Mapa Mental: Brasil Neoliberal e a Posição BRICS

13/07/2016 Larissa Coelho

Restaram dúvidas sobre Brasil Neoliberal e a Posição BRICS? Esse mapa mental incrível vai te ajudar!

mapa-geo-brasil-neoliberal-posicao-brics

 

Quer aprender tudo sobre o Brasil Neoliberal e a Posição nos BRICS? Confira este resumo completo que vai salvar sua prova de geografia!

Para entender o Brasil Neoliberal, primeiramente, é importante compreender as bases desse modelo político-econômico e sua transição, tanto no mundo como no Brasil. A partir desse entendimento, pode-se determinar como o modelo de abertura econômica e política e o processo de descentralização da indústria brasileira contribuíram para a construção de uma nova lógica capitalista no país.

O Modelo Neoliberal

Por liberalismo entendemos uma filosofia política fundada nos princípios da liberdade, igualdade e fraternidade, em consonância com os ideais da Revolução Francesa e Iluminismo. É uma ideologia que defende a liberdade individual frente ao poder e controle estatal. O Liberalismo econômico é essa liberdade individual no campo econômico, todavia, em 1929, o modelo mostrou sua falência, ano esse que ficou conhecido como da Grande Depressão. A partir de 1933, o presidente dos Estados Unidos da América, Franklin Delano Roosevelt, iniciou uma série de programas com o objetivo de recuperar a economia norte-americana após a crise liberal. Esses programas originaram o plano New Deal. A base do Estado Keynesiano começa a ser delimitada, consistindo em uma política econômica praticamente oposta ao modelo liberal. O Estado é o grande interventor na economia, no estímulo à contratação de trabalhadores e na seguridade social, incentivando o consumo, aquecendo a produção industrial, agrícola e de serviços, nos mais diversos níveis. O sucesso do modelo logo inspirou os países da Europa a também adotarem os ideais de Keynes, principalmente após a 2ª Guerra Mundial, que foram expressos no conhecido Estado de Bem-Estar Social. Contudo, na década de 1970, o modelo começava a mostrar seu esgotamento, principalmente pelo alto custo de um Estado interventor. Assim, inspirado pelos ideais da Escola de Chicago, observa-se o surgimento de um novo modelo político-econômico baseado no Estado Mínimo. Os preceitos liberais econômicos retornam, mas não significam a ausência do Estado. Esse ainda se faz presente através do controle dos juros, do câmbio, da disciplina fiscal e, principalmente, nos momentos de crise econômica. Assim, o modelo Neoliberal, representado pelo governo de Ronald Reagan (EUA) e Margaret Thatcher (Reino Unido), surge como solução para o Estado sobrecarregado.

QUER SABER MAIS? CONFIRA ESTE RESUMO COMPLETO!

Larissa Coelho

Larissa Coelho escreveu 3136 artigos

Deixe o seu comentário!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *