Modelo de Redação: Os impactos do programa Mais Médicos na saúde brasileira

Modelo de Redação: Os impactos do programa Mais Médicos na saúde brasileira

Sabe aquele tema de redação que nós indicamos para você na semana 5? Ele virou um modelo de redação aqui no blog, feito pela monitora Bruna Saad, para você se inspirar e comparar com a sua própria redação. Você também pode enviar sua redação para nós! Clique aqui!

Veja aqui a coletânea de textos completa para este tema e faça já a sua redação: Os impactos do programa Mais Médicos na saúde brasileira


Mais médicos para quem precisa

Com o objetivo de suprir a escassez de médicos em algumas regiões brasileiras, o Governo Federal, em 2013, implantou o programa Mais Médicos. Essa iniciativa previa melhorar as condições de saúde no país, além de atrair médicos recém-formados e, sobretudo, os estrangeiros, para atuar em áreas mais carentes. No entanto, o programa não agradou a todos e, mesmo depois de dois anos em vigor, ainda é bastante discutido.

Em primeiro lugar, é fundamental destacar as críticas atribuídas por aqueles que são contra a inciativa federal de trazer mais profissionais da saúde para o Brasil. É importante compreender isso, pois boa parte da população não se mostra favorável ao programa. Esses indivíduos alegam que o número de médicos brasileiros já é suficiente. Além disso, apontam que o incentivo ao trabalho desses novos profissionais não resolve a falta de recursos na rede pública de saúde. Destaca-se, também, falhas na distribuição dos médicos, já que uma parte dos municípios carentes não foram atendidos.

Quem é favorável ao Mais Médicos, por sua vez, discorda desses argumentos, alegando que, mesmo que haja muitos médicos brasileiros, boa parte não se dispõe a atender nessas áreas emergentes. Ademais, também é ressaltado que o tempo de espera por atendimento diminuiu, e os pacientes não precisam mais percorrer longas distâncias para receberem uma consulta, já que os médicos estão sempre lá. Outro ponto relevante foi o investimento na formação em Medicina. Desde o início do programa, foram criadas milhares de novas vagas em universidades, e será obrigatória a residência em Medicina Geral de Família e Comunidade para quase todos os formandos. O fato, porém, é que, se não há médicos e recursos em todos os locais que carecem da ajuda, não adianta a quantidade de investimentos apontados pelos defensores do programa.

Fica claro, portanto, que a iniciativa federal de implantar o Mais Médicos trouxe bastantes benefícios para a população brasileira. No entanto, muitas melhorias ainda devem ser implantadas na saúde brasileira. Não basta apenas aumentar a quantidade de profissionais. O governo precisa investir em hospitais, transporte para possíveis transferências, medicamentos e etc. Cabe, também, às instituições de ensino incentivar os alunos a atuar nessas áreas, para que, no futuro, não seja preciso importar mais médicos.

Continue estudando
Post do blog

Modelo de Redação: A violência escolar no Brasil

Modelo de Redação: A violência escolar no Brasil
artigo
Post do blog

Modelo de Redação: O suicídio entre os jovens brasileiros – Como enfrentar esse problema?

Modelo de Redação: O suicídio entre os jovens brasileiros – Como enfrentar esse problema?
artigo