Exercícios Resolvidos: Crase

Leia o resumo “Crase: casos gerais e exceções” e resolva os exercícios abaixo.

1. Em alguns nomes de lugares femininos não é correto utilizar a crase. Assinale a alternativa em que ocorre esse uso incorreto:

a) Marta foi à Itália.

b) Joana foi à Bahia.

c) Jonas foi à Argentina.

d) Marcos foi à Londres.

e) Não há alternativa incorreta.

2. (PUC)* A frase em que o acento grave indica corretamente a ocorrência de crase é:

a) Ele deve muito aos pais, que sempre lutaram ombro à ombro para garantir-lhe um bom tratamento médico.

b) Puseram a vítima e o acusado frente à frente, para o possível reconhecimento do agressor.

c) Acompanhou-o passo à passo durante sua estada no Brasil.

d) Quero que você fique bem à vontade para negar meu pedido, se não puder atendê-lo.

e) Ele sempre vem à pé, por isso costuma atrasar-se.

3. (UFMS 2010)

Avalie as duas frases que seguem:

I. Ela cheirava à flor de romã.
II. Ela cheirava a flor de romã.

Considerando o uso da crase, é correto afirmar:

1) As duas frases estão escritas adequadamente, dependendo de um contexto.

2) As duas frases são ambíguas em qualquer contexto.

4) A primeira frase significa que alguém exalava o perfume da flor de romã.

8) A segunda frase significa que alguém tem o perfume da flor de romã.

16) O “a” da segunda frase deveria conter o acento indicativo da crase.

Soma: (    )

Gabarito

1. D

Comentário: Utilizando aquela ideia que vimos no resumo, se dissermos “Vim de/da/do”, é fácil perceber que a única alternativa que está incorreta é a letra D, uma vez que, no “macete” aprendido, usaríamos a expressão “Vim de Londres”. A preposição de, aqui, não é acompanhada pelo artigo a. Não utilizamos, então, o acento grave.

2. D

Comentário: Quando encontramos expressões formadas por palavras repetidas (como em “frente a frente”), não utilizamos crase. Dessa forma, já eliminamos as letras A, B e C. Na letra E, encontramos a palavra , masculina, ou seja, pelas três condições apresentadas no resumo, não temos crase (de acordo com a segunda condição, a palavra precisa ser feminina).

3. 1 + 4 = 5

Comentário: As afirmativas corretas são a 1 e a 4.

2) A frase não está correta, uma vez que as duas opções não têm interpretações ambíguas. A primeira diz que “ela tinha cheiro de flor de romã”, enquanto a segunda diz que “ela exalava o perfume da flor de romã”. Não há mais interpretações.

8) Essa afirmação não está correta, já que essa é a interpretação da primeira frase, e não da segunda.

16) A afirmativa está incorreta, pois, se colocássemos o acento grave no da segunda frase, as duas frases significariam exatamente a mesma coisa. Além disso, a frase não está incorreta, nem em uma análise semântica, nem em uma análise sintática.

Continue estudando
Post do blog

Mapa Mental: Uso da vírgula

Não deixe a vírgula estragar sua redação perfeita no ENEM! Confira este mapa mental e fique por dentro de tudo para arrasar no vestibular! 😀
artigo
Post do blog

Crase: casos gerais e exceções

Você já conhece todas as competências de análise da sua redação do ENEM, não é mesmo? Então você conhece bem a competência 1, de modalidade escrita culta da língua. Nesse critério, a prova verifica os erros relacionados à escrita e, é claro, escolha de registro. Isso você já sabe e, provavelmente, domina bem. Por isso, as notas dessa competência costumam ser bem tranquilas, acima da média. É muito comum que um estudante de ensino médio, em um relacionamento sério com o vestibular, escreva bem. Mas nada melhor do que sair da média e garantir a nota máxima, não é mesmo? Por isso te damos, hoje, dicas fundamentais de compreensão e utilização de um dos recursos mais errados no vestibular, a crase, a fim de que você, de fato, garanta os 200 pontos nessa competência e nunca mais fique dentro da casa dos 900 pontos por causa de um acento grave! 😛
artigo