Blog Descomplica

Saiba como atuar na área de Direito Militar!

O Direito Militar é uma das áreas mais interessantes para atuar. Com casos intrigantes, o profissional se depara com o dever de diversificar. Entenda!
porDescomplica| 30/08/2021

Compartilhe

Com origem no Direito Romano, o Direito Militar é um ramo que regula os direitos e obrigações dos militares federais, que são os servidores das Forças Armadas (Exército Brasileiro, Marinha de Guerra e Força Aérea Brasileira), bem como dos militares estaduais (Polícias Militares e dos Corpos de Bombeiros Militares).

Mas, você deve estar se perguntando porque esses servidores recebem atenção especial quando o assunto é justiça. A gente explica! Diferentemente dos civis, os militares exercem funções que colocam em risco a própria vida em cumprimento da Constituição Federal do Brasil.

Por esse motivo, a competência tanto de acusação como de defesa em casos que envolvem militares é da Justiça Militar. Interessante, né?

Então, se você ficou curioso pra conhecer mais sobre esse ramo e saber o que é necessário pra atuar nele, continue a leitura e absorva tudo o que precisa!

direito militar – três militares sorrindo e olhando para frente

Quais são os direitos militares?

Garantidos pela Lei nº 6.880/1980 — Estatuto dos Militares — os direitos dos servidores federais e estaduais que mencionamos no início estão ligados a questões de proteção tanto do servidor como da família em caso de morte, diplomacia e continuidade da justiça, remuneração, entre outros.

Só pra exemplificar, o artigo 50 desta lei menciona que são direitos do servidor militar:

  • a sua patente que vem com as vantagens, prerrogativas e deveres, quando oficial;
  • proteção social;
  • a remuneração de acordo com o saldo integral ou graduação que possui (provento);
  • alojamento e habitação pra si e pros seus dependentes.

Além disso, os militares têm direito à promoção. Logicamente, as promoções obedecem a alguns critérios, como o de antiguidade, merecimento e escolha.

Além disso, existe a possibilidade de receber uma promoção por atos de bravura.

direito militar – militares enfileirados, foco nos braços

O que estuda o Direito Militar?

Portanto, se a gente tivesse que responder a essa pergunta com 5 palavras, elas seriam: a vida toda dos militares. Brincadeiras à parte, no Direito Militar se estuda basicamente a Lei nº 6.880/1980 e o Direito Penal Militar.

Isso porque, praticamente todas as necessidades que os servidores têm estão ligadas a questões de interesse público e, em sua grande maioria, a casos de competência penal, como tráfico de drogas, homicídios, entre outros muito comuns da profissão.

As demais, normalmente, têm finalidade funcional, como as que citamos: remuneração, patentes, promoções. Enfim, o estudo do Direito Militar, como você pôde ver, é bem completo e específico.

direito militar – militar olhando para o lado

Por que escolher o Direito Militar?

Você já viu o quanto essa área é interessante e observou que é um ramo muito ligado ao ambiente penal da justiça, mas o que também precisa saber é que, pros profissionais que defendem os servidores militares, é bastante desafiador e gratificante em termos de salário e carreira.

Sim, exatamente isso que você leu! Imagina unir o útil ao agradável, ou seja, unir um trabalho que te desafia a ser um profissional especializado e de quebra agregar um bom salário a isso.

Vale destacar que a remuneração pra exercer a função de defensor dos direitos militares pode ficar entre R$8.000,00 e R$12.000,00.

Lembrando que os assuntos são específicos da área e seus conhecimentos podem ser bastante requisitados, aumentando ainda mais as oportunidades de lucro e progressão de carreira.

E aí, se interessou pelo Direito Militar? Foi o desafio, o salário ou a satisfação que te chamou mais atenção? A gente aposta que foram os três!

Se seu desejo é ingressar nessa área e se especializar, conheça a pós graduação em direito militar do Descomplica. Pode apostar que a gente vai embarcar nessa com você!

Comentários

ícone de atenção ao erroícone de atenção ao erroícone de atenção ao erro
Quer receber novidades em primeira mão?
Prontinho! Você receberá novidades na sua caixa de entrada.

Veja também

Separamos alguns conteúdos pra você

logo descomplica