4 problemas que todo participante do Enem enfrenta (e como resolvê-los!)

27/03/2017 Camila Paula

Ei, participante do Enem: qual a melhor hora para começar a pensar na prova mais importante do ano? Agora! Engana-se quem pensa que já é cedo para se preparar para o Exame Nacional do Ensino Médio, que acontecerá em novembro deste ano (a versão em formato digital será aplicada no mês anterior). E tem melhor forma de começar do que conhecer seus principais obstáculos?

Ficando por dentro dos principais problemas e desafios dos participantes do Enem, você consegue andar nos trilhos e garantir o melhor desempenho na prova. Pensando nisso, o Descomplica criou esse conteúdo para te ajudar a conquistar a vaga dos seus sonhos

1 – Que curso eu quero?

O Enem é a porta de entrada para muitas universidades, como todos sabemos. É através da nota no exame que você se inscreve no Sisu, o sistema de seleção unificada que funciona como uma espécie de Jogos Vorazes do vestibular: só passa para o curso desejado aqueles que concorrerem com as maiores notas.

Entretanto, um problema que candidatos do Enem enfrentam e só descobrem láááá no final do processo – no Sisu – é que é uma boa ideia pensar nos cursos e universidades que você quer com antecedência. Tipo, hoje. Sim, agorinha mesmo! O motivo? O seu cronograma de estudos deve ser baseado no seu objetivo.

Se desde o começo do ano você começar a se preparar para passar em determinado curso de certa universidade, você já poderá pesquisar coisas como:

  • Que disciplinas contam mais para aumentar a minha nota do Enem ao concorrer a este curso?
  • Quais os pesos das áreas de conhecimento na nota do Enem para esse curso na universidade que eu escolhi?

Assim, quando o Sisu chegar, você não vai ser surpreendido ao descobrir que redação tem um peso maior para a nota de Comunicação Social, por exemplo – e que foi justamente esta a matéria que você menos estudou durante o ano letivo e este o curso que você deseja.

Mas, é impossível fazer isso? Claro que não! O Descomplica criou quatro cronogramas de estudos completinhos para os vestibulares em cursos de humanas, exatas, econômicas e biológicas.

2 – Como o Enem funciona?

Não dá pra chegar no Enem sem nem saber minimamente como o exame é feito, do quê sobrevive, onde mora, certo? Então vamos lá: o Enem é composto por dois dias de prova, sobre as seguintes áreas de conhecimento:

  • Ciências da Natureza;
  • Ciências Humanas;
  • Matemática;
  • Linguagens;
  • Redação.

Cada área de conhecimento é testada através de 45 questões, enquanto a redação é sempre de caráter dissertativo-argumentativo, com no máximo 30 linhas e seu teor não pode ferir os direitos humanos.

De 2009 até 2016, a prova era aplicada em um único final de semana: Ciências da Natureza e Ciências Humanas, no sábado; Matemática, Linguagens e Redação, no domingo. Desde 2017, as coisas são um pouco diferentes, saca só:

  • O Enem 2020 será aplicado em dois domingos consecutivos;
  • O primeiro domingo será o dia da galera de humanas: cadernos de Redação, Linguagens e Ciências Humanas;
  • O segundo domingo será da galera de exatas e biológicas: cadernos de Matemática e Ciências da Natureza.

Outro ponto importante é que não dá mais para tirar certificado de conclusão do ensino médio através do Enem. Desse modo, quem não terminou o Ensino Médio no tempo regular deverá prestar o Encceja.

3 – Como o participante do Enem se prepara para dois dias de prova?

Toma lá outro problema com o qual você não vai precisar se preocupar, participante do Enem. Afinal, é possível resolvê-lo depois que terminar de ler isso aqui: a maratona de prova. Por mais que agora a aplicação da prova não seja em dois dias seguidos (ufa? será?), você precisa estar preparado para ficar cinco horas e meia com a bundinha colada na cadeira no primeiro domingo e cinco horas no segundo domingo.

Isso significa que o seu dia anterior deve ser leve, em todos os sentidos. Sem praticar esportes radicais, sem ressaca, sem consultar os livros de última hora: a ideia é que você tenha um período de lazer para minimizar a ansiedade e relaxar o corpo. Tudo para você fazer uma prova boa. Repita esse mesmo processo no final de semana seguinte.

4 – Como conciliar o estudo para o Enem e outros vestibulares?

Olha aí que eu vou te ensinar!

É hora de escolher suas prioridades: Enem ou outros vestibulares? Se você quer os dois igualmente, precisa criar um cronograma de estudos que dê conta de tudo. De um lado, os pesos das áreas de conhecimento no Enem, como falamos aí em cima; do outro lado, os pesos nas notas dos outros vestibulares. As disciplinas que pesarem mais devem ser prioritárias na sua rotina de estudos – vale dar uma atenção e tempinho a mais para elas, já que elas elevam sua nota.

E aí, curtiu as dicas? Que outros problemas um participante do Enem enfrenta? Conte para a gente aqui nos comentários! 🙂

Camila Paula

Camila Paula escreveu 2657 artigos

Deixe o seu comentário!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *