Quais as Principais Características do Tecido Muscular?

23/10/2017 Thamirys Moraes

O tecido muscular tem origem embrionária mesodérmica e possui a capacidade de se encurtar ou contrair, de se esticar ou relaxar. É formado por fibras musculares e são ricos em vasos sanguíneos e terminações nervosas.

Estão presentes no organismo humano três tipos de tecidos musculares: tecido muscular liso, tecido muscular estriado cardíaco e tecido muscular estriado esquelético. Veremos ao longo do resumo cada um deles, com suas principais características e ao final saberemos como ocorre a contração muscular.

Tecidos e fibras musculares

Tecido muscular liso

Este tecido muscular é o único que não possui estrias transversais, por isso é chamado de liso. Suas células são mononucleadas e suas contrações são lentas e involuntárias. Ele está presente no tubo digestivo, útero, bexiga, vesícula biliar, parede das artérias, dentre outros.

No intestino, a sua função é empurrar e conduzir o alimento ao longo do tubo digestivo. Já em artérias ele controla o fluxo de sangue que passará nas mesmas. Na vesícula e em glândulas, ajuda a secretar suas substâncias. Nos olhos, regulam a entrada de luz nos mesmos pela abertura ou fechamento das pupilas. Na bexiga, ajuda na eliminação de urina. Também realiza a contração do útero.

Detalhe do tecido muscular liso no estômago

Tecido muscular estriado cardíaco

Este tecido possui estrias e suas células são longas, ramificadas e mononucleadas. Este músculo está presente no coração e também é chamado de miocárdio. Suas contrações são rápidas e involuntárias, ou seja, não são controladas por vontade própria da pessoa.

Estas células são fortemente unidas devido à presença de desmossomos e linhas transversais. Sua contração muscular deve-se ao impulso elétrico que é conduzido em grande velocidade de uma célula para outra.

Detalhe do tecido muscular estriado cardíaco

Tecido muscular estriado esquelético

Este tecido também possui estrias e é composto por células cilíndricas muito compridas que são polinucleadas. Esta última característica se deve à fusão de várias células embrionárias, podendo conter centenas de núcleos. O nome deste músculo vem do fato dele estar ligado ao esqueleto.

Alguns deles são encontrados no rosto, abdômen e outros membros, além de sustentar as vísceras. A sua contração é voluntária, ou seja, é controlada pela pessoa. Pode realizar contrações involuntárias em situações de reflexo.

Detalhe do tecido muscular estriado esquelético

Contração muscular

As células musculares também são conhecidas como fibras musculares e sua contração deve-se ao encurtamento e distensão das microfibrilas presente no citoplasma (chamado de sarcoplasma) dessas células. Podemos ver dois tipos de proteínas que participam da contração muscular: a miosina e a actina.

Detalhes das fibras musculares

Estas proteínas estão distribuídas em filamentos, mas não estão uniformemente em toda a célula. Quando há predominância de actina, nota-se um disco claro, também chamado de bandas I. Quando há superposição da actina e da miosina, há a formação de discos escuros, chamados de bandas A.

Ainda no disco escuro há uma região que possui apenas miosina, deixando uma faixa mais clara nesse disco escuro, chamada de zona H. No centro da banda I há uma linha escura, formada por uma outra proteína, a alfa-actina, a qual chamamos de linha Z. O espaço entre duas linhas Z é chamado de sarcômero.

A contração muscular se dá quando há deslizamento das fibras de actina sobre as fibras de miosina, na presença de íons cálcio e ATP:

Esquema de como ocorre a contracao muscular

Esquema de como ocorre a contração muscular

O músculo recebe uma mensagem química e o seu retículo liso, também chamado de retículo sarcoplasmático, libera os íons de cálcio que estavam em seu interior. Esses íons promovem a união entre as fibras de actina e miosina e com gasto de ATP a miosina puxa a actina, encurtando a fibra muscular. Quando o impulso nervoso e a mensagem química acabam, os íons cálcio desligam-se das fibras de actina e miosina e retornam ao retículo sarcoplasmático por transporte ativo.

Exercícios

1. (UFV) Preocupados com a boa forma física, os frequentadores de uma academia de ginástica discutiam sobre alguns aspectos da musculatura corporal. Nessa discussão, as seguintes afirmativas foram feitas:
I – O tecido muscular estriado esquelético constitui a maior parte da musculatura do corpo humano.
II – O tecido muscular liso é responsável direto pelo desenvolvimento dos glúteos e coxas.
III – O tecido muscular estriado cardíaco, por ser de contração involuntária, não se altera com o uso de esteróides anabolizantes.

Analisando as afirmativas, pode-se afirmar que:

a) apenas II e III estão corretas.
b) apenas I está correta.
c) apenas II está correta.
d) I, II e III estão corretas.
e) apenas I e II estão corretas.

2. (UFRGS) Considere as afirmações a seguir sobre o tecido muscular esquelético.
I. Para que ocorra contração muscular, há necessidade de uma ação conjunta dos íons cálcio e da energia liberada pelo ATP, o que promove um deslizamento dos filamentos de actina sobre os de miosina na fibra muscular.
II. Exercícios físicos promovem um aumento no volume dos miócitos da musculatura esquelética, através da produção de novas miofibrilas.
III. Em caso de fadiga muscular, parte do ácido lático produzido através da fermentação lática passa para a corrente sanguínea e é convertida em aminoácidos pelo fígado.

Quais estão corretas?

a) Apenas I.
b) Apenas II.
c) Apenas I e II.
d) Apenas II e III.
e) I, II e III.

3. (UEL) Considere os tipos de fibras musculares e as ações a seguir:

I. cardíaca
II. estriada
III. lisa

a) Contração involuntária e lenta.
b) Contração voluntária, em geral vigorosa.
c) Contração involuntária e rápida. Assinale a alternativa que associa corretamente os tipos de fibras musculares com sua respectiva ação.

a) Ia, IIb, IIIc
b) Ia, IIc, IIIb
c) Ib, IIc, IIIa
d) Ic, IIa, IIIb
e) Ic, IIb, IIIa

4. (Unioeste) O tecido muscular é responsável pela locomoção do corpo e pelo movimento de vísceras. Suas células alongadas apresentam um citoesqueleto altamente organizado, rico em proteínas filamentosas. Com base na afirmativa acima, NÃO é correto afirmar que

a) o músculo liso apresenta capacidade de regeneração, uma vez que as células musculares lisas se dividem por mitose.
b) as miofibrilas nas células do músculo estriado esquelético e cardíaco se organizam nas chamadas unidades de contração ou sarcômero.
c) a liberação de íons cálcio, armazenados na luz do retículo sarcoplasmático, ocorre graças a um estímulo nervoso; sendo fundamental para que a contração ocorra.
d) o músculo estriado esquelético é responsável pela peristalse no trato digestório.
e) a atividade física pode proporcionar um aumento na musculatura, pois estimula a síntese de novas miofibrilas no citoplasma das células musculares esqueléticas, aumentando seu volume.

5. (UFJF) Observe a figura abaixo e identifique o tipo de músculo encontrado em A e B:

tecidos-musculares-3

 

A. ____________________________
B. ____________________________

b) Considerando o processo de respiração celular realizado pela célula muscular presente em A, analise a afirmativa abaixo. Você concorda com ela? Justifique sua resposta.
Um corredor que irá participar de uma competição de longa distância (10.000 metros) deve começar a corrida com o mesmo ritmo de um outro que irá correr numa prova de curta distância (100 metros).

c) Com referência ao tipo de músculo identificado em B, qual a sua relação com o peristaltismo do esôfago, estômago e intestino? Quais as conseqüências dessa relação no processo digestivo?

Gabarito

1. B

2. C

3. E

4. D

5.

A: Tecido muscular estriado esquelético
B: Tecido muscular liso

b) Não. Em uma corrida de longa distância, exercícios intensos por tempo prolongado fazem com que a musculatura necessite de um suprimento rápido de oxigênio, importante para promover a produção de energia para a contração muscular. Logo, se o ritmo do corredor de longa distância for muito intenso desde o início, a fermentação lática logo se inicia, provocando a fadiga muscular ou cãibra. Sendo assim, ele deve acelerar apenas no final da corrida.

c) A musculatura lisa presente nesses órgãos é responsável pelos movimentos peristálticos, que são movimentos involuntários, responsáveis pelo deslocamento do alimento ao longo do tubo digestivo.

Thamirys Moraes

Estudante de Biologia da UFRJ e professora por vocação, aprendi nesta linda carreira a ver os detalhes e a beleza onde muitos não vêem.

Thamirys Moraes escreveu 39 artigos

Deixe o seu comentário!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *