Exercícios Resolvidos: Simbolismo

Veja o mapa mental sobre Simbolismo e resolva os exercícios abaixo.

1. (ENEM) Vida obscura
“Ninguém sentiu  o  teu espasmo obscuro
ó ser humilde entre os humildes seres,
embriagado, tonto de prazeres,
o mundo para ti foi negro e duro.

Atravessaste no silêncio escuro
a vida presa a trágicos deveres
e chegaste ao saber de altos saberes
tornando-te mais simples e mais puro.

Ninguém te viu o sofrimento inquieto,
magoado, oculto e aterrador, secreto,
que o coração te apunhalou no mundo,

Mas  eu que sempre te segui os  passos
sei que a cruz infernal prendeu-te os braços
e o teu suspiro como foi profundo!

(SOUSA, C. Obra completa. Rio de Janeiro: Nova  Aguilar, 1961)

Com  uma obra  densa e expressiva no Simbolismo brasileiro, Cruz e Souza  transpôs para seu  lirismo uma  sensibilidade em conflito com a realidade  vivenciada. No  soneto, essa percepção traduz-se em:

a) sofrimento tácito diante dos  limites impostos  pela  discriminação.
b) tendência latente ao vício como resposta ao isolamento social.
c) extenuação condicionada a uma rotina de  tarefas degradantes.
d) frustração amorosa canalizada para as atividades intelectuais.
e) vocação religiosa manifesta na  aproximação com a fé  cristã.

2. (ENEM) Cárcere das almas
“Ah! Toda a alma num cárcere anda presa, 
Soluçando nas trevas, entre as grades 
Do calabouço olhando imensidades, 
Mares, estrelas, tardes, natureza. 

Tudo se veste de uma igual grandeza 
Quando a alma entre grilhões as liberdades 
Sonha e, sonhando, as imortalidades 
Rasga no etéreo o Espaço da Pureza. 

Ó almas presas, mudas e fechadas 
Nas prisões colossais e abandonadas, 
Da Dor no calabouço, atroz, funéreo! 

Nesses silêncios solitários, graves, 
que chaveiro do Céu possui as chaves 
para abrir-vos as portas do Mistério?!”

(CRUZ E SOUSA, J. Poesia completa. Florianópolis: Fundação Catarinense de Cultura / Fundação Banco do Brasil, 1993. )

Os elementos formais e temáticos relacionados ao contexto cultural do Simbolismo encontrados no poema Cárcere das almas, de Cruz e Sousa, são:

a) a opção pela abordagem, em linguagem simples e direta, de temas filosóficos.
b) a prevalência do lirismo amoroso e intimista em relação à temática nacionalista.
c) o refinamento estético da forma poética e o tratamento metafísico de temas universais.
d) a evidente preocupação do eu lírico com a realidade social expressa em imagens poéticas inovadoras.
e) a liberdade formal da estrutura poética que dispensa a rima e a métrica tradicionais em favor de temas do cotidiano.

3. Das alternativas abaixo, indique a que não se aplica ao Simbolismo:

a) Procurou instalar um credo estético com base no subjetivismo.
b) Não precisar as coisas, antes sugeri-las.
c) Racionalismo absoluto.
d) Expressão indireta e simbólica.
e) Transcendentalismo

GABARITO 

1. A

Comentário: Na obra de Cruz e Souza, é importante perceber que o autor aborda sobre o sofrimento e a discriminação de sua condição humana, por ser negro e ter sofrido com o preconceito, visto que vivia-se um momento de pós-abolição, o que confirma a letra A. No poema, não há a apresentação de nenhum tipo de vício do eu lírico ou a queixa de uma rotina de tarefas, mas sim, a denúncia social, o que torna as alternativas B e C incorretas. Além disso, é importante que o estudante saiba que o sofrimento declarado na obra não faz referência ao sentimentalismo amoroso, diz respeito à discriminação racial, o que torna a alternativa D incorreta, como a letra E, pois não apresenta traços de religiosidade.
2. C

Comentário: No texto de Cruz e Souza, percebemos que o eu lírico relaciona o estado das almas com o aprisionamento em um cárcere, evidenciando sua dor e pessimismo sobre a vida. Além disso, percebemos a aproximação com o plano metafísico, o que confirma a alternativa C. O sofrimento humano é um tema universal, por isso, a associação a um tema filosófico na letra A está incorreta, a somar, pela linguagem subjetiva, o que não configura como uma linguagem simples e direta. Além disso, não ocorre a menção a marcas de sentimentalismo amoroso ou de nacionalismo, tampouco uma abordagem de denúncia social, o que torna as alternativas B e D incorretas. Em relação à estrutura, percebemos a presença de um soneto, marcado pela métrica e musicalidade, desvinculando-se da alternativa E.
3. C

Comentário:Sobre as características do movimento simbolista, podemos destacar a subjetividade, a linguagem sugestiva e simbólica (que implica a indiretas sobre a temática referida) e a aproximação com o campo espiritual, o que confirmam que as alternativas A, B, D e E estão corretas. No entanto, a única que não faz referência ao Simbolismo é a letra C, visto que uma das características desse movimento é a valorização do plano inconsciente, irracional da mente, desvinculando-se do total racionalismo sobre determinados assuntos.

Continue estudando
Post do blog

Mapa Mental: Simbolismo

Descubra tudo sobre Simbolismo com este mapa mental que vai salvar sua prova de literatura!
artigo