Modelo de Redação: A inclusão social do deficiente físico em questão no Brasil

Modelo de Redação: A inclusão social do deficiente físico em questão no Brasil

Sabe aquele tema de redação que nós indicamos para você na semana 27? Ele virou um modelo de redação aqui no blog, feito pela monitora Bruna Basile, para você se inspirar e comparar com a sua própria redação. Você também pode enviar sua redação para a gente corrigir!

SE LIGA EM 40 CITAÇÕES PARA USAR E CAUSAR NA REDAÇÃO DO ENEM!


O início da inclusão social no Brasil

Desde as civilizações medievais até os povos indígenas mais recentes, existia uma cultura de exclusão e abandono de crianças que possuíam algum tipo de deficiência. Elas eram entendidas como um mau sinal, vindo de um castigo dos deuses ou de forças superiores. Embora ainda haja muito preconceito acerca dessa minoria, há no Brasil ações que buscam a inclusão dos deficientes na sociedade, visto que o número de pessoas com algum tipo de deficiência ultrapassa populações inteiras de países como Chile e Holanda.

Em uma primeira análise, percebe-se que o esporte é um excelente método inclusivo. Prova disso é a excelente campanha histórica da delegação brasileira nos Jogos Paralímpicos de Londres em 2012, em que foram conquistadas 21 medalhas de ouro, desempenho sete vezes melhor em comparação às conquistas nas Olimpíadas.

Acontecimentos dessa natureza trazem como consequência maiores investimentos em projetos esportivos voltados para pessoas com necessidades especiais, principalmente após a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência ter sido sancionada pelo Governo em 2015, comprovando a eficácia das práticas esportivas como forma de integração social.

Eficácia da inclusão social

Além do aspecto esportivo, a área da educação também surge como forma eficiente de inserção e inclusão social. Neste sentido, as escolas e universidades estão adotando posturas inclusivas em salas de aula, como o ensino obrigatório de LIBRAS (Linguagem Brasileira de Sinais) em qualquer curso de licenciatura.

Somado a isso, algumas escolas particulares, em busca de um maior abraçamento dos alunos deficientes, contratam tutores para auxiliar esses estudantes, juntamente com o apoio do professor. A escola costuma ser um dos mais importantes ambientes de socialização, por conseguinte, deve ser democrático e igualitário incorporando a todos os seus frequentadores, sem distinção.

Torna-se claro, portanto, que o meio esportivo e o campo educacional são de extrema importância para a inclusão dos cidadãos com deficiência. Sendo assim, o governo deve investir em projetos gratuitos para deficientes, por meio da criação de centros esportivos e culturais, além de melhorar a acessibilidade urbana para que todos desfrutem dos espaços sociais, garantindo o respeito e a igualdade de direitos.

Ademais, as escolas precisam capacitar os profissionais de educação, por meio de cursos específicos, para que lidem de forma adequada com as crianças debilitadas fisicamente. Por fim, a mídia deve cumprir plenamente sua função social, desmistificando a deficiência física através de propagandas e ficção engajada a fim de erradicar o preconceito e promover na sociedade uma consciência inclusiva.

Outras medidas devem ser tomadas, mas, como disse Oscar Wilde, “o primeiro passo é o mais importante na evolução de um homem ou nação”.

Continue estudando
Post do blog

Modelo de Redação: Os desafios no mercado de trabalho do Brasil contemporâneo

Modelo de Redação: Os desafios no mercado de trabalho do Brasil contemporâneo
artigo
Post do blog

Modelo de Redação Sobre Crise Hídrica: Os Efeitos da Escassez de Água no Século XXI

Quer conhecer mais um modelo de redação aqui no blog? Feita pela monitora Maria Carolina, você pode se inspirar e comparar com a sua própria redação. Confira então a redação sobre crise hídrica que separamos e esteja preparado caso esse tema caia em seu vestibular!
artigo