• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Entendendo o nota do Enem

Hello, sunshine!

Meu nome é Fernanda, tenho 17 anos sou acadêmica de Direito e embaixadora Descomplica. Meu studygram é @study.feeh

Hoje eu vim falar de estratégias para tornar sua aprovação mais fácil, mostrando em que você deve focar e o que deve ter como meta.

Independentemente do seu objetivo, o Plano Descomplica Top vai te ajudar, pois ele oferece os aprofundamentos de humanas, exatas, medicina e econômicas, além das aulas básicas para Enem, quatro correções mensais de redação e outros inúmeros benefícios.

👉 Descontinho especial para vocês do Desco Top

Comecemos pelo começo: como é calculada a nota do Enem?

A prova do Enem é composta por 4 áreas + redação. Cada área tem 45 questões. No primeiro dia de prova, você faz as provas de Linguagens, Humanas e Redação. Já no segundo, são aplicadas as de Matemática e Ciências da Natureza.

Sua nota não depende apenas do número de acertos, mas de quais foram as questões. Dou como exemplo minha própria prova do Enem: em matemática, acertei 30 questões e tirei 781,2. Já em humanas, acertei 40 questões e tirei 740,1. Mesmo com 10 acertos a mais, minha nota foi 40 pontos menor.

Isso acontece por causa do TRI – teoria de resposta ao item – que o INEP utiliza para descobrir sua média.

Para calcular sua nota bruta, basta somar as 5 notas e dividir por 5.

Como calcular a nota: casos especiais

Alguns lugares oferecem bônus. A Ufpa, por exemplo, oferece 10% aos alunos que fizeram todo o Ensino Médio na Região Amazônica.

Quando eu prestei para Ufpa, minha média sem bônus (nota bruta) foi 751,44. Com os 10%, ela ficou 826,584. Eu tive direito a esse bônus, mas quem terminou em São Paulo – por exemplo – usaria a nota bruta para competir com a minha aumentada em 10%. Cada universidade tem suas próprias regras e sua nota pode, sim, variar.

Outro caso é a questão do peso nas áreas. Normalmente, isso não depende só de universidade, mas de curso também.

A Ufpa tem peso 1 em todas as áreas, mas a Ufrj não. Então, em vez de calcularmos a média simples, calculamos a média ponderada.

Exemplo: se seu curso tem peso dois em humanas, sua média não será

Nota humanas + Nota linguagens + Nota matemática + Nota naturezas + Redação / 5

Mas sim

(2.Nota humanas) +  Nota linguagens + Nota matemática + Nota naturezas + Redação / 6 (repare que o número pelo qual as notas são divididas também é alterado. Ele deve ser a soma dos pesos)

O que é nota de corte?

Nota de corte é a nota que o aprovado em último lugar tirou. Ou seja, se sua nota for maior que a dele, é suficiente para ingressar.

As notas variam de ano para ano, então, tenha uma margem de segurança.

Além disso, fique atento às cotas. Se você tem direito a alguma, as notas tendem a ser mais baixas que as de ampla concorrência.

Como focar no que é mais importante?

Quando estabelecido o curso e a universidade, procure a nota de corte. Essa deve ser sua meta (com a margem de segurança que já falei)

Procure também os pesos. Eles te dirão em quais áreas a universidade espera que você vá melhor. (IMPORTANTE: se tudo for peso 1, foque em Matemática e Redação. São as áreas em que as notas costumam ser maiores)

Tudo isso pode ser achado aqui no Descomplica no blog Tudo Sobre Enem, no site do Sisu ou da Universidade. São informações valiosas para você estudar de forma mais inteligente.

Se tiverem mais dúvidas ou quiserem conselhos, estou à disposição lá no Instagram.

Beijos!