Resolvido: Exercício sobre Sócrates

13/09/2017 Pedro Ribeiro

exercicio-sobre-socrates
Não há como negar, Sócrates é um grande filósofo e, por isso, seu nome é citado com frequência nos vestibulares brasileiros. Nós já falamos anteriormente sobre tudo o que você precisa saber sobre ele e, agora, é preciso testar os seus conhecimentos com um exercício sobre Sócrates.

ORGANIZE SEUS EXERCÍCIOS EM UM PLANNER SEMANAL LINDÃO! o/

Preparado? Então se concentra e detone no nosso pequeno desafio!

Exercício sobre Sócrates

1. (UNESP 2010) “Em 399 a.C., o filósofo Sócrates é acusado de graves crimes por alguns cidadãos atenienses. (…) Em seu julgamento, segundo as práticas da época, diante de um júri de 501 cidadãos, o filósofo apresenta um longo discurso, sua apologia ou defesa, em que, no entanto, longe de se defender objetivamente das acusações, ironiza seus acusadores, assume as acusações, dizendo-se coerente com o que ensinava e recusa a declarar-se inocente ou pedir uma pena. Com isso, ao júri, tendo que optar pela acusação ou pela defesa, só restou como alternativa a condenação do filósofo à morte”.

(Danilo Marcondes. Iniciação à História da Filosofia, 1998. Adaptado.)

Com base no texto apresentado, explique quais foram os motivos da condenação de Sócrates à morte.

GABARITO

1. Sem dúvidas, é difícil a tarefa de reconstruir fidedignamente as razões que conduziram Sócrates à morte, visto que este não deixou nada escrito e tudo o que sabemos a seu respeito é fruto da informação de terceiros e relatos que já se transformaram muito com todos os anos passados.

De qualquer modo, segundo o relato de Platão, que se tornou canônico na história da filosofia, Sócrates foi condenado à morte acusado de dois crimes: a corrupção da juventude, isto é, a influência negativa sobre os jovens da época, e a impiedade, ou seja, a descrença em relação aos deuses da cidade. Estas, de fato, foram as acusações formais. Porém, confrontado com elas, o Sócrates platônico as considera meros pretextos.

Na realidade, segundo o próprio filósofo, o verdadeiro motivo das acusações era a enorme raiva que as grandes personalidades públicas de Atenas tinham dele, simplesmente pelo fato de Sócrates haver demonstrado muitas vezes, e publicamente, que todos aqueles homens que se consideravam grandes sábios eram, na verdade, ignorantes.

O que nos faz concluir que foi, na realidade, a incapacidade dos grandes “figurões” de Atenas em admitir sua própria ignorância que tornou Sócrates alguém odioso a eles, alguém que deveria ser calado a qualquer custo e, se necessário, com a morte. Simplesmente pelo fato de repreenderem quem ia contra suas “verdades absolutas” não que pregava um discurso aperto e — até mesmo revolucionário — para aquele momento.

Gostou do nosso exercício sobre Sócrates? Então conte nos comentários se você acertou a resposta!

Pedro Ribeiro

Pedro Ribeiro escreveu 19 artigos

Deixe o seu comentário!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *