Como definir a função poética da linguagem?

Se na função referencial, a intenção é informar ao interlocutor por meio de uma linguagem objetiva e direta, na poética, o que importa é como a mensagem é dita. O professor Rafael Cunha te explica melhor nesse vídeo:

Como estabelecer o conceito da função poética da linguagem?

A preocupação é com a construção da linguagem. Dessa forma, percebemos que ambas lidam com um dos elementos básicos da comunicação, a mensagem, só de que formas distintas.

A Função Poética

Você já estudou que, a função referencial tem como objetivo informar. No entanto, quando a intenção do produtor do texto volta-se à própria mensagem para informar e, somado a isso, preocupa-se com a construção dessa mensagem; atento à estrutura e a uma melhor arrumação das palavras, temos a função poética. Portanto, a função poética abrange elementos expressivos como a sonoridade, o ritmo, o belo e o inusitado das imagens e a presença de valores conotativos, além de figuras de linguagem.

Esse belo poema de Manuel Bandeira dispensa comentários maiores. Apenas absorva a beleza de sua linguagem e de suas imagens poéticas:

Belo belo Belo belo belo,
Tenho tudo quanto quero.

Tenho o fogo de constelações extintas há milênios. E o risco brevíssimo — que foi? passou — de tantas estrelas cadentes.

A aurora apaga-se, E eu guardo as mais puras lágrimas da aurora.

O dia vem, e dia adentro
Continuo a possuir o segredo grande da noite.

Belo belo belo, Tenho tudo quanto quero.

Não quero o êxtase nem os tormentos. Não quero o que a terra só dá com trabalho.

As dádivas dos anjos são inaproveitáveis: Os anjos não compreendem os homens.

Não quero amar, Não quero ser amado. Não quero combater, Não quero ser soldado.

— Quero a delícia de poder sentir as coisas mais simples.

Agora, observe a estrutura deste poema, de Décio Pignatari, e sua preocupação com a construção da mensagem:

Exercícios:

1. (ENEM)

O anúncio publicitário está intimamente ligado ao ideário de consumo quando sua função é vender um produto. No texto apresentado, utilizam-se elementos linguísticos e extralinguísticos para divulgar a atração “Noites do Terror”, de um parque de diversões. O entendimento da propaganda requer do leitor:

a) a identificação com o público-alvo a que se destina o anúncio.
b) a avaliação da imagem como uma sátira às atrações de terror.
c) a atenção para a imagem da parte do corpo humano selecionada aleatoriamente.
d) o reconhecimento do intertexto entre a publicidade e um dito popular.
e) a percepção do sentido literal da expressão “noites do terror”, equivalente à expressão “noites de terror”.

2) (ENEM)

(Disponível em: https://www.ccsp.com.br. Acesso em: 27 jul. 2010 )

O texto é uma propaganda de um adoçante que tem o seguinte mote: “Mude sua embalagem”. A estratégia que o autor utiliza para o convencimento do leitor baseia-se no emprego de recursos expressivos, verbais e não verbais, com vistas a:

a) ridicularizar a forma física do possível cliente do produto anunciado, aconselhando-o a uma busca de mudanças estéticas.
b) enfatizar a tendência da sociedade contemporânea e buscar hábitos alimentares saudáveis, reforçando tal postura.
c) criticar o consumo excessivo de produtos industrializados por parte da população, propondo a redução desse consumo.
d) associar o vocábulo “açúcar” à imagem do corpo fora de forma, sugerindo a substituição desse produto pelo adoçante.
e) relacionar a imagem do saco de açúcar a um corpo humano que não desenvolve atividades físicas, incentivando a prática esportiva.

3. (ENEM) A diva

Vamos ao teatro, Maria José?

Quem me dera,

desmanchei em rosca quinze kilos de farinha

tou podre. Outro dia a gente vamos

Falou meio triste, culpada,

e um pouco alegre por recusar com orgulho

TEATRO! Disse no espelho.

TEATRO! Mais alto, desgrenhada.

TEATRO! E os cacos voaram

sem nenhum aplauso.

Perfeita.

(PRADO, A. Oráculos de maio. São Paulo: Siciliano, 1999.)

Os diferentes gêneros textuais desempenham funções sociais diversas reconhecidas pelo leitor com base em suas características específicas, bem como na situação comunicativa em que ele é produzido. Assim, o texto A diva:

a) narra um fato real vivido por Maria José.
b) surpreende o leitor pelo seu efeito poético.
c) relata uma experiência teatral profissional.
d) descreve uma ação típica de uma mulher sonhadora.
e) defende um ponto de vista relativo ao exercício teatral.

Gabarito

1. D

2. D

3. B

Continue estudando
artigo
Post do blog

Mapa Mental: Funções da Linguagem

Já sabe tudo sobre português? Comece o ano aprendendo as funções da linguagem e garanta desde já sua vaga no vestibular! <3
artigo
Post do blog

6 músicas para você nunca mais esquecer as funções da linguagem!

Começar o ano estudando pode ser difícil, mas a gente te ajuda! Vem com a gente aprender as funções da linguagem ouvindo música!