Entenda tudo sobre as funções da linguagem!

Vamos começar o ano mandando bem? Chega mais e conheça tudo sobre as funções da linguagem com este resumo irado!

1 – A Linguagem

(Linguagem e Comunicação.)
(Linguagem e Comunicação.)

Para compreender melhor a linguagem, faz-se importante que, primeiramente, entendamos o que é a comunicação.

A comunicação não se dá apenas quando falamos, dialogamos ou escrevemos um texto. A comunicação está presente na maior parte dos momentos, seja em uma conversa com um colega, no entendimento de um livro que lemos, em revistas, documentos, através de gestos, ações ou mesmo em um beijo de boa noite.

Para que exista a comunicação, é necessário que existam certos elementos.

2 – Elementos Essenciais para a Comunicação

a) O locutor (ou emissor): Aquele que diz algo a alguém.

O Locutor.
O Locutor.

b) O interlocutor (ou receptor): Aquele com quem o locutor se comunica.

O Interlocutor.
O Interlocutor.

c) A mensagem: Aquilo que é transmitido do locutor ao interlocutor.

A Mensagem.
A Mensagem.

d) O código: A convenção social de interação que possibilita ao interlocutor compreender a mensagem.

O Código.
O Código.

e) O canal (ou contato): O meio físico através do qual a mensagem é conduzida ao receptor.

O Canal.
O Canal.

f) O referente (ou contexto): O assunto da mensagem.

O Contexto.
O Contexto.

A partir desses seis elementos, Roman Jakobson, linguista russo, iniciou e concluiu estudos sobre as Funções da Linguagem, que são extremamente úteis para a análise e a produção de textos.

3 – Funções da Linguagem

Funções da Linguagem.
Funções da Linguagem.

Todo enunciado produzido em situação de comunicação apresenta um tipo de intencionalidade relacionada à situação. Partindo da intenção do locutor e da ênfase dada aos componentes do ato de comunicação, a linguagem assume diferentes funções que, assim como os elementos da comunicação, também são seis:

a) Função Emotiva (ou Expressiva): quando o locutor ou emissor se encontra em destaque.

(Função Emotiva.)
(Função Emotiva.)

Perdi-me dentro de mim

Porque eu era labirinto,

E hoje, quanto me sinto,

É com saudades de mim.

Mário de Sá Carneiro.

O texto está centrado nos sentimentos do locutor; é subjetivo, pessoal e expressa seu sentimento. Os textos líricos são os melhores exemplos da função emotiva da linguagem.

b) Função Referencial: quando o assunto é posto em destaque.

Função Referencial.
Função Referencial.

O objetivo do texto é o de informar ao leitor, sendo claro ao máximo. Os textos que apresentam essa função são dotados de objetividade, pois visam informar, traduzir ou explicar fatos. Os textos jornalísticos, didáticos e científicos são exemplos de textos que utilizam essa função da linguagem.

c) Função Apelativa (ou Conativa): quando o interlocutor está em destaque.

Função Apelativa – Não Fume!
Função Apelativa – Não Fume!

O texto organiza-se com a intenção de convencer o receptor. Utilizam-se verbos no imperativo. Discursos políticos, anúncios publicitários, argumentações jurídicas são exemplos desta função da linguagem.

d) Função Metalinguística: quando o destaque recai sobre o próprio código. Há metalinguagem em filmes que têm como tema o próprio cinema, programas de televisão que discutem o papel social da televisão etc.

Função Metalinguística – Uma placa avisando sobre a própria placa.
Função Metalinguística – Uma placa avisando sobre a própria placa.

A palavra

Já não quero dicionários

consultados em vão.

Quero só a palavra

que nunca estará neles

nem se pode inventar.

Carlos Drummond de Andrade.

No exemplo acima, o poema trata do próprio ato de escrever e é expressado pelo locutor, através de palavras, o próprio ato de utilizar palavras.

Outros bons exemplos de função metalinguística são os livros de gramática e os dicionários.

e) Função Fática: utilizada para testar o canal e saber se o interlocutor compreende o que se diz. Como exemplos podemos citar as primeiras palavras quando se atente o telefone (“Alô!”, “Pronto!”), cumprimentos diários (“Oi!”, “Tudo bem?”) etc.

Função Fática.
Função Fática.

.jpg)

f) Função Poética: quando a mensagem é posta em destaque.

Função Poética.
Função Poética.

“… tinha suspirado, tinha beijado o papel devotamente! Era a primeira vez que lhe escreviam aquelas sentimentalidades, e o seu orgulho dilatava-se ao calor amoroso que saía delas, como um corpo ressequido que se estira num banho tépido; sentia um acréscimo de estima por si mesma, e parecia-lhe que entrava enfim numa existência superiormente interessante, onde cada hora tinha o seu encanto diferente, cada passo condizia a um êxtase, e a alma se cobria de um luxo radioso de sensações!”

O Primo Basílio – Eça de Queiroz.

A preocupação de ordem literária, revelada pela construção da linguagem, torna nítida a preocupação com a função poética da linguagem, que ocorre em textos literários, tanto em prosa quanto em versos.

Cabe lembrar que qualquer texto pode possuir mais de uma função da linguagem, porém, é preciso ter atenção à predominante para reconhecer a verdadeira intencionalidade do texto.

Continue estudando
Post do blog

Mapa Mental: Funções da Linguagem

Já sabe tudo sobre português? Comece o ano aprendendo as funções da linguagem e garanta desde já sua vaga no vestibular! <3
artigo
Post do blog

6 músicas para você nunca mais esquecer as funções da linguagem!

Começar o ano estudando pode ser difícil, mas a gente te ajuda! Vem com a gente aprender as funções da linguagem ouvindo música!
artigo