• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

3 aspectos da paisagem urbana que apresentam características do processo de urbanização brasileiro

Ainda tem dúvidas sobre a urbanização brasileira? Com esta lista, nós resolvemos todas elas! Se prepare para garantir uma nota 10 na sua prova de geografia!

1. Presença de bancos e shoppings nas grandes metrópoles

3 aspectos da paisagem urbana que apresentam características do processo de urbanização brasileiro

Ao observar as grandes metrópoles brasileiras é possível perceber que a imagem clássica de uma cidade urbana com a presença de muitas indústrias não se encaixa, o que é visto na verdade é a grande presença de shoppings e bancos, por exemplo, exemplos típicos do setor terciário da economia (comércio e serviços). Isto é resultado do processo de desmetropolização em que as indústrias têm migrado para as cidade médias e nas metrópoles há o crescimento do setor terciário.

2. Presença de meios de transporte cada vez mais rápidos, interligados e eficazes

3 aspectos da paisagem urbana que apresentam características do processo de urbanização brasileiro

Outro aspecto da paisagem urbana associado ao processo de urbanização brasileiro são os meios de transporte. A urbanização brasileira nos anos iniciais era associada ao surgimento de portos e ferrovias e a partir disto os meios de transporte vêm se tornando cada vez mais rápidos, interligados e eficazes, tanto para o transporte de pessoas quanto para o comércio, disto surge serviços como UBER, VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) e BRTs que marcam o espaço urbano.

3. Presença de favelas e aglomerados habitacionais irregulares

3 aspectos da paisagem urbana que apresentam características do processo de urbanização brasileiro

Esta característica surge da rápida e desordenada urbanização brasileira em que a população urbana cresceu aceleradamente sem que a infraestrutura necessária para acomodar todo este contingente populacional acompanhasse o mesmo ritmo. Isso se desdobrou em inúmeros impactos, tais como o surgimento de favelas e aglomerados habitacionais irregulares nos grandes centro urbanos, espaços estes em que a população de baixa renda se aloca pois localizam-se próximo ao seu local de trabalho.