Tema de Redação - Justiça com as próprias mãos: problema ou solução?

O Tema de Redação do Plano de Estudos da Semana 13 já está liberado! Quer saber qual é? Confira abaixo o tema e a proposta de redação, com a coletânea de textos, para você treinar a sua escrita e garantir uma boa nota do vestibular!


Com  base  na  leitura  dos  textos  motivadores  seguintes  e  nos  conhecimentos  construídos  ao   longo  de  sua  formação,  redija  um  texto  dissertativo-­argumentativo  em  norma  padrão  da  língua   portuguesa  sobre  o  tema  Justiça  com  as  próprias  mãos:  problema  ou  solução?,  apresentando   proposta  de  ação  social  que  respeite  os  direitos  humanos.  Selecione,  organize  e  relacione,  de   forma  coerente  e  coesa,  argumentos  e  fatos  para  defesa  de  seu  ponto  de  vista.

TEXTO  I

O  físico  Stephen  Hawking  se  tornou  assunto  nos  últimos  dias  por  ter  inspirado  o  filme  “A   teoria  de  tudo”,  que  rendeu  ao  britânico  Eddie  Redmayne  o  Oscar  de  Melhor  Ator  neste  domingo.   Mas  o  próprio  cosmólogo,  que  é  considerado  um  dos  mais  importantes  cientistas  da  atualidade,   também  deu  o  que  falar  com  uma  declaração  impressionante.  Hawking  disse  que  a  agressividade   é  maior  falha  da  raça  humana  e  que  ela  “ameaça  destruir  todos  nós”,  antes  de  pedir  que  as   pessoas  sejam  mais  compreensivas.

—  A  falha  humana  que  eu  mais  gostaria  de  corrigir  é  a  agressividade  —  disse  o  astrofísico   à  menina.  —  Ela  pode  ter  sido  uma  vantagem  na  época  dos  homens  das  cavernas,  para  que  eles   pudessem  obter  mais  comida,  território  ou  uma  parceira  com  quem  se  reproduzir,  mas,  agora,  ela   ameaça  destruir  todos  nós.     J

á  a  qualidade  humana  que  o  cientista  gostaria  de  ampliar  seria  a  empatia.  —  Ela  nos  une   de  uma  forma  amorosa  e  pacífica  —  opinou  Hawking.

_Disponível  em:  https://oglobo.globo.com/sociedade/ciencia/stephen-­hawking-­diz-­que-­agressividade-­ameaca-­destruir-­raca-­humana-­15412988.
Acesso  em  7  abr  2015  (adaptado)._

TEXTO  II

A  violência  aumenta,  o  sistema  de  segurança  pública  falha  e  a  sensação  de  impotência  e   insegurança  cresce.  Diante  disso,  grupos  de  pessoas  resolvem  se  reunir  para,  elas  mesmas,   julgar  e  penalizar  suspeitos  de  cometer  crimes.  Se  auto  intitulam  como  “justiceiros”,  que  buscam   fazer  a  justiça,  que  aparentemente  não  é  feita  pelo  poder  público,  com  as  próprias  mãos.  As   “penas”  vão  de  amarrar  suspeitos  a  postes,  humilhação,  espancamento  e,  em  alguns  casos,  até   execução.  O  Brasil,  no  entanto,  é  um  Estado  Democrático  de  Direito,  ou  seja,  um  país  regido  por   leis  que  defendem  o  direito  ao  julgamento  pelo  sistema  judiciário  e  à  aplicação  de  penas  não   degradantes  e  que  também  não  incluem  a  pena  de  morte.  Portanto,  justiceiros  também  estariam   cometendo  crimes,  de  acordo  com  a  lei.

Disponível  em:  http://vestibular.brasilescola.com/banco-­de-­redacoes/tema-­justica-­com-­as-­ proprias-­maos.htm. Acesso  em  7  abr  2015  (trecho).

TEXTO  III

Num  país  que  ostenta  incríveis  26  assassinatos  a  cada  100  mil  habitantes,  arquiva  mais  de   80%  de  inquéritos  de  homicídio  e  sofre  de  violência  endêmica,  a  atitude  dos  “vingadores”  é  até   compreensível.

O  Estado  é  omisso.  A  polícia,  desmoralizada.  A  Justiça  é  falha.  O  que  resta  ao  cidadão  de   bem,  que,  ainda  por  cima,  foi  desarmado?  Se  defender,  claro!

O  contra-­ataque  aos  bandidos  é  o  que  eu  chamo  de  legítima  defesa  coletiva  de  uma   sociedade  sem  Estado  contra  um  estado  de  violência  sem  limite.  E  aos  defensores  dos  Direitos   Humanos,  que  se  apiedaram  do  marginalzinho  no  poste,  lanço  uma  campanha:  “Faça  um  favor  ao   Brasil.  Adote  um  bandido!”

Disponível  em:  http://rachelsheherazade.blogspot.com.br/2014/02/adote-­um-­bandido.html. Acesso  em  7  abr  2015  (adaptado).

Continue estudando
artigo
Post do blog

Tema de Redação: A questão do lixo na sociedade brasileira

Tema de Redação: A questão do lixo na sociedade brasileira
artigo
Post do blog

Tema de Redação: Juventude e participação política em questão no mundo contemporâneo

Tema de Redação: Juventude e participação política em questão no mundo contemporâneo