• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Questões Comentadas: Iluminismo

Leia o resumo “O que foi o Século das Luzes e o Iluminismo?” e resolva os exercícios abaixo.

 

1. (Fuvest) Sobre o chamado despotismo esclarecido é correto afirmar que

a) foi um fenômeno comum a todas as monarquias europeias, tendo por característica a utilização dos princípios do Iluminismo.
b) foram os déspotas esclarecidos os responsáveis pela sustentação e difusão das ideias iluministas elaboradas pelos filósofos da época.
c) foi uma tentativa bem intencionada, embora fracassada, das monarquias europeias reformarem estruturalmente seus Estados.
d) foram os burgueses europeus que convenceram os reis a adotarem o programa de modernização proposto pelos filósofos iluministas.
e) foi uma tentativa, mais ou menos bem sucedida, de algumas monarquias reformarem, sem alterá-las, as estruturas vigentes.

 

 

2. (Ufv) O Marquês de Pombal, ministro do rei D. José I (1750-1777), foi o responsável por uma série de reformas na economia, educação e administração do Estado e do império português, inspiradas na filosofia iluminista e na política econômica do mercantilismo, cabendo a ele a expulsão dos padres jesuítas da Companhia de Jesus dos domínios de Portugal.

O Marquês de Pombal foi um dos representantes do chamado:

a) Despotismo Esclarecido.
b) Socialismo Utópico.
c) Socialismo Científico.
d) Liberalismo.
e) Parlamentarismo Monárquico.

 

 

 

 

3. (ENEM) Os produtos e seu consumo constituem a meta declarada do empreendimento tecnológico. Essa meta foi proposta pela primeira vez no início da Modernidade, como expectativa de que o homem poderia dominar a natureza. No entanto, essa expectativa, convertida em programa anunciado por pensadores como Descartes e Bacon e impulsionado pelo Iluminismo, não surgiu “de um prazer de poder”, “de um mero imperialismo humano”, mas da aspiração de libertar o homem e de enriquecersua vida, física e culturalmente.

CUPANI, A. A tecnologia como problema filosófico: três enfoques, Scientiae Studia. São Paulo, v. 2 n. 4, 2004 (adaptado).

Autores da filosofia moderna, notadamente Descartes e Bacon, e o projeto iluminista concebem a ciência como uma forma de saber que almeja libertar o homem das intempéries da natureza. Nesse contexto, a investigação científica consiste em

a) expor a essência da verdade e resolver definitivamente as disputas teóricas ainda existentes.
b) oferecer a última palavra acerca das coisas que existem e ocupar o lugar que outrora foi da filosofia.
c) ser a expressão da razão e servir de modelo para outras áreas do saber que almejam o progresso.
d) explicitar as leis gerais que permitem interpretar a natureza e eliminar os discursos éticos e religiosos.
e) explicar a dinâmica presente entre os fenômenos naturais e impor limites aos debates acadêmicos.

 

 

 

GABARITO

1. A

Resolvendo passo-a-passo: 

Ainda era muito cedo para eles acabarem com o absolutismo, portanto, conseguiram uma maneira de se adaptar à nova condição mundial, voltada para o cientificismo e com tendências iluministas. Marquês de Pombal e Dom Pedro II eram considerados déspotas esclarecidos.

 

2. A

Resolvendo passo-a-passo: 

Com uma participação importantíssima na História do Brasil, o Marquês de Pombal marcou época ao revolucionar o modo de Portugal lidar com suas colônias, intensificando a rentabilidade com conceitos iluministas. Pombal era considerado um déspota esclarecido, pois sempre utilizava métodos cientificistas vigentes na época.

 

3. C

Resolvendo passo-a-passo: 

Alguns pensadores e a maioria dos iluministas valorizam a razão como a forma de o homem se libertar. Mas se libertar de quê? Estão compreendidas nessa libertação a igreja e até mesmo as leis da natureza. Quando se desconhece não se pode dominar, porém, quando se entende, a dominação é quase que inevitável e libertadora.