Exercícios discursivos de revisão para UERJ - parte I

Meus queridos, continuemos a treinar exercícios para os principais vestibulares do país.

Dessa vez, vamos fazer um esquema diferente: questões discursivas da UERJ para vocês treinarem.

Dentre essas questões, algumas são da prova instrumental, que todos fazem, e outras da específica, que só alguns fazem.

Vamos lá? =P

Questão 1 –

“O movimento das ruas aumentava. Passantes dirigiam-se aos jogos, ao campo, para divertir-se ou murmurar contra o governo, criando suas próprias leis e arbítrios. E, mesmo sendo ainda de manhã, alguns vinham trôpegos.”

E, mesmo sendo ainda de manhã, alguns vinham trôpegos. (l. 24)

Identifique a relação estabelecida no contexto pela oração sublinhada. Reescreva, também, toda a frase, substituindo o vocábulo mesmo por um conectivo, de modo a manter o sentido essencial, fazendo apenas as alterações necessárias.

Gabarito:

Uma das possibilidades:

•  contraste

•  concessão

•  oposição

Uma das possibilidades:

•  E, embora fosse ainda de manhã, alguns vinham trôpegos.

•  E, apesar de ser ainda de manhã, alguns vinham trôpegos.

Questão 2 – Leia o trecho a seguir:

Deste fato surge, de imediato, o relativismo em dois sentidos: primeiro, importa relativizar todos os modos de ser; nenhum deles é absoluto a ponto de invalidar os demais; impõe-se também a atitude de respeito e de acolhida da diferença porque, pelo simples fato de estar-aí, goza de direito de existir e de coexistir; segundo, o relativo quer expressar o fato de que todos estão de alguma forma relacionados. Eles não podem ser pensados independentemente uns dos outros, porque todos são portadores da mesma humanidade.

“ Eles não podem ser pensados independentemente uns dos outros, porque todos são portadores da mesma humanidade. (l. 14-15)“

Identifique a relação de sentido que a oração sublinhada estabelece com a parte do período que a antecede. Reescreva todo o período, substituindo o conectivo e mantendo essa mesma relação de sentido.

Gabarito:
Uma das relações e uma das respectivas reescrituras:

Causa

– Eles não podem ser pensados independentemente uns dos outros  visto que todos são portadores da mesma humanidade.

– Eles não podem ser pensados independentemente um dos outros já que todos são portadores da mesma humanidade.

Como todos são portadores da mesma humanidade, eles não podem ser pensados independentemente uns dos outros.

2 •  Explicação

– Eles não podem ser pensados independentemente um dos outros, pois todos são portadores da mesma humanidade.

Questão 3 –

“e Tio Terêz, quando davam com um riacho, um minadouro ou um poço de grota, sem se apear do cavalo abaixava o copo de chifre, na ponta de uma correntinha, e subia um punhado d’água. Mas quase sempre eram secos os caminhos, nas chapadas, então Tio Terêz tinha uma cabacinha que vinha cheia, essa dava para quatro sedes; uma cabacinha entrelaçada com cipós, que era tão formosa. (l. 30-38)Quando voltou para casa, seu maior pensamento era que tinha a boa notícia para dar à mãe: o que o homem tinha falado – que o Mutum era lugar bonito… (l. 43-46)

Identifique o foco narrativo do texto de Guimarães Rosa. Em seguida, indique três recursos linguísticos empregados pelo narrador, nos fragmentos acima, para aproximar-se do universo infantil:

Gabarito:

foco em terceira pessoa

Recursos:

•  uso de palavras no diminutivo

•  uso da palavra Tio antes do nome próprio Terêz

• fala simples, desordenada, própria da criança.

Questão 4 –

A repetição pode expressar diferentes intenções estilísticas, conforme se observa nos fragmentos abaixo.

“Um certo Miguilim morava com sua mãe, seu pai e seus irmãos, longe, longe daqui, muito depois da Vereda-do-Frango-d’Água e de outras veredas sem nome” (l. 1-4)

“É um lugar bonito, entre morro e morro, com muita pedreira e muito mato,” (l. 14-15)

Explicite o sentido de cada um dos pares sublinhados.

Gabarito:

A primeira expressão,  longe,  longe, dá a ideia de grande distância, muito longe, e a  segunda expressão,  morro e morro, dá a ideia de lugar cercado de morros, morros ao redor, no meio de morros.

Questão 5 –

Só o homem nas grandes cidades, o tigre nas florestas, o mocho nas ruínas, as estrelas no céu e o gênio na solidão do gabinete costumam velar nessas horas que a natureza consagra ao repouso. (l. 29-32)

Classifique sintaticamente a segunda oração do período acima. Em seguida, substitua essa oração por outra de sentido correspondente, sem conectivo, preservando sua estrutura inicial.

Classificação: subordinada adjetiva restritiva.
Oração: consagradas ao repouso pela natureza

É isso, galera!

Bons estudos e continuem estudando com o Descomplica!

Abraços,

Diego

Continue estudando
artigo
Post do blog

Exercícios Resolvidos: Pronomes Demonstrativos e Indefinidos

Recentemente, falamos sobre as classes gramaticais e ensinamos o que são os pronomes. Eles são os responsáveis por acompanhar, substituir ou fazer referência ao nome. Ou seja, são palavras variáveis em gênero (masculino/feminino) e número (singular/plural).
artigo
Post do blog

Exercícios Resolvidos: Pronomes

Leia o resumo “Classes Gramaticais: Pronomes” e resolva os exercícios abaixo.