Questões Sobre Guerra Fria — o Mundo Bipolar

15/04/2018 Leonardo Machado

Depois de ler o resumo que preparamos com o tema “Guerra Fria: o Mundo bipolar”, você pode testar seus conhecimentos e ficar mais preparado para o assunto, respondendo as questões sobre Guerra Fria que reunimos nesse post. Elas foram tiradas de provas anteriores do ENEM e de outros vestibulares importantes.

Questões sobre Guerra Fria para treinar

1. (ENEM) Os 45 anos que vão do lançamento das bombas atômicas até o fim da União Soviética, não foram um período homogêneo único na história do mundo. (…) dividem-se em duas metades, tendo como divisor de águas o início da década de 70. Apesar disso, a história deste período foi reunida sob um padrão único pela situação internacional peculiar que o dominou até a queda da URSS.

(HOBSBAWM, Eric J. Era dos Extremos. São Paulo: Cia das Letras,1996)

O período citado no texto e conhecido por “Guerra Fria” pode ser definido como aquele momento histórico em que houve:

a) corrida armamentista entre as potências imperialistas europeias ocasionando a Primeira Guerra Mundial.

b) domínio dos países socialistas do Sul do globo pelos países capitalistas do Norte.

c) choque ideológico entre a Alemanha Nazista / União Soviética Stalinista, durante os anos 30.

d) disputa pela supremacia da economia mundial entre o Ocidente e as potências orientais, como a China e o Japão.

e) constante confronto das duas superpotências que emergiram da Segunda Guerra Mundial.

 

2. (ENEM) Do ponto de vista geopolítico, a Guerra Fria dividiu a Europa em dois blocos. Essa divisão propiciou a formação de alianças antagônicas de caráter militar, como a OTAN, que aglutinava os países do bloco ocidental, e o Pacto de Varsóvia, que concentrava os do bloco oriental. É importante destacar que, na formação da OTAN, estão presentes, além dos países do oeste europeu, os EUA e o Canadá. Essa divisão histórica atingiu igualmente os âmbitos político e econômico que se refletia pela opção entre os modelos capitalista e socialista.

Essa divisão europeia ficou conhecida como:

a) Cortina de Ferro.

b) Muro de Berlim.

c) União Europeia.

d) Convenção de Ramsar.

e) Conferência de Estocolmo.

 

3. (FGV) Em junho de 1947, o governo dos EUA passou a implementar um projeto de reconstrução da Europa denominado Plano Marshall. Qual dos tópicos a seguir NÃO é uma causa desse plano:

a) o temor trazido pela criação do Mercado Comum Europeu (MCE);

b) o deslocamento do controle do capitalismo da Europa para os EUA e sua crescente influência sobre os países europeus;

c) a necessidade que a Europa tinha de reunir recursos para pagar o seu principal credor, os EUA, que lhe forneceram desde alimentos até materiais bélicos durante a II Guerra Mundial;

d) a necessidade de se reconstruírem as cidades e de recuperarem a indústria e a agropecuária europeia, devastadas durante a II Grande Guerra;

e) o interesse que os Estados Unidos tinham em fortalecer a ordem capitalista na Europa Ocidental e, assim, impedir a expansão do socialismo no continente.

 

  

Gabarito das questões sobre Guerra Fria

  1. E

Comentário: A alternativa A está errada no momento em que apenas descreve os fatos anteriores à primeira guerra. A letra B sugere uma divisão homogênea dos domínios, o que não acontece. A alternativa C está claramente errada quando cita os anos 30, sendo que a própria questão nos remete ao pós-45 e a letra D talvez se assemelhe melhor aos dias atuais, onde a China disputa o mercado com os EUA, mas não é a resposta que gostaríamos. A alternativa E é a correta, pois mostra que, após a segunda guerra, as grandes potências que ainda estavam de pé começaram a sofrer um confronto ideológico.

  1. A

Comentário: Quando citamos OTAN e Pacto de Varsóvia estamos falando de duas correntes que podiam se enfrentar e tinham poder bélico. Ambas protegiam seus aliados, logo, esta característica militar fez este embate ficar conhecido como “Cortina de Ferro”, referindo-se à proteção, blindagem que tudo isso ocasionava. O muro de Berlim é uma questão física e se encontrava apenas na Alemanha. A União Europeia trata-se basicamente de um acordo econômico e só começa a acontecer em 1957. Já as convenções de Ramsar e Estocolmo não fazem referência nem à OTAN e nem ao pacto.

  1. A

Comentário: Usando apenas uma linha cronológica, já podemos solucionar esta questão logo de primeira. Não podemos temer algo que não aconteceu, correto? O Plano Marshall é de 1947, já a criação do Mercado Comum Europeu, futura União Europeia, só ocorre em 1957, ou seja, 10 anos depois. Diante disso nós podemos caracterizar a alternativa A como a opção a ser marcada. Todas as outras alternativas nos mostram com clareza realidades referentes à conjuntura de implementação do Plano Marshall.

Com essas questões sobre Guerra Fria e os comentários sobre suas respostas, você vai poder se preparar muito melhor para o ENEM e outros vestibulares. Continue acompanhando o blog da Descomplica!

Leonardo Machado

Leonardo Machado escreveu 21 artigos

Deixe o seu comentário!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *