O que caracterizou o Brasil no Século do Ouro?

Descubra as principais características do Século de Ouro no Brasil: tudo o que você precisa saber para dominar o assunto e gabaritar o ENEM e vestibulares!

A Mineração fez entrar no Brasil cerca de 800.000 lusos. Sua principal mão de obra foi a negra escrava. Foi somente no século XVI que aconteceram as expedições de desbravamento do interior brasileiro, as bandeiras. Foi também nesse momento, devido à mineração, que o país passou por grandes mudanças, inclusive a mudança de polo para o Sudeste brasileiro, fazendo surgir e crescer cidades e desenvolvendo uma vida urbana.

1. Regimento de 1702

Toda e qualquer riqueza do solo é monopólio da metrópole. Então, para explorar os metais preciosos, era preciso autorização metropolitana. Além disso, foi criada a Intendência das Minas, podendo qualquer indíviduo se tornar minerador, desde que seja luso ou brasileiro e tenha condições financeiras.

2. Formas de Exploração

Lavras (alta lucratividade): grandes unidades de exploração aurífera, sendo a principal mão de obra a escrava

Faiscação (baixa lucratividade): pequenas unidades de extração aurífera, sendo a principal mão de obra a livre mestiça.

3. Tributação

Quinto: a quinta parte de todo ouro extraído pertencia a metrópole

Casa de Fundição: proibia a circulação do ouro em pepitas / cota fixa no valor de 30 arrobas / exigia derretimento do ouro e sua transformação em barra

4. Destino do Ouro no Brasil

Tratado de Methuen (1703 – “Panos e Vinhos”): Portugal vende vinho para a Inglaterra e Inglaterra vende tecido para Portugal, o que faz os lusos importarem mais do que importam e automaticamente cria uma balança comercial desfavorável. O ouro brasileiro foi usado para pagamento da dívida lusa com os ingleses.

5. Implementação da Derrama (1762) – Período Pombalino

Antecedentes: imposto com valor fixo de 100 arrobas, porém, desde 1758, passa a haver a escassez aurífera, o que faz com que, em 1762, a balança fique negativa; a derrama é a cobrança do imposto atrasado devido à escassez do ouro.

Foi também no Período Pombalino que a capital do Brasil foi transferida de Salvador para o Rio de Janeiro.

6. Consequências da Mineração

Foi possível com a mineração aumentar o crescimento demográfico, com a entrada dos 800.000 lusos e mais de 1.000.000 de negros no Brasil. Além disso, tivemos o estímulo ao surgimento de cidades e um relativo processo de urbanização (só considerado efetivado em 1955). Foi estimulada a integração regional e o surgimento da classe média, além da maior possibilidade de mobilidade social.

Exercícios

1. (UFCE) Leia o trecho abaixo.

“Na mineração, como de resto em qualquer atividade primordial da colônia, a força de trabalho era basicamente escrava, havendo entretanto os interstícios ocupados pelo trabalho livre ou semilivre.”

(Souza, Laura de M. Desclassificados do Ouro: pobreza mineira no século XVIII. 3 ed. Rio de Janeiro: Graal, 1990, p.68)

Com base neste trecho sobre o trabalho livre praticado nas áreas mineradoras do Brasil Colônia, é correto afirmar que:

a) devido à abundância de escravos no período do apogeu da mineração, os homens livres conseguiam viver exclusivamente do comércio de ouro.
b) em função da riqueza geral proporcionada pelo ouro, os homens livres dedicavam-se à agricultura comercial, vivendo com relativo conforto nas fazendas.
c) perseguidos pela Igreja e pela Coroa, os homens livres procuravam sobreviver às custas da mendicância e da caridade pública.
d) sem condições de competir com as grandes empresas mineradoras, os homens livres dedicavam-se à “faiscagem” e à agricultura de subsistência.
e) em função de sua educação, os homens livres conseguiam trabalho especializado nas grandes empresas mineradoras, obtendo confortáveis condições de vida.

VEJA COMO RESOLVER PASSO-A-PASSO ESSA QUESTÃO!

2. (UFES) O Barroco foi uma das maiores manifestações artísticas e culturais ocorridas no Brasil Colônia, durante o período da exploração aurífera. É correto afirmar que, nesse período:

a) a cidade de Mariana, sede do governo português, representou o maior conjunto arquitetônico barroco nacional;
b) o Barroco, no Brasil, não apresentou características nacionais, limitando-se a uma simples cópia do Barroco europeu;
c) a cidade de Ouro Preto, centro político e econômico da região aurífera, não foi beneficiada arquitetonicamente pelo estilo barroco;
d) a grande riqueza propiciada pelo ouro permitiu que artistas se dedicassem à construção e criação de obras que expressavam os sentimentos nacionais;
e) a Capitania de São Paulo, apesar de não ter participado do processo de exploração aurífera, foi o principal centro de expressão do Barroco no país.

VEJA COMO RESOLVER PASSO-A-PASSO ESSA QUESTÃO!

GABARITO

1. D

2. D

Continue estudando
Post do blog

6 consequências do período de mineração brasileiro que você precisa saber para o vestibular

Entenda 6 consequências do período de mineração do Brasil, estude para o vestibular com essa lista divertida e garanta a sua vaga na universidade!
artigo
Post do blog

Mapa Mental: Mineração no Brasil

Aprenda ainda mais mais sobre Mineração no Brasil com esse mapa mental lindo que preparamos pra você e arrase nos vestibulares e ENEM! 🙂
artigo