• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Análise textual – A Introdução.

Olá!

Como prometi no último post, hoje vim analisar o parágrafo introdutório da última redação pronta postada aqui, vocês se lembram? O tema era: “A diferença entre os papéis usualmente considerados masculinos e femininos”. Confiram:

No contexto pós-moderno, a suposta inversão dos papéis considerados masculinos e femininos tem sido bastante discutida. Muitos sutiãs foram queimados em praça pública para que mulheres pudessem ter, por exemplo, o direito de votar. Hoje, depois de tantas conquistas indiscutíveis, e passado o frenesi inicial do feminismo do meio do século passado, percebe-se que esse fogo era brando, e se faz necessária uma reflexão mais profunda acerca do tema. Embora seja largamente difundida a imagem da mulher independente, que ocupou os lugares anteriormente considerados masculinos na sociedade, tal representação é frágil e, muitas vezes, equivocada, uma vez que esbarra em heranças culturais e se afirma como características pontuais, e não uma regra geral.

Percebam as partes da Introdução:

– Em vermelho, temos a contextualização do tema. Nesse caso, o autor decidiu falar brevemente sobre as conquistas do feminismo, citando esse movimento como algo determinante para a mudança do papel da mulher em relação ao homem, que nos levou à sociedade contemporânea.

– Em verde, temos a sugestão de que uma tese será apresentada, uma vez que o autor diz que é necessário discutir o assunto.

– Em azul, temos a sugestão da tese. O autor acha que essas conquistas femininas e a imagem passada da mulher contemporânea são características frágeis e nem sempre representam uma regra geral. Conseguimos, assim, entender que é isso que ele defenderá ao longo do texto, sem que ele precisasse argumentar logo na Introdução.

Entenderam?

Continuem praticando a Introdução. No próximo post, eu volto com tipos de Introdução para vocês!

Até a próxima!