• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

O que é anabolismo nuclear?

Sendo a célula a menor unidade de um ser vivo, é necessário que ela possua mecanismos que permitam que ela seja autossuficiente e autônoma. Estes mecanismos fazem parte do metabolismo celular, que pode ser constituído de catabolismo, ou seja, quebra de moléculas, ou então de anabolismo, que é a construção molecular. Tudo o que acontece na célula é resultado da expressão dos seus genes e da manutenção dos mesmos, divididos em três partes: duplicação, transcrição e tradução. Como neste resumo falaremos de anabolismo nuclear, abordaremos a duplicação e a formação de RNAs. A tradução, ou síntese proteica, você vê aqui.

Transcrição

Duplicação

Este processo existe para que haja garantia da permanência da hereditariedade da célula, ou seja, ela é realizada a fim de evitar que o gene se perca. Nos genes há a informação genética de tudo o que deve acontecer na célula. Logo, é uma molécula de extrema importância. Na formação de uma nova célula, é necessário que a mesma seja formada com as mesmas características da anterior e que ela contenha a mesma informação genética da célula mãe, afinal, ela também terá que ser autossuficiente e autônoma. Com isso, antes que a divisão celular ocorra para formação de novas células, é necessário que haja a duplicação celular. Como o DNA é composto por uma fita dupla, ambas as fitas precisam ser copiadas para que seja formada uma nova molécula, dupla fita, de DNA. Para isso, a helicase reconhece a origem de replicação, desenrola a  dupla-hélice do DNA e as pontes de hidrogênio que ligam as bases nitrogenadas são quebradas. De acordo com o pareamento adenina-timina (A-T) e guanina-citosina (G-C), as novas fitas de DNA são formadas a partir da enzima DNApolimerase. Quando as duas novas fitas são formadas, cada uma delas liga-se a uma fita antiga de DNA, formando duas novas moléculas semiconservativas.

Duplicação do DNA

Formação de RNAs

Os RNAs, assim como o DNA, são ácidos nucleicos e eles participarão da expressão gênica. O RNAm, ou RNA-mensageiro carrega a mensagem do gene que deve ser expresso. Ele é formado de forma parecida com que o DNA é formado, entretanto, somente uma fita é formada. A dupla-hélice é desenrolada e os nucleotídeos são pareados. Entretanto, na formação do RNA o pareamento ocorre entre adenina-uracila (A-U) e guanina-citosina (G-C). A RNApolimerase une estes nucleotídeos, de acordo com a sequência de DNA, formando assim uma fita de RNAm. Este sairá do núcleo para que, no citoplasma, haja a tradução. O RNAr, ou RNA-ribossomal constituirá os ribossomos, que também atuarão na posterior tradução de proteínas. Ele é formado a partir do nucléolo, sequência de DNA específica para a formação do RNAr. O RNAt ou RNA-transportador é formado no núcleo, a partir de alterações de transcritos recém-formados.

Formação de RNAs

Exercícios

1. (UEPB-2006) Uma molécula de DNA, com seqüência de bases GCATGGTCATAC, permite a formação de um RNA mensageiro com a seguinte seqüência de bases:

a) CGTACCAGTAGT
b) CGUACCAGUAUG
c) GCUAGGACUATU
d) CGTACCTACTCA
e) GCATGGTCATAC

VEJA COMO RESOLVER PASSO-A-PASSO ESTA QUESTÃO! 

 

2.  (PUC – MG-2007) Sobre o esquema ao lado, foram feitas algumas afirmações.

2

I. O esquema representa o mecanismo da tradução, onde interagem os três tipos de RNAs.
II. O pareamento do códon com anticódon específico resulta na entrada do aminoácido correto, determinado pela seqüência codificadora.
III. Toda molécula de RNAm possui um códon de iniciação, que é sempre o mesmo – AUG.
IV. A perda de um único nucleotídeo no gene que dá origem ao RNAm pode alterar a tradução a partir daquele ponto.
V. A associação entre aminoácidos para formar proteínas depende de ligações peptídicas.

Estão CORRETAS as afirmativas:

a) I , IV e V apenas.
b) I, II e III apenas.
c) II, III e IV apenas.
d) I, II, III, IV e V.

 VEJA COMO RESOLVER PASSO-A-PASSO ESTA QUESTÃO! 

 

 

 

Gabarito

1. B

2. D