Quer saber como resolver questões sobre Equilíbrio Químico? “Beba” a resposta direto da nossa fonte

Não sabe nada de equilíbrio químico? Não se desespere! Ao ler esse post até o final, você jamais errará uma questão de equilíbrio novamente! Nesse texto, te ajudamos a descomplicar qualquer tipo de questão de equilíbrio sabendo poucas informações.

Vamos beber nessa fonte de conhecimento que é a latinha de… Ciência?
Vamos beber nessa fonte de conhecimento que é a latinha de… Ciência?

Equilíbrio químico é a parte da físico-química que estuda as reações reversíveis. Mas o que isso significa?

Reação reversível é aquela na qual ocorrem duas reações simultaneamente: os reagentes se transformando em produtos e os produtos se transformando em reagentes. Epa! Peraí! Então isso significa que uma hora os reagentes param de reagir formando os produtos e vice-versa?

NÃO!

Uma reação reversível não chega ao final NUNCA! Os reagentes constantemente se transformam nos produtos e os produtos constantemente se transformam em reagentes. O gráfico principal de estudo nesse caso é o gráfico que apresenta essa aparência:

No gráfico, o T é o tempo necessário para que a reação entre em equilíbrio; a coloração azul significa o gráfico de consumo dos reagentes; e a coloração vermelha significa o gráfico de formação dos produtos.

Você consegue observar que, a partir do T, a concentração dos reagentes e dos produtos praticamente não varia? Isso significa que a reação entrou em equilíbrio! Difícil? Outra maneira de falar que a reação entrou em equilíbrio é dizer que a velocidade da reação direta é igual à velocidade da reação inversa.

Tá, mas e a matemática dessa parada toda? Vamos descomplicar isso também, utilizando o seguinte exemplo:

onde a, b e c são os coeficientes estequiométricos da reação; e A, B e C são elementares.

Aplicando a lei de velocidade, temos que:

v~1~ = k~1~.[A]a[B]b

Temos também a velocidade da reação inversa:

v2 = k~2~.[C]c

Mas sabemos que, no equilíbrio, pelo que fora visto aqui, v~1~ = v2.

Então teremos:

k~1~[A]a[B]b = k~2~[C]c

Assim, compreendemos que:

k~1~/ k~2~ = [C]c/[A]a[B]b

Chamamos essa razão k~1~/k~2~ de k~c~. Então, k~c~ é a constante de equilíbrio em termos de concentração em mol/L.

Eu sou o homem mais inteligente da face da Terra… De novo!
Eu sou o homem mais inteligente da face da Terra… De novo!

Caaalma, não se desespere. Afinal, fazer essa pequena dedução é mais fácil do que tentar decorar tudo né? É possível generalizar, olha como fica simples:

 k~c~ = [Produtos]/[Reagentes].

NUNCA ESQUEÇA DOS COEFICIENTES ESTEQUIOMÉTRICOS!

A partir disso, é possível resolver qualquer exercício que envolve a constante de equilíbrio em termos de concentração!

Como nem tudo na vida são flores, há também outro tipo de constante que é deduzível da mesma forma: a constante de equilíbrio em termos das pressões parciais: k~p.~

Relaaaxa: não há mais complicações! A diferença é simples: enquanto k~c~ é calculada a partir das concentrações no equilíbrio, k~p~ é calculada a partir das pressões parciais dos gases da reação. Isso significa que k~p~ é utilizada exclusivamente em reações no estado gasoso.

Resumindo: k~p~ = Pprodutos/Preagentes

Sério?!?!
Sério?!?!

Tá, mas é possível relacionar k~p~ e k~c~? A resposta para isso é SIM. A relação é deduzível, mas não convém ao ensino médio sabermos como deduzir. Quem seguirá a área de exatas e tiver disciplinas na universidade de físico-química saberá deduzir a relação entre k~p~ e k~c~. Para nós, basta sabermos que k~p~ = k~c~ (R.T)Δn; onde a temperatura é em Kelvin, R é a constante universal dos gases e o Δn é a variação do número de mols dos gases da reação.

Please!
Please!

Já estamos acabando! Para resumir tudo, podemos pensar da seguinte forma: o vestibular sempre vai dar um dos dados – alguma constante – e pedir velocidade, ou pedir concentração de algum dos reagentes e produtos, ou até mesmo dar as concentrações e pedir uma das constantes, enfim.. Há diversas formas de se cobrar o equilíbrio químico. Não tente decorar uma forma de resolver, pois cada caso é um caso! Muito melhor entender a dedução, não acham?

Isso é tudo, pessoal!
Isso é tudo, pessoal!

É isso aí, galera! Que tal prova que entendeu tudo o que foi dito aqui resolvendo exercícios sobre Equilíbrio Químico?

Continue estudando
artigo
Post do blog

O Que É Equilíbrio Químico?

Você sabe o que é equilíbrio químico? Ainda tem dúvidas sobre o assunto? Hoje você vai aprender tudo que precisar saber sobre isso para arrasar na sua prova de química!
artigo
Post do blog

Exercícios Resolvidos: Equilíbrio Químico

Leia o resumo O que podemos dizer sobre Equilíbrio Químico? e resolva os exercícios abaixo.