• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Unicamp aprova projeto de implementação de cotas

Integrantes do Conselho Universitário (Consu) votam pelo projeto de cotas étnico-raciais

Integrantes do Conselho Universitário (Consu) votam pelo projeto de cotas étnico-raciais

No dia 30 de maio, o Conselho Universitário (Consu), órgão da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), deu o primeiro passo para adoção de cotas étnico-raciais nos cursos de graduação. Os integrantes do conselho decidiram que um Grupo de Trabalho ficará responsável por pensar em formas de implementar gradualmente o sistema de cotas. Todos os resultados serão compilados em um relatório que será reavaliado em novembro.

Além disso, o Grupo de Trabalho também irá elaborar medidas para melhorar os critérios adicionais de uma forma que complementem o sistema de cotas, como um sistema de permanência estudantil que garanta aos futuros estudantes suporte para que possam concluir a graduação. O Programa de Ação Afirmativa para Inclusão Social (Paais), criado em 2004, e o Programa de Formação interdisciplinar Superior (ProFIS), de 2011, são ações que auxiliam o ingresso de estudantes da rede pública a ingressarem no ensino superior. O Paais é um programa pioneiro na educação brasileira.

Durante o período de votação, estudantes acompanharam o processo do lado de fora do auditório de Faculdade de Ciências Médicas. O resultado é uma grande vitória na luta dos movimentos sociais por uma representação mais forte das minorias no ambiente universitário. “Penso que o sistema de cotas é uma das maneiras de aproximar a Universidade da sociedade. Temos que procurar estabelecer um diálogo transparente com o corpo social e, na medida do possível, dar respostas às suas aspirações“, disse o reitor Marcelo Knobel para o Jornal da Unicamp.

A Unicamp é umas das melhores universidades do país e tem um vestibular muito característico, como as duas redações cobradas na segunda fase do processo. A instituição divulgou no mês passado todas as datas do vestibular deste ano, como também a lista de leituras obrigatórias que será válida até 2019. Confira  o calendário completo para não perder nenhuma fase, fica ligado também nas provas de habilidades específicas, e foca no sonho de ser bixo ano que vem!