Plano Collor: o mais cobrado no vestibular (depois do plano inclinado da Física, claro!)

Após 29 anos sem eleger o presidente da República pelo voto direto, os brasileiros escolheram, com um grande empurrãozinho da mídia, o jovem, bonitão, esportista Fernando Collor de Mello que prometia ter um plano para mudar o país. Acompanhe a lista que desvenda como os vestibulares gostam de trabalhar o Plano Collor.

“Eu realmente pareço um cara que tem plano?”
“Eu realmente pareço um cara que tem plano?”

CONFIRA A NOVA PÁGINA DO DESCOMPLICA: GABARITO ENEM!

1. Modernidade

Esse tema caiu na UFPE em 2008.  Bem afinado com as técnicas de marketing político, o presidente tratou de personificar o projeto de modernização. Pilotava avião, jet sky, fazia cooper e a mídia sempre a postos para alavancar ainda mais a sua imagem. Frases de efeito e também polêmicas eram seu forte como quando chamou os automóveis brasileiros de carroças e prometeu abrir o mercado para aumentar a qualidade e a competitividade dos veículos.

(UFPE 2008) A eleição de Fernando Collor, para o cargo de Presidente da Republica derrotando Luís Inácio Lula da Silva e o Partido dos Trabalhadores, movimentou politicamente o Brasil. O governo de Fernando Collor:

a) surpreendeu pelo equilíbrio do Presidente como estadista bem informado.

b) teve apoio incondicional dos grandes partidos políticos durante seu governo.

c) prometeu amplas e renovadoras políticas de modernização econômica

d) consolidou a democracia no país, isolando as oligarquias anacrônicas.

e) impediu a entrada do capital estrangeiro nos negócios nacionais.

Gabarito: c)

Sambando na cara da sociedade!
Sambando na cara da sociedade!

2. O Plano Collor

No dia seguinte à eleição, ele lançou um plano para estabilização econômica para combater a inflação de 80% ao mês. Esse plano estabelecia o bloqueio pelo prazo de um ano e meio dos depósitos em contas correntes e poupanças e congelamento dos preços das mercadorias e serviços. Além da volta do cruzeiro como moeda. Esse assunto foi questão na Unesp em 2010

(UNESP 2010) Desde a década de 1980 vários governos brasileiros adotaram planos econômicos que pretendiam controlar a inflação. Entre as características destes planos, podemos destacar:

a) o Plano Cruzado, implementado em 1986, que eliminou a inflação, congelou preços, proporcionou aumento salarial e gerou recursos para o pagamento integral da dívida externa.

b) o Plano Collor, implementado em 1990, que determinou o confisco de ativos financeiros e eliminou incentivos fiscais em vários setores da economia.

c) o Plano Real, implementado em 1994, que reduziu as taxas inflacionárias, estabilizou o valor da moeda, proibiu aumentos de preços no varejo e provocou forte crescimento industrial.

d) o Plano de Metas, implementado em 2006, que projetou um desenvolvimento industrial acelerado e a inserção ativa do Brasil no mercado internacional.

e) o Plano de Aceleração do Crescimento, implementado em 2007, que apoiou projetos imobiliários, determinou investimentos em infraestrutura e estimulou o crédito.

Gabarito: b)

Collor tentando segurar a inflação.
Collor tentando segurar a inflação.

3.  Neoliberalismo

Esse é o tema mais frequente. Ao atacar o Estado e propor uma reforma administrativa com demissões de funcionários públicos para reestruturá-lo, o plano assumia contornos neoliberais com a abertura comercial ao exterior e ao capital estrangeiro com programa de privatização das empresas estatais. Porém, essas medidas não ajudaram muito o Brasil e apesar de outros planos terem sido lançados, a inflação voltou a subir poucos meses depois. Já foi questão da Fuvest 2010 e  da FGV 2009, confira.

(Fuvest 2010) A partir da redemocratização do Brasil (1985), é possível observar mudanças econômicas significativas no país. Entre elas, a

a) exclusão de produtos agrícolas do rol das principais exportações brasileiras.

b) privatização de empresas estatais em diversos setores como os de comunicação e de mineração.

c) ampliação das tarifas alfandegárias de importação, protegendo a indústria nacional.

d) implementação da reforma agrária sem pagamento de indenização aos proprietários.

e) continuidade do comércio internacional voltado prioritariamente aos mercados africanos e asiáticos.

Gabarito: b)

(FGV 2009) “O Plano Collor foi o mais violento ato de intervenção estatal na economia brasileira, na segunda metade do século. No entanto, ao estrangular a inflação, ele abriu as portas para uma ampla liberalização”.

(Jayme Brener, “Jornal do século XX”)

Sobre esse plano, inserido em uma ordem neoliberal, é correto afirmar que:

a) se pautou pela ampliação do meio circulante, por meio do aumento dos salários e das aposentadorias; liquidou empresas públicas e de economia mista que geravam prejuízo; estabeleceu uma política fiscal de proteção à indústria nacional.

b) criou um imposto compulsório sobre os investimentos especulativos para o financiamento da infraestrutura industrial; liberou a importação dos insumos industriais e restringiu a importação de bens de consumo não-duráveis.

c) estabeleceu-se uma nova política cambial, com um controle mais rígido realizado pelo Banco Central; demissão em massa de funcionários públicos concursados; aumentou a renda tributária por meio da criação do Imposto sobre Valor Agregado.

d) objetivou a privatização de empresas estatais; diminuiu as restrições à presença do capital estrangeiro no Brasil; gerou a ampliação das importações e eliminaram-se subsídios, especialmente das tarifas públicas.

e) aumentou a liberdade sindical com uma ampla reforma na CLT e revogou a opressiva lei de greve; recriou empresas estatais ligadas à exploração e refino de petróleo; congelou os capitais especulativos dos bancos e dos investidores estrangeiros.

Gabarito: d)

“Esse era o plano”.
“Esse era o plano”.

4. Impeachment

Após várias denúncias de corrupção e do fracasso do Plano havia muita pressão para que Collor renunciasse. A juventude foi quem mais se mobilizou com o movimento dos caras-pintadas para o processo de impeachment do então presidente.  Veja as questões da Fuvest e do ENEM:

(Fuvest 2012) O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), disse nesta segunda-feira [30/5] que o impeachment do ex-presidente Fernando Collor de Mello foi apenas um “acidente” na história do Brasil. Sarney minimizou o episódio em que Collor, que atualmente é senador, teve seus direitos políticos cassados pelo Congresso Nacional. “Eu não posso censurar os historiadores que foram encarregados de fazer a história. Mas acho que talvez esse episódio seja apenas um acidente que não devia ter acontecido na história do Brasil”, disse o presidente do Senado.

Correio Braziliense, 30/05/2011.

Sobre o “episódio” mencionado na notícia acima, pode-se dizer acertadamente que foi um acontecimento

a) de grande impacto na história recente do Brasil e teve efeitos negativos na trajetória política de Fernando Collor, o que fez com que seus atuais aliados se empenhem em desmerecer este episódio, tentando diminuir a importância que realmente teve.

b) nebuloso e pouco estudado pelos historiadores, que, em sua maioria, trataram de censurá-lo, impedindo uma justa e equilibrada compreensão dos fatos que o envolvem.

c) acidental, na medida em que o impeachment de Fernando Collor foi considerado ilegal pelo Supremo Tribunal Federal, o que, aliás, possibilitou seu posterior retorno à cena política nacional, agora como senador.

d) menor na história política recente do Brasil, o que permite tomar a censura em torno dele, promovida oficialmente pelo Senado Federal, como um episódio ainda menos significativo.

e) indesejado pela imensa maioria dos brasileiros, o que provocou uma onda de comoção popular e permitiu o retorno triunfal de Fernando Collor à cena política, sendo candidato conduzido por mais duas vezes ao segundo turno das eleições presidenciais.

Gabarito: a)

  (ENEM 2011) O movimento representado na imagem, do início dos anos de 1990, arrebatou milhares de jovens no Brasil. > > a) aliou-se aos partidos de oposição e organizou a campanha Diretas Já. > > b) manifestou-se contra a corrupção e pressionou pela aprovação da Lei da Ficha Limpa. > > c) engajou-se nos protestos relâmpago e utilizou a internet para agendar suas manifestações. > > d) espelhou-se no movimento estudantil de 1968 e protagonizou ações revolucionárias armadas. > > e) tornou-se porta-voz da sociedade e influenciou no processo de impeachment do então presidente Collor. > > Gabarito: e)

Gostaram da lista? Que outros governos vocês querem ver por aqui? Deixe sua sugestão nos comentários 🙂

Continue estudando
Post do blog

Quais São as Leis de Newton e Como São Aplicadas?

Um tema super presentes nas provas são as Leis de Newton, elas são princípios fundamentais da Dinâmica. Portanto, se você deseja passar no ENEM ou em outros vestibulares, precisa ter uma compreensão completa sobre tal assunto.
artigo
Post do blog

Questões Comentadas: Força de Atrito e Plano Inclinado

Leia o resumo “O que é força de atrito e como ela age no plano inclinado?” e resolva os exercícios abaixo.
artigo