• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Quais são as principais características da velha e da nova ordem mundial?

Descubra as principais características da velha e da nova ordem mundial!

Para a Geografia a ordem mundial é um conceito intrinsecamente ligado a geopolítica, a organização dos países, seus interesses e os métodos pelos quais eles alcançam seus objetivos. Veja um vídeo do professor Hansen introduzindo o assunto e, a seguir, leia o resumo que vai te ensinar tudinho sobre essa matéria:

Com o final da II Guerra Mundial em 1945, o mundo rachou e o ordenamento politico-espacial tinha novas faces; uma nação socialista de grande porte no Leste Europeu, a União Soviética, disputava influência com uma nação capitalista na América do Norte, os Estados Unidos da América.

Quais são as principais características da velha e da nova ordem mundial?

O embate indireto entre EUA e URSS, caraterística da Guerra Fria

Este período ficou conhecido como Guerra Fria e teve, no muro de Berlim, seu principal símbolo: a cidade rachada era a metonímia do mundo rachado. Este período marcado do mundo bipolar é conhecido como o momento da Velha Ordem Mundial; quando o muro cai, começa o sinal do começo do fim, culminando na dissolução absoluta dos Estados Socialistas Soviéticos e da Guerra Fria. O novo período pós-guerra fria fica então conhecido na história como a Nova Ordem Mundial.

 

A Velha Ordem Mundial

Quais são as principais características da velha e da nova ordem mundial?

O muro de Berlim.

Com o fim da Segunda Guerra Mundial, enquanto a Europa Ocidental ainda se recuperava de duas grandes guerras, o mundo observava o surgimento de duas grandes potências, a União das Republicas Socialistas Soviéticas (URSS) e os Estados Unidos da América (EUA). A bipolaridade deste momento e o enfrentamento ideológico com o objetivo de aumentar áreas de influência marcava a Ordem Mundial do período e eram a expressão clara da geopolítica da Guerra Fria. Neste momento, podemos dividir o mundo em três grandes grupos segundo influência: 

  1. O Bloco Capitalista: Liderados por EUA – Europa Ocidental, América do Norte, Coréia do Sul e Japão.
  2. O Bloco Socialista: Influenciados pela URSS – Leste Europeu e Balcãs, Cuba, Coreia do Norte e China.
  3. O Terceiro Mundo: O Grupo que pregava o não alinhamento, pois o terceiro mundo tinha questões mais urgentes para resolver. Iniciado na conferencia de Bandung e tendo como principais figuras Nasser, do Egito, e Tito, da Iugoslávia.

Embora o mundo convivesse sempre na iminência de um desastre nuclear, o equilíbrio pelo medo sempre se fez presente. Uma guerra “quente” entre as duas potências militares do período seria uma ameaça à própria existência do ser humano no planeta, já que os poderes de destruição possuíam uma escala planetária extremamente grande. As estratégias encontradas ficavam no campo da propaganda, no poder da exibição e no patrocínio de outros países para aliviar tensões militares, portanto, podemos destacar as principais estratégias como sendo:

  1. A propaganda através de filmes, séries, quadrinhos e todo tipo de material cultural que possa reforçar o sentimento de “nós”e “eles”. No campo dos quadrinhos, podemos destacar o Capitão América e o Caveira Vermelha como claros exemplos desta estratégia.
  2. A exibição de mísseis, poder tecnológico, bombas e paradas militares com o objetivo de mostrar a superioridade; a corrida armamentista é uma das principais características do período e diversas armas em circulação hoje foram produzidas neste momento da história.
  3. Patrocínio e treinamento para conflitos regionais de terceiros: com essa estratégia, as duas principais potências poderiam levar a guerra para longe dos seus territórios e disputar o controle político-territorial, além de reforçar a posição geopolítica, sem perdas econômicas dentro de sua nação, sem o confronto direto e sem a perda de vidas nos seus território.

 

Nova Ordem Mundial

Quais são as principais características da velha e da nova ordem mundial?

Momento da queda do Muro de Berlim.

A posição indiscutível dos Estados Unidos como potência econômica e militar, influenciando a economia mundo e a geopolí

Logo após a derrubada do muro de Berlim e a posterior dissolução da URSS, o mundo deixou de existir sobre a égide geopolítica da bipolarização. Não havia dúvidas de que os Estados Unidos eram a maior potência militar e econômica do mundo. O  planeta que a queda do muro de Berlim inaugura é marcado pela intensa globalização, pelo grande poder de influência estadounidense e, mais do que nunca, dos blocos econômicos e transações comerciais. Por isso, podemos destacar algumas das muitas características da nova ordem mundial como sendo:

  1. A globalização; o mundo agora está interligado em diversas frentes, seja economicamente, culturalmente ou politicamente.
  2. Os blocos econômicos; com o êxito das integrações europeias, os países nesta nova ordem procuram através de blocos, tratados bilaterais e uniões aduaneiras, aumentar seu poder de barganha e de influência econômica no mundo.

Contudo, mesmo com a supremacia militar norte-americana, o campo das relações internacionais e da política caminha em águas turvas neste novo período. A globalização e as relações econômicas deixaram os países mais dependentes entre si. Uma guerra de grandes proporções é sempre evitada. Após as recentes intervenções militares fracassadas no oriente médio, a política dos EUA é mais diplomática e seu poder militar, embora ainda o mais preponderante, menos eficaz. Além destes dois pontos citados, é preciso realçar que a nova ordem mundial se apresenta como um período de grandes incertezas, uma vez que diversos atores estão surgindo a todo instante, sejam eles econômicos, como os BRICS, ou terroristas, como o Estado Islâmico, relativizando e criando novos cenários geopolíticos. Portanto, resumindo os principais pontos abordados, podemos destacar:

  1. Os novos cenários colocados pela globalização, com diversos espaços políticos de mediação e deliberação internacional; a extrema dependência econômica relativiza o poder militar dos países, tornando a diplomacia a principal estratégia para resolução de conflitos.
  2. As intervenções militares fracassadas que criaram inimigos piores, como a investida militar no solo Iraquiano e o vazio institucional que corroborou para a criação do Estado Islâmico, relativizou o poder da guerra e da força, criando um momento de incertezas quanto ao poder militar e a eficácia desta estraté
  3. Novos atores surgem a todo instante gerando novas configurações geopolíticas e novos desafios para as nações, tornando esse período, um período de diversas incertezas.
Quais são as principais características da velha e da nova ordem mundial?

A China é um destes novos atores econômicos e políticos.

 

EXERCÍCIOS

1. (Enem 2011)

5

O espaço mundial sob a “nova des-ordem” é um emaranhado de zonas, redes e “aglomerados”, espaços hegemônicos e contra-hegemônicos que se cruzam de forma complexa na face da Terra. Fica clara, de saída, a polêmica que envolve uma nova regionalização mundial. Como regionalizar um espaço tão heterogêneo e, em parte, fluido, como é o espaço mundial contemporâneo? HAESBAERT, R.; PORTO-GONÇALVES, C.W. A nova des-ordem mundial. São Paulo: UNESP, 2006.

O mapa procura representar a lógica espacial do mundo contemporâneo pós-União Soviética, no contexto de avanço da globalização e do neoliberalismo, quando a divisão entre países socialistas e capitalistas se desfez e as categorias de “primeiro” e “terceiro” mundo perderam sua validade explicativa. Considerando esse objetivo interpretativo, tal distribuição espacial aponta para

a) a estagnação dos Estados com forte identidade cultural.
b) o alcance da racionalidade anticapitalista.
c) a influência das grandes potências econô
d) a dissolução de blocos políticos regionais.
e) o alargamento da força econômica dos países islã

Veja como resolver passo-a-passo essa questão!

 

2. (UERJ 2010.2)

6

A política externa praticada pelos EUA no governo de Ronald Reagan, entre 1980 e 1988, reaqueceu os antagonismos que caracterizaram o período da Guerra Fria. A ilustração acima faz uma representação irônica dos continentes, condizente com as ideias propagadas pelo líder estadunidense.

Durante o governo Reagan, duas características importantes da geopolítica dos EUA são:

a) ênfase no combate às ditaduras – antagonismo com os países do Sul
b) incentivo à fragmentação territorial – envolvimento em conflitos religiosos
c) estímulo ao expansionismo colonial – estabelecimento de alianças militares
d) acentuação da rivalidade ideológica – práticas de imperialismo econômico

Veja como resolver passo-a-passo essa questão!

3. (IBMECRJ) A chamada Nova Ordem Mundial, que marcou o final do século XX, é caracterizada por uma série de importantes acontecimentos, EXCETO:

a) A queda do Muro de Berlim.
b) A implosão da União Sovié
c) A redemocratização da Europa Oriental.
d) A reunificação da Coré
e) O fim da Guerra Fria.

Veja como resolver passo-a-passo essa questão!

 

 

4. (Ufrrj) A Argentina, o Brasil, o Paraguai e o Uruguai formam o Mercosul (Mercado Comum do Sul), o organismo que estabelece as regras e os procedimentos para a integração econômica entre os quatro países. Sobre este bloco econômico, é correto afirmar que

a) integra países com povoamento, dinâmica econômica e nível de renda muito diferentes.
b)estabelece “fronteiras abertas” para o livre deslocamento de pessoas, produtos e capitais.
c) permite a livre circulação dos bens industriais sem restrições e barreiras alfandegá.
d) restringe os fluxos migratórios devido às rivalidades históricas existentes dentro do bloco.
e) amplia a competitividade do setor agropecuário devido à diferença no valor da terra.

Veja como resolver passo-a-passo essa questão!

 

 

5. (Enem) Em dezembro de 1998, um dos assuntos mais veiculados nos jornais era o que tratava da moeda única européia. Leia a notícia destacada a seguir.

“O nascimento do Euro, a moeda única a ser adotada por onze países europeus a partir de 1 de janeiro, é possivelmente a mais importante realização deste continente nos últimos dez anos que assistiu à derrubada do Muro de Berlim, à reunificação das Alemanha, à libertação dos países da Cortina de Ferro e ao fim da União Soviética. Enquanto todos esses eventos têm a ver com a desmontagem de estruturas do passado, o Euro é uma ousada aposta no futuro e uma prova da vitalidade da sociedade européia. A “Euroland”, região abrangida por Alemanha, Áustria, Bélgica, Espanha, Finlândia, França, Holanda, Irlanda, Itália, Luxemburgo e Portugal, tem um PIB (Produto Interno Bruto) equivalente a quase 80% do americano, 289 milhões de consumidores e responde por cerca de 20% do comércio internacional. Com este cacife, o Euro vai disputar com o dólar a condição de moeda hegemônica.”

                                                                       (Gazeta Mercantil, 30/12/1998)

A matéria refere-se à “desmontagem das estruturas do passado” que pode ser entendida como

a) o fim da Guerra Fria, período de inquietação mundial que dividiu o mundo em dois blocos ideológicos opostos.
b) a inserção de alguns países do Leste Europeu em organismos supranacionais, com o intuito de exercer o controle ideológico no mundo.
c) a crise do capitalismo, do liberalismo e da democracia levando à polarização ideológica da antiga URSS.
d) a confrontação dos modelos socialistas e capitalista para deter o processo de unificação das duas Alemanhas.
e) a prosperidade as economias capitalistas e socialistas, com o conseqüente fim da Guerra Fria entre EUA e a URSS.

GABARITO

1. C

2. D

3. D

4. A

5. A