• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Esta dúvida pode ser sua: Eletrólise

Na aula de hoje de manhã sobre “Eletroquímica – Eletrólise”, o professor Alexandre Victer respondeu às perguntas mais frequentes, feitas pelos alunos, sobre o tema – e que dizem respeito aos principais tópicos abordados em aula. Aproveite para revisar pontos importantes sobre a matéria!

 

Tema: Eletroquímica – Eletrólise

1. Quais são as diferenças entre a eletrólise e a pilha?


Uma é reação espontânea a e a outra é não espontânea. A eletrólise é o oposto da pilha, sendo que nesta última se obtém eletricidade por meio de reações de oxirredução, isto é, transforma-se energia química em energia elétrica. Já na eletrólise, a eletricidade é usada para produzir reações de oxirredução e energia química.


2. Qual o sentido da corrente na eletrólise?


Sabemos que as cargas que se movimentam são as cargas negativas, e no caso da eletrólise, essas cargas se movimentam do pólo positivo para o pólo negativo da pilha (do anodo para o catodo). No início da história, definiu se que a corrente é o sentido das cargas positivas. Então no nosso caso, a corrente vai ser inversa ao movimento dos elétrons, ou seja, a corrente é do pólo negativo para o pólo positivo.


3. O que é eletrólise Ignea?


Sem água. Recupera todos os metais envolvidos. A diferença entre a eletrólise ígnea e a eletrólise em meio aquoso é a forma em que está a substância que será submetida à corrente elétrica. No caso da eletrólise ígnea, a substância iônica está no estado líquido, ou seja, fundida, sem a presença de água.

 

E aí, entendeu tudo de Eletrólise? Quer perguntar mais coisas? Mande a sua dúvida nos comentários! =)