Quem são os principais sociólogos?

17/04/2015 Camila Paula

os-tres-porquinhos sociologia

Olá, galera linda do meu Brasil, vamos estudar?!

Hoje bateremos um papo super legal sobre os três porquinhos da sociologia. Pode parecer piada, mas estamos falando de Durkheim, Karl Marx e Max Weber, os pilares das ciências sociais. Já sabemos que essa realidade surgiu entre o fim do século XVIII e meados do século XIX, em um contexto de grandes transformações na sociedade, principalmente em decorrência da industrialização e da consolidação do capitalismo. Eleger três pensadores como os maiores sociólogos de todos os tempos pode parecer injustiça, mas na verdade é apenas uma forma de dizer que eles criaram as teorias mais abrangentes e adequadas para analisar a sociedade, de modo que os teóricos que vieram depois deles usaram seus pensamentos como pano de fundo.

 

Émile Durkheim

Nasceu na França em 1858, oriundo de família judia, embora tenha escolhido a secularidade. O primeiro embate travado por Durkheim foi contra o ensino religioso nas escolas. Para ele, a forma mais adequada de conhecer era através do método científico, característica forte do estruturalismo ao qual pertencia. Devido ao cientificismo, parte muito relevante do pensamento de  Émile, contribuiu de forma muito significativa para que a sociologia fosse reconhecida como ciência e se instalasse na academia.

Émile Durkheim foi o primeiro a falar de sociologia da educação. Para ele, a educação é o principal instrumento de socialização da juventude e a mais relevante forma de construção do ser social. É através dela que adquirimos as principais noções socais de valores, princípios e normas coletivas de convivência. Esse pensamento está diretamente ligado ao fato social, que surge justamente da coercitividade, da generalidade e da exterioridade que a educação social nos impõe.

 

Karl Marx

Nascido em 1818, produziu uma filosofia multidisciplinar, uma vez que era formado em Filosofia, Direito e História. Suas primeiras aparições públicas foram na Gazeta Renana, onde foi editor chefe. O grande objetivo do pensamento marxista era descobrir a origem e a solução para a luta de classes.

Não é possível pensar em Marx sem falar da influência que Hegel exerceu sobre ele. Foi dela que surgiu a tão conhecida concepção marxista de dialética. Autor radical, escreveu muito sobre o comunismo e socialismo. Devemos também a ele a análise sociológica dos movimentos sindicais de operários. Essa corrente foi fundamental para grandes mudanças sociais ocorridas ao longo do século XX. Ela tem suas bases no socialismo científico e no materialismo histórico e dialético. A principal característica desse pensamento é a teoria do conflito.

 

Max Weber

Erudito nascido já no século XX, Weber acreditava que a sociologia, muito mais que um estudo da massa, era a captação das relações humanas. Desse modo, não era possível dissociar o fenômeno social dos simbolismos que o geraram. Para esse autor, a análise social deve partir do indivíduo para a sociedade. Apenas dessa forma seria possível compreender de modo seguro os fatos.

Weber estudou a sociedade sob o víeis do indivíduo, buscando todas as formas de influência e condicionamento que uma pessoa pode sofrer ao agir e assim gerar o fenômeno social.

Mil beijocas, até a próxima semana.

 

Exercícios

1. Leia o texto a seguir.

De acordo com Susie Orbach, “Muitas coisas feitas em nome da saúde geram dificuldades pessoais e psicológicas.

Olhar fotos de corpos que passaram por tratamento de imagem e achar que correspondem à realidade

cria problema de auto-imagem, o que leva muitas mulheres às mesas de cirurgia. Na geração das minhas

filhas, há garotas que gostam e outras que não gostam de seus corpos. Elas têm medo de comida e do que

a comida pode fazer aos seus corpos. Essa é a nova norma, mas isso não é normal. Elas têm pânico de ter

apetite e de atender aos seus desejos”.

(Adaptado: As mulheres estão famintas, mas têm medo da comida, Folha de S. Paulo, São Paulo, 15 ago. 2010, Saúde.

Com base no texto e nos conhecimentos sobre o pensamento de Émile Durkheim, é correto afirmar:

a) O conflito geracional produz anomia social, dada a incapacidade de os mais velhos compreenderem as aspirações dos mais novos.

b) Os padrões do que se considera saudável e belo são exemplos de fato social e, portanto, são suscetíveis de exercer coerção sobre o indivíduo.

c) Normas são prejudiciais ao desenvolvimento social por criarem parâmetros e regras que institucionalizam o agir dos indivíduos.

d) A consciência coletiva é mais forte entre os jovens, voltados que estão a princípios menos individualistas e egoístas.

e) A base para a formação de princípios morais e de solidez das instituições são os desejos individuais, visto estes traduzirem o que é melhor para a sociedade.

 

 

2. (Uncisal 2012) A Escola Marxista tem na teoria do conflito um dos seus fundamentos mais importantes em termos sociológicos. Tal teoria, pela óptica marxista, defende que:

a) os conflitos sociais são culturais, sendo expressões do embate entre a tradição e a inovação.

b) os conflitos nascem das contradições, sendo estas resultantes do acesso desigual aos meios de produção.

c) as sociedades mais avançadas são aquelas que melhor se adaptaram ao longo do processo histórico, sendo as menos aptas extintas.

d) os conflitos sociais são observados apenas nas sociedades anteriores à Revolução Industrial.

e) todas as relações sociais estão desvinculadas da esfera econômica, sendo os conflitos políticos o alicerce da vida em sociedade.

 

 

3. O conceito de ação social desempenha papel fundamental no conjunto teórico construído por Max Weber. Sobre este conceito utilizado por Max Weber, considere as afirmativas a seguir.

I. A ação social foca o agente individual, pois este é o único capaz de agir e de atribuir sentido à sua ação.

II. Interpretar a reciprocidade entre as ações sociais possibilita ao cientista social a compreensão sobre as regularidades nas relações sociais.

III. A imitação e as ações condicionadas pelas massas são exemplos típicos de ação social, pois são motivadas pela consciência racional da importância de viver em sociedade.

IV. O que permite compreender o agir humano enquanto ação social é o fato de ele possuir um sentido único e objetivo para todos os agentes envolvidos.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas I e II são corretas.

b) Somente as afirmativas II e IV são corretas.

c) Somente as afirmativas III e IV são corretas.

d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas.

e) Somente as afirmativas I, III e IV são corretas.

 

 

Gabarito:

1. B

2. B

3. A

 

Camila Paula

Camila Paula escreveu 2657 artigos

Deixe o seu comentário!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *