5 fatos que vão te provar que Hitler não era comunista

04/08/2017 Marina Mairos

Em tempos de grande polarização, não é raro vermos o termo “comunista” – que é a ideologia de apenas alguns setores da esquerda – ganhar um tom de ofensa, em geral pela galera que tem posições mais conservadoras ou de doutrina liberal. Mas cuidado, hein! No calor das discussões, alguns deixam a razão de lado e acabam falando besteira. Um bom exemplo disso é a afirmação – divulgada por sites não muito confiáveis – de que Adolf Hitler seria comunista. Se liga porque tem um montão de fatos históricos que desmentem essa ideia!

Confira agora 5 motivos pelos quais Hitler não pode ser considerado comunista de jeito nenhum:

1) Hitler era a favor da propriedade privada e curtia bastante o Capital

Uma característica super básica do Comunismo é o fim da propriedade privada dos meios de produção – ou seja, terras e fábricas. E Hitler jamais ameaçou a existência da propriedade privada, muito menos propôs uma reforma agrária!

E tem mais: o Führer (como Hitler era chamado – em português, significa “líder”) deixou bem claro que não era nem um pouco inimigo do Capital quando, em 1934, se aliou à grande indústria capitalista. Você sabia que várias grandes marcas de hoje, tipo a Volkswagen, se desenvolveram na Alemanha nazista?

2) Hitler firmou alianças com a Igreja Católica

Não foi só com o Capital que Hitler se aliou, não! Ele também fez um acordo com a Igreja Católica, em 1933. E você já viu algum Papa se aliar com comunistas? Não, né?

Pela concordata, assinada em nome do Papa Pio XI, ficaram garantidos, por exemplo, o direito à liberdade para a religião Católica Apostólica Romana e a proteção das organizações católica – coisas 100% impensáveis em um regime comunista, que deveria ser, por princípio, ateu.

3) Hitler não acreditava em uma sociedade igualitária – e sim, em uma raça superior

Hitler também se distanciou pra caramba do Comunismo ao se basear no social-darwinismo. Essa teoria diz que a evolução da sociedade depende da liderança de uma “raça superior” – com indivíduos mais fortes, mais aptos, mais inteligentes.  

Hitler acreditava que o sucesso da Alemanha nazista estava nas mãos da raça ariana – que era considerada pura e superior – e, por meio da eugenia e do controle biológico, raças inferiores deveriam ser exterminadas. Isso é totalmente contrário à defesa feita pelos comunistas de uma sociedade igualitária e livre de qualquer tipo de opressão, né?

4) Hitler perseguiu e matou comunistas

Outro motivo pelo qual Hitler não pode ser considerado comunista é bem óbvio: ele perseguiu e matou comunistas.

Noticia sobre os assassinatos da Noite dos Longos Punhais

Notícia sobre os assassinatos da “Noite dos Longos Punhais”

Para começo de conversa, Hitler foi eleito justamente por fazer oposição ao governo social-democrata, que era formado por marxistas de esquerda. Logo depois de se tornar chanceler, sua facção política realizou um grande expurgo do grupo mais popular de seu próprio partido, liderado por Ernst Rohm. Rohm foi assassinado no evento que ficou conhecido como a “Noite dos Longos Punhais”, em 1934. A perseguição, no entanto, não parou por aí, e muitos comunistas foram mortos nos campos de concentração. Isso explica o êxodo de intelectuais de esquerda do país, como Walter Benjamim e Theodor Adorno.

5) Hitler tentou invadir a União Soviética

O ódio aos comunistas se estendeu à União Soviética. Em junho de 1941, Hitler realizou a Operação Barbarossa, na qual pretendia eliminar definitivamente a ameaça comunista, conquistando terras consideradas “vitais” ao desenvolvimento alemão.

O livro escrito por Hitler, Mein Kampf

O livro escrito por Hitler, Mein Kampf

A invasão à URSS foi feita junto com uma forte propaganda anticomunista e não foi apenas uma estratégia restrita à Segunda Mundial. A promessa de dominação do país comunista foi feita no livro Mein Kampf, escrito por Hitler bem antes dele se tornar um líder e ser eleito homem do ano pela revista Time por fazer oposição à expansão do comunismo.

Pronto, agora você já sabe que Hitler não era um pouquinho comunista e ainda consegue explicar isso com base em contexto, fatos e dados históricos! Quem sabe isso não pode virar uma resposta completona de questão de História ou até contextualização ou argumento boladão dentro da sua Redação?

Marina Mairos

Marina Mairos escreveu 45 artigos

Deixe o seu comentário!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *