• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

“O Hobbit” quer que você vá até Mordor aprender sobre Revolução Industrial. #Partiu?

Garanto que você nunca imaginou que lá das profundezas de Mordor pudesse surgir algum conceito de geografia, sequer alguma coisa que te ajudasse a passar para o vestibular. Será que ver filmes de fantasia pode te salvar nas provas? Sim, mas de um jeito um pouco diferente. Vamos aos fatos, Bilbo Bolseiro.

unnamed

 

De Mordor à Inglaterra Industrial

Fogo, fumaça, olho de Sauron, orcs trabalhando dia e noite, uma cidade preta e barulhenta. Se especula que Tolkien imaginava Mordor pensando na Inglaterra Industrial; ele mesmo via os Orcs e Sauron como uma analogia aos interesses capitalistas no condado, sempre idealizado, como a sociedade pré-industrial que vivia feliz e alegre no campo, pura e serelepe, bebendo cervejas artesanais, rindo e fazendo festas antes de serem atingidas pelo capital e pelas forças cruéis das Indústrias.

Aprender Revolução Industrial fica mais fácil com "O Hobbit"

Sem espanto, Orcs: sabemos quem vocês representam.

A sociedade industrial inglesa foi marcada por grandes transformações, dentre elas podemos citar três grandes mudanças estruturais importantes que esmiuçarei em seguida: Urbanização, Impactos Ambientais e Aumento de Produtividade. Todas elas afetaram profundamente o modo como a própria cidade era gerida e também as relações entre cidade e campo, alterando posteriormente a lógica do Estado, o que jé é tema para ooooutro resumo.

 

Urbanização

Nos períodos que antecedem a revolução industrial, a burguesia mercantil inglesa começa a acumular capital e com este capital inicia investimentos em maquinários, que vão ocupando maiores destaques nos postos urbanos, acelerando a produção e melhorando os produtos finais. Principalmente no setor de tecidos.

Neste primeiro momento, estas máquinas não eram automáticas e não possuíam muita tecnologia; eram necessários empregados para operá-las. Isto criou a necessidade de grande quantidade de empregados nas fábricas, pois além do que já foi citado, boa parte dos trabalhos eram muito específicos e precisavam de dedos humanos e movimentos sutis para serem elaborados.

Esta necessidade crescente por mão de obra e o cercamento dos campos aprofunda o movimento de êxodo rural e um inchaço grande nas cidades, o que não acompanha  a oferta de infraestrutura do lugar. Lembra de Mordor? Pois é, a cidade inglesa da época era bem parecida…

Aprender Revolução Industrial fica mais fácil com "O Hobbit"

 

Impactos Ambientais

Quem frequenta a minha monitoria está cansado de me ouvir dizer: não existe atividade humana livre de impactos ambientais. Mas então por que existe um tópico só de impactos ambientais?

Lembra das árvores tristes que estavam sendo cortadas para dar lugar às grandes construções? Do condado sendo ameaçado por interesses de Sauron? Então, galerinha, isto tudo remonta às devastações florestais promovidas pela abertura de novas fronteiras de recursos, para a abertura de superfícies para as indústrias, cidades e à própria extração de recursos.

Aprender Revolução Industrial fica mais fácil com "O Hobbit"

Tem também a fumaça lembrando a queima de carvão, composto extremamente utilizado e combustível da primeira revolução industrial e, por fim, a ameaça ao condado como uma clara ameaça ao modo de vida rural, com o avanço da urbanização e as novas frentes que vão incorporando as periferias das cidades através do inchaço populacional ou através da incorporação funcional – fornecer matérias primas, por exemplo.

 

Aumento de produtividade

Este, sem dúvida, é um dos pontos mais interessantes e ajuda muito a entender o nascimento de uma doutrina econômica, o Liberalismo. Como a sociedade inglesa começa a ter vertiginosos aumentos de produtividade e qualidade, nada mais justo do que começarem a escoar sua produção para a Europa e para o mundo. Era comum encontrar em portos brasileiros carregamentos ingleses traficados ou legalizados após a abertura dos portos. Vai ver você podia até mesmo encontrar um certo anel no meio de quinquilharias, vai saber…

Aprender Revolução Industrial fica mais fácil com "O Hobbit"

É muito importante entender o papel da revolução industrial para a consolidação do poder inglês, que foi se afirmando como potência e incluindo mercado – além de pressionar o mundo para a criação de mão de obra assalariada. O berço do liberalismo de Adam Smith, em “A Riqueza das Nações“, flexibilizava o papel do Estado frente o mercado, o que entrava em consonância com os interesses da burguesia da região que queria escoar seus produtos e qualquer protecionismo poderia invalidar ou prejudicar o processo.

Viram? Da próxima vez que alguém falar que vocês não estão aprendendo nada vendo O Senhor dos Anéis ou O Hobbit, digam que estão estudando Geografia para o seu vestibular!

Aprender Revolução Industrial fica mais fácil com "O Hobbit"

“E aí, migos, vamos aproveitar para assistir esses filmes e estudar para o vestibular?”

Curtiram? Deixem seus comentários, opiniões, broncas a afins! 😀