Resolução de Questão: Enem 2009 - Questão 65

Olá, meu povo!

Como andam os estudos? Puxado, né?

Hoje, vou descomplicar a questão 65 do Enem 2009 prova amarela. O prof. Bernardo Pádula do Descomplica resolve esta questão sobre a Independência do Haiti e o que ela significou tanto para as elites brasileiras quanto para os seus escravos.

Vamos começar?

Transcrição:

00:00 História

Enem 2009 – Prova Azul: Questão 65

Professor: Bernardo Pádula

0:15 “No tempo da independência do Brasil, circulavam nas classes populares do Recife trovas que faziam alusão à revolta escrava do Haiti: Marinheiros e caiados Todos devem se acabar, Porque só pardos e pretos O país hão de habitar.”

AMARAL, F. P. do. Apud CARVALHO, A. Estudos pernambucanos.

Recife: Cultura Acadêmica, 1907

O período da independência do Brasil registra conflitos raciais, como se depreende

a) dos rumores acerca da revolta escrava do Haiti, que circulavam entre a população escrava e entre os mestiços pobres, alimentando seu desejo por mudanças.

b) da rejeição aos portugueses, brancos, que significava a rejeição à opressão da Metrópole, como ocorreu na Noite das Garrafadas.

c) do apoio que escravos e negros forros deram à monarquia, com a perspectiva de receber sua proteção contra as injustiças do sistema escravista.

d) do repúdio que os escravos trabalhadores dos portos demonstravam contra os marinheiros, porque estes representavam a elite branca opressora.  E da expulsão de vários líderes negros independentistas, que defendiam a implantação de uma república negra, a exemplo do Haiti.

0:50 Primeiramente, você tem que conhecer essa revolta. Uma revolta que começa por volta de 1790/1791 e que trás uma peculiaridade na história da América Latina. A revolta escrava do Haiti, foi uma revolta da população de negros e escravos que viviam na ilha de Santo Domingo, na época uma colônia Francesa, contra uma população branca. Cerca de 400.000 escravos praticamente dizimaram a população branca que vivia na ilha. Depois disso a população de negros e escravos promoveu a independência de Santo Domingo, formando o Haiti – a segunda independência promovida das Américas, logo depois da independência dos Estados Unidos.

1:37 Essa revolta escrava ocorrida no Haiti, que se tornou projeto de independência, acabou gerando repercussões na cultura, na mentalidade da América muito intensas. Por exemplo, entre as elites latino-americanas, elites escravistas vigorou durante muito tempo o medo do chamado Haitianismo, o medo de que novas revoltas escravas como a que ocorreu no Haiti voltasse a ocorrer e entre classes populares, entre escravos, negros e pardos a revolta no Haiti serviu como exemplo de que era possível sim conseguir a libertação através de revoltas, através de manifestações políticas.

Gabarito: A

Fonte: Canal Descomplica

Continue estudando
Post do blog

Mapa Mental: Liberalismo

Quer saber tudo sobre o Liberalismo? Confira este mapa mental maneiro que vai salvar a sua prova!
artigo
Post do blog

Você sabe como foi o processo de consolidação do liberalismo?

A transição do Antigo Regime para uma sociedade liberal se iniciou na Europa durante o fim do século XVII e se estendeu para o Brasil, principalmente, no século de XIX.
artigo