• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Em 7 minutos você vai aprender 7 coisas sobre as Guerras Mundiais. Duvida?

É possível aprender 7 pontos importantes sobre as Guerras Mundiais em apenas 7 minutos? SIM! Confira abaixo sete tópicos essenciais sobre o assunto para quem vai prestar vestibular!

 

1. A Segunda Guerra Mundial foi uma extensão dos problemas não resolvidos na Primeira Guerra Mundial.

Coisas como as resoluções do Tratado de Versalhes, que especialmente puniram a Alemanha, levaram os ânimos a se exaltarem e a criarem um sentimento de revanchismo que que foi explorado pelo nazismo no Terceiro Reich alemão durante a Segunda Guerra Mundial.

Em 7 minutos, aprenda 7 coisas sobre as Grandes Guerras

Tratado de Versalhes

 

2. Não dá para confundir quem são os grupos que lutam nessas guerras

  • Primeira Guerra Mundial

Tríplice Aliança: Alemanha, Império Austro-húngaro e Itália.

Tríplice Entente: Inglaterra, França e Rússia, que deixa a guerra por conta da Revolução Bolchevique.

  • Segunda Guerra Mundial

Eixo: Alemanha, Japão e Itália.

Aliados: Estados Unidos, Reino Unido e União Soviética.

Em 7 minutos, aprenda 7 coisas sobre as Grandes Guerras

Será que em tempos de Facebook a articulação desses grupos seria dessa forma?

 

3. Houve uma desconfiança quanto a posição do Brasil perante a Segunda Guerra Mundial 

Com o governo do Estado Novo de Getúlio Vargas, que era ditatorial e parecido com os governos fascistas europeus, achou-se que o Brasil apoiaria o Eixo, com Hitler, na Alemanha, e Mussolini, na Itália. Com a pressão do Estados Unidos da América, Vargas acabou por apoiar o país da América e, consequentemente, os aliados.

Em 7 minutos, aprenda 7 coisas sobre as Grandes Guerras

Presidente Vargas e Presidente Rossevelt, em visita ao Brasil

 

4. Getúlio Vargas declara guerra ao Eixo e é criada a FEB

Com o posicionamento oficial do presidente do Brasil, que se coloca em guerra contra os países do Eixo na Segunda Guerra Mundial, cria-se a Força Expedicionária Brasileira, uma força militar que foi para os conflitos. O curioso é que as pessoas recrutadas para fazer parte dessa força eram variadas: o imediatismo do recrutamento de forças levou bancários, imigrantes e inclusive alemães para tomar lugar nas trincheiras contra o Eixo.

Em 7 minutos, aprenda 7 coisas sobre as Grandes Guerras

Força Expedicionária Brasileira (Fonte: Portal FEB)

 

5. As duas Grandes Guerras deixam seus legados no contexto sociopolítico brasileiro

Com o fim da Segunda Guerra Mundial, o mundo sobre uma polarização por conta da Guerra Fria. Os presidentes do Brasil, portanto, são pressionados a tomar partido quando aos lados americano ou soviético dessa guerra.

 

Em 7 minutos, aprenda 7 coisas sobre as Grandes Guerras

Muro de Berlim: símbolo da Guerra Fria

 

6. A Guerra Fria também foi um desdobramento das Guerras Mundiais

Ora, se a Segunda Guerra foi um desdobramento da Primeira e a Guerra Fria foi uma extensão da Segunda Guerra, podemos dizer que a Guerra Fria está intrinsecamente ligada às Grandes Guerras, certo?  Confuso? O importante é saber que durante esse “frio” todo, Estados Unidos e União Soviética disputavam a hegemonia mundial em todos os assuntos que lhe fossem possíveis: corridas armamentistas, espaciais, tecnológicas… E aí de quem não tomasse um partido entre esses dois inimigos!

Em 7 minutos, aprenda 7 coisas sobre as Grandes Guerras

 

7. A Ditadura Militar brasileira foi um desdobramento da bipolarização do mundo durante a Guerra Fria 

O posicionamento do Brasil, portanto, passa a ser alinhado com as diretrizes americanas, se afastando de políticas de esquerda, socialistas e afins, culminando no que ficou conhecido como um período em que era reprimida a liberdade de expressão, entre outras coisas: o período de Ditadura Militar.

 

Você pode acompanhar todos esses pontos explicados pelo professor William no vídeo abaixo. Confira:

E aí, as Grandes Guerras ficaram mais claras pra você? Não esqueça de deixar suas dúvidas e comentários! =)