Advérbios: classificações e exemplos

Aprenda sobre a classe gramatical dos advérbios e suas classificações a partir de exemplos e mande super bem no vestibular.

Advérbios: classificações e exemplos

O advérbio é uma classe gramatical invariável, ou seja, não possui alteração em sua forma. A função principal dessa classe é, fundamentalmente, modificar um verbo. Você sabia? Além disso, os chamados advérbios de intensidade podem, também, reforçar o sentido de um adjetivo, um advérbio ou até mesmo uma oração inteira. Observe os exemplos abaixo:

  • Você me compreendeu mal.

  • Ficou completamenteimóvel.

  • O homem caminhava muitodevagar.

Possivelmente, ele não virá.

Note que nos exemplos apresentados, a os advérbios “mal”, “completamente”, “muito” e “possivelmente” modificam o sentido da frase, visto que com a ausência desses elementos, teria um outro sentido. Assim, respectivamente, esses advérbios modificam o verbo “compreendeu”, o adjetivo “imóvel”, o advérbio “devagar” e, no último caso, a oração inteira. Cabe destacar, também, que nesse último emprego, o advérbio vem destacado no início ou no fim da oração.

1. Classificação:

Os advérbios recebem uma determinada nomenclatura de acordo com a circunstância ou ideia que ele expressa, entre eles:de afirmação: sim, certamente, efetivamente, realmente, etc;

  • de dúvida: acaso, porventura, possivelmente, provavelmente, quiçá, talvez, etc;
  • de intensidade: bastante, bem, demais, mais, menos, muito, pouco, quanto, quase, etc;
  • de lugar: abaixo, acima, adiante, aí, lá, além, ali, aqui, atrás, cá, fora, junto, longe, etc;
  • de modo: bem, depressa, devagar, mal, melhor, pior e os terminados em -mente, etc;de negação: não;
  • de tempo: agora amanhã, cedo, depois, hoje, jamais, logo, nunca, sempre, tarde, etc.

👉 Se prepare para o Enem e Vestibulares estudando Português de graça no Descomplica!

2. Locuções adverbiais:

Uma locução é o conjunto de duas ou mais palavras que funcionam como advérbio. Elas se formam, de maneira geral, pela associação entre uma preposição com um substantivo, um adjetivo ou um advérbio. Por exemplo: Ela sorriu em silêncio.

Vou começar por ali.

3. Colocação dos advérbios:

Os advérbios que modificam um adjetivo, um outro advérbio ou até mesmo um verbo em sua forma nominal de particípio (terminado em -do) devem ser colocados antes dessas palavras. Veja:

  • Muitoapressado, chegou no trabalho atrasado.

  • O vilão dessa novela é muitomal.

Por outro lado, a posição dos advérbios que modificam verbos pode variar. Observe:

  1. Os de modo colocam-se normalmente depois do verbo.

    Exemplo: Ela e a irmão choravam tristemente.

  2. Os de tempo e de lugar podem colocar-se antes ou depois do verbo.

    Exemplo: De manhã, acordei cedo.

  3. O de negação sempre antecede o verbo.

    Exemplo: Então não se aduba a terra?

  4. O destaque do adjunto adverbial é expresso pela sua antecipação ao verbo.

    Exemplo: No dia seguinte, pela manhã, a cozinheira começou a cozinhar o banquete.

4. Repetição dos advérbios de modo terminados em -mente:

Os advérbios de modo terminados em -mente podem aparecer seguidos em uma frase. Assim, para facilitar a progressão textual e tornar o enunciado mais leve, pode-se juntar o sufixo apenas no último vocábulo.

Chegavam cedo diária e pontualmente.

5. Gradação do advérbio:

Por mais que o advérbio seja considerado uma palavra variável e não admite flexões, algumas classificações, principalmente os de modo, podem apresentar certa gradação. Assim, podem apresentar um comparativo ou superlativo, formados por processos análogos à flexão dos adjetivos.

O comparativo dos advérbios é formado do mesmo modo que o dos adjetivos. Eles podem ser:

  1. De superioridade: Ele chegou mais cedo (do) que eu.

  2. De igualdade: Ele chegou tão cedo quanto o colega.

  3. De inferioridade: Ele deverá chegar menos cedo (do) que Marcos.

Já o superlativo absoluto pode ser:

  1. Sintético: quando há alteração feita por acréscimo de um sufixo.

    Exemplo: Paulo chegou cedíssimo.

  2. Analítico: quando há alteração no grau feita por um outro advérbio.

    Exemplo: Paulo chegou muito cedo.

6. Observações:

Em relação às particularidades do advérbio, cabe destacar duas muito importantes, são elas: a repetição do advérbio e o diminutivo com valor superlativo.A repetição de um advérbio pode ser utilizada propositalmente como uma forma de intensificá-lo. Exemplo: Vê-se logo logo a intenção dele!

É comum, na linguagem coloquial, o advérbio assumir uma forma diminutiva a partir de sufixos (-inho e -zinho), com valor superlativo. Exemplo: Moro pertinho de você (=Moro muito perto de você).

👉 Se prepare para o Enem e Vestibulares estudando Português de graça no Descomplica!

Até mais!

💚

A maior sala de aula direto da sua casa!

Junte-se aos 230 mil alunos que descobriram como melhorar os resultados estudando online! 👉 Clique aqui e saiba como!

Continue estudando
Post do blog

Exercícios Resolvidos: Pronomes Demonstrativos e Indefinidos

Recentemente, falamos sobre as classes gramaticais e ensinamos o que são os pronomes. Eles são os responsáveis por acompanhar, substituir ou fazer referência ao nome. Ou seja, são palavras variáveis em gênero (masculino/feminino) e número (singular/plural).
artigo
Post do blog

Exercícios Resolvidos: Pronomes

Leia o resumo “Classes Gramaticais: Pronomes” e resolva os exercícios abaixo.
artigo