• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Como o Marcos, a Vó Silvina e um carrinho de madeira te ajudam a entender a Física

Esses dias eu estava navegando nesse mundo da internet, quando me deparei com um dos vídeos, na minha opinião, mais engraçados do momento. Percebi que podia aprender muito sobre a tão adorada Física – depois de rir um pouco, claro.


O vídeo ao qual me refiro é o taca-le pau Marcos, no qual o Marcos, filmado por seu primo, desce o morro que tem na propriedade de sua avó, a famosa vó Sovelina, em um carrinho de madeira. Sim, é bem engraçado e tem tudo a ver com física. Se não viu ainda, vá ver para rir um pouco! Com o ENEM pertinho, é sempre bom descontrair um pouco para não pirar. Melhor ainda é você rir e ler o texto para aprender se divertindo e, depois, gabaritar as questões da prova!

No vídeo, Marcos se posiciona no início da ladeira, com seu carrinho, e começa a descê-la. Seu primo Leandro fica gritando para que Marcos acelere e ganhe mais velocidade. Vamos pensar agora no que faz o carrinho ganhar velocidade e descer a ladeira?

Vamos imaginar o morro da vó Sovelina como um plano inclinado, e o Marcos e seu carrinho como um corpo só, assim fica mais fácil entendermos a física por trás desse evento.

 fis-1

Olhando para a figura, vemos um monte de forças traçadas, certo? Vamos ver o que cada uma representa:

  • Fat = Força de atrito
    Força de interação entre o corpo e a superfície na qual o corpo está.

 

  • Fn= Força normal
    Força de contato que a superfície faz no corpo, é sempre perpendicular à superfície.

 

  • P = Força peso
    Força que a Terra faz no corpo, é sempre perpendicular à superfície da Terra.

 

Só que precisamos decompor a força peso:

 

  • Px e Py -> São componentes da força peso, é a força peso decomposta no eixo correspondente à superfície.

Px = P*sen(ϴ)

Py = P*cos(ϴ)

 

Temos que decompor a força peso em uma componente horizontal e vertical porque só podemos somar forças que estão na mesma direção. Às vezes precisamos decompor algumas para obedecer a essa regra.

 

Relembrando as Leis de Newton: se um corpo está se movendo com uma aceleração, está aumentando sua velocidade. Temos uma força resultante apontando para o mesmo sentido da velocidade do corpo; se o corpo está descendo, então temos uma força resultante apontando para baixo.

Força resultante é o somatório de todas as forças que estão na mesma direção (só podemos somar forças que possuem a mesma direção). Logo, já sabemos que a resultante no caso do Marcos é na horizontal e para baixo, já que ele está descendo a ladeira. Usando esse modelo simplificado da situação do vídeo, a resultante do sistema carro + Marcos é:

Px – Fat= ma
m= massa do sistema
a = aceleração

Assim, temos que falar para o Leandro, o primo, que não vai adiantar ficar gritando para o Marcos “tacar pau” (aumentar a velocidade) no carrinho. Para ele conseguir ir mais rápido, precisaria aumentar a inclinação do morro da Vó Sovelina.

Agora, pessoal, “taca-le pau” nesses estudos! O ENEM já está chegando!

 

E para quem não viu o vídeo: