Exercício Resolvido: Interpretação Textual

Para responder essa questão, assista uma aula sobre Interpretação Textual. Veja outras questões do ENEM em GABARITO ENEM.

1. (ENEM)

Logia e mitologia

Meu coração
de mil e novecentos e setenta e dois
já não palpita fagueiro
sabe que há morcegos de pesadas olheiras
que há cabras malignas que há
cardumes de hienas infiltradas
no vão da unha na alma
um porco belicoso de radar
e que sangra e ri
e que sangra e ri
a vida anoitece provisória
centuriões sentinelas
do Oiapoque ao Chuí.
(CACASO. Lero-lero. Rio de Janeiro: 7Letras; São Paulo: Cosac & Naify, 2002.)           

O título do poema explora a expressividade de termos que representam o conflito do momento histórico vivido pelo poeta na década de 1970. Nesse contexto, é correto afirmar que:

a) o poeta utiliza uma série de metáforas zoológicas com significado impreciso.
b) “morcegos”, “cabras” e “hienas” metaforizam as vítimas do regime militar vigente.
c) o “porco”, animal difícil de domesticar, representa os movimentos de resistência.
d) o poeta caracteriza o momento de opressão através de alegorias de forte poder de impacto.
e) “centuriões” e “sentinelas” simbolizam os agentes que garantem a paz social experimentada.

GABARITO:

1. D

Em tempos de ditadura no Brasil, a censura inibia a liberdade de expressão ou qualquer tipo de movimento contra o militarismo, reprimindo-os com extrema violência. A fim de expressar o conflito do momento histórico vivido, o poeta faz uso no poema de alegorias de forte poder de impacto: “…há cobras malignas que há; cardumes de hienas infiltradas; no vão da unha na alma…”.

Continue estudando
Post do blog

Exercícios Resolvidos: Operadores argumentativos e Coesão

Leia o resumo “Operadores Argumentativos e Coesão” e resolva os exercícios abaixo.
artigo
Post do blog

Tudo o que você precisa saber sobre os tipos de linguagem está aqui!

Tire todas as suas dúvidas sobre os tipos de linguagem!
artigo