Mapa Mental: Governo de Jânio Quadros e Jango

Tudo o que rolou no Governo de Jânio Quadros e João Goulart está indicado aqui nesse mapa, confira! 😀

O que dizer desse personagem político brasileiro, excêntrico e irreverente? Jânio Quadros chamou atenção em seu governo por ser atípico. Em sua corrida para chegar à presidência, foi extremamente popular devido ao uso de campanhas publicitárias de fácil acesso à população.

Porém, durante seu governo, foi exatamente o oposto! Adotou medidas impopulares que resultaram na antipatia da população. O mesmo acontecia dentro do gabinete. Uma figura isolada politicamente depois de ter rompido relações com seus partidos de apoio, Jânio começou a governar por bilhetes e, não suportando as críticas, decidiu renunciar depois de meses no cargo.

Após Jânio ter renunciado, seu vice-presidente, João Goulart, o Jango, assumiu de forma tranquila. ERRADO! Jango teve sérios problemas para poder assumir o cargo. Teve que voltar às pressas de uma viagem diplomática à China, e, quando regressou, os militares e a UDN queriam impedir que ele assumisse a presidência, pois estavam temerosos de uma aproximação com a ideologia socialista.

Preparados para dar o golpe militar ali mesmo, no ano de 1961, os militares foram contidos pela Campanha da Legalidade de Leonel Brizola e José Machado Lopes, que consistia em defender os mecanismos legais (ou seja, previstos na constituição) para que Jango assumisse a presidência. Por fim, uma negociação feita no Congresso Nacional, aprovou o modelo parlamentarista de governo com redução dos poderes do presidente. Mas, de maneira fantástica, em um plebiscito no início de 1963, a população votou pelo retorno do modelo presidencialista, e Jango teve novamente seus poderes políticos.

Entretanto, prontos para dar o golpe desde o segundo governo de Getúlio Vargas, os militares observavam cautelosamente a oportunidade certeira para poder assumir o poder executivo do país.

Continue estudando
Post do blog

A República Democrática no Brasil: De Dutra à JK

A chamada República Democrática no Brasil consiste no período de 1946 (com o fim do Estado Novo de Vargas) até 1964 (com o golpe civil-militar). Essa república teve início devido à pressão para que Vargas deixasse o poder e convocasse eleições, deixando assim o poder.
artigo
Post do blog

Exercícios: A República Democrática no Brasil – De Dutra à JK

Leia o resumo “A República Democrática no Brasil: De Dutra à JK” e responda as questões abaixo.
artigo