismo

Turma da Manhã: 9:00 às 10:00, com o professor William Gabriel

Turma da Noite: 18:30 às 19:30, com o professor Renato Pellizzari

 

Faça download dos materiais de apoio! É só clicar abaixo:

Material de Aula ao Vivo

Lista de Exercícios

 

Material de Aula ao Vivo

1. (ENEM) O texto abaixo reproduz parte de um diálogo entre dois personagens de um romance. – Quer dizer que a Idade Média durou dez horas? – Perguntou Sofia. – Se cada hora valer cem anos, então sua conta está certa. Podemos imaginar que Jesus nasceu à meia-noite, que Paulo saiu em peregrinação missionária pouco antes da meia-noite e meia e morreu quinze minutos depois, em Roma. Até as três da manhã a fé cristã foi mais ou menos proibida. (…) Até as dez horas as escolas dos mosteiros detiveram o monopólio da educação. Entre dez e onze horas são fundadas as primeiras universidades.

(Adaptado de GAARDER, Jostein. O Mundo de Sofia, Romance da História da Filosofia. São Paulo: Cia das Letras, 1997).

O ano de 476 d.C., época da queda do Império Romano do Ocidente, tem sido usado como marco para o início da Idade Média. De acordo com a escala de tempo apresentada no texto, que considera como ponto de partida o início da Era Cristã, pode-se afirmar que:

a) as Grandes Navegações tiveram início por volta das quinze horas.
b) a Idade Moderna teve início um pouco antes das dez horas.
c) o Cristianismo começou a ser propagado na Europa no início da Idade Média.
d) as peregrinações do apóstolo Paulo ocorreram após os primeiros 150 anos da Era Cristã.
e) os mosteiros perderam o monopólio da educação no final da Idade Média.

GABARITO

1. A

 

 

Lista de Exercícios

1. A chamada “crise do século XIV”, na Europa Ocidental, caracterizou-se por um conjunto de fatores como más colheitas, fome, epidemias, rebeliões camponesas e guerras. Pode-se dizer que tais elementos

a) abalaram o sistema feudal, provocando uma acentuada queda demográfica, num processo inverso ao da expansão verificada entre os séculos XI e XIII.
b) contribuíram para o aumento relativo da população das cidades, onde os índices de mortalidade eram menores que no campo.
c) fizeram diminuir as taxas e obrigações senhoriais que recaíam sobre os servos e levaram à adoção da escravidão de africanos nos senhorios feudais.
d) fortaleceram as instituições medievais, principalmente o caráter internacional das universidades.
e) provocaram um enfraquecimento geral da cristandade, sobretudo na península Ibérica, o que permitiu uma nova ofensiva islâmica na região.

 

 

2. Do Grande Cisma do Oriente sofrido pelo cristianismo no século XI, resultou:

a) A divisão da Igreja em Católica Romana e Ortodoxa Grega.
b) A heresia dos Albigenses, condenada pelo papa Inocêncio II.
c) A Querela das Investiduras, que proibia a investidura de clérigos por leigos.
d) A Reforma protestante, que levou à quebra da unidade da Igreja Católica na Europa Ocidental.
e) O estabelecimento dos tribunais da Inquisição pela Igreja Católica.

 

 

3. A partir do século XII, em algumas regiões europeias, nas cidades em crescimento, comerciantes, artesãos e bispos aliaram-se para a construção de catedrais cm grandes pórticos, vitrais e rosáceas, produzindo uma “poética da luz”, abóbadas e torres elevadas que dominavam os demais edifícios urbanos. O estilo da arte da época é denominado:

a) Barroco.
b) Bizantino.
c) Gótico.
d) Renascentista.
e) Românico.

 

 

4. “[A peste negra] era transmitida essencialmente pelos parasitas, principalmente as pulgas e os ratos. Era uma doença exótica, contra a qual os organismos dos europeus não tinham defesas. Veio da Ásia pela rota da seda. Veja: a epidemia, essa catástrofe, é, portanto, também um dos efeitos do progresso, do crescimento.”

Georges Duby. Ano 1000 Ano 2000. Na pista de nossos medos. São Paulo: Editora da Unesp, 1998, p. 80

A partir do texto, que trata do aparecimento da peste negra na Europa do século XIV, podemos dizer que

a) a integração entre regiões diferentes do planeta, provocada pelo comércio e por intercâmbios culturais, também pode contribuir para a disseminação de doenças.
b) as doenças ficam em geral confinadas ao local de manifestação original e quando se alastram para outras áreas não provocam grandes problemas nem geram epidemias.
c) epidemias, como a peste negra, são provocadas pela ira divina e não podem ser tratadas pelos homens, a não ser que a medicina recorra a procedimentos religiosos.
d) más condições de higiene e a falta de um sistema unificado de atendimento médico foram os principais responsáveis pela proliferação dos parasitas que provocaram a peste negra.
e) problemas de saúde, como a peste negra, derivam sempre da miséria social e as epidemias avançam apenas em períodos de crise econômica e conflitos sociais.

 

 

GABARITO

1. A

2. A

3. C

4. A

Compartilhe

Avatar

Só fiquei em dúvida na questão 3, onde a resposta fala sobre o estilo de arte Gótico e essa tal de “Poética da Luz”.

responder
Avatar

Não ouvi nada sobre estilo gótico na aula!

responder
Avatar

Galera, cabe a nós dar uma lida da matéria dada em aula! Serve para complementar o conteúdo além de nos dar um “algo a mais”. Pra sair na frente, estudante que é estudante não só assiste aula. Assim como é importante resolver exercícios é importante dar uma lida na matéria, tem questões que cobram detalhes (como esse!). O estilo gótico surgiu após o romântico (mais rústico, menos luz), com obras dotadas de mais beleza e harmonia (em cores, iluminação, curvas).

** No livro do Gilberto Cotrim “História Global, Brasil e Geral – Vol Único” tem tudo bem explicadinho 😉

responder
Avatar

Rafael, é isso mesmo. Se não me engano, uma vez o professor Diogo disse isso em uma aula. Até disse que o gótico daquela época era bem diferente do atual, já que naquele havia a tal “Poética da Luz”, onde a luz era predominante, além das vidraçarias nas igrejas; diferente deste estilo atual, que predomina o preto e tal.

responder
Avatar

Eu não entendi a pergunta acima também.

Na primeira, porque não pode ser a D? A doença da peste veio da cidade para o campo ou do campo para as cidades. Sei que ela veio do Oriente, mas por onde atacou primeiro?

d) fortaleceram as instituições medievais, principalmente o caráter internacional das universidades. – Não fortaleceu? Eu penso que com a Peste, o sistema estratificado se fortaleceria para as protegerem (poder do clero aumenta por causa do medo da Peste e a busca de conforto com a Igreja…)

responder
Avatar

Vinícius , não se deve ter como exemplo apenas a “peste negra” , deve-ser ter em conta toda a questão econômica e social por trás disso e não só por trás , aliado a isso também como é dito na pergunta . Guerras , epidemias , fome , rebeliões camponesas , todos esses fatos resultaram em um declínio do sistema feudal da época , incluindo as instituições da mesma e não o fortalecimento , como você defendeu pelo seu ponto de vista .

responder
Avatar

Cadê letra da musiquinha do início da aula???? Simplesmente genial, professor William!

responder
Avatar

Por favor,tem como colocar a resolução do exercício da aula ao vivo?

Obrigada.

responder