Adjetivo: exercícios e exemplos

Aprenda sobre a classe gramatical dos adjetivos a partir de exemplos e exercícios e se prepare para arrasar no vestibular.

O adjetivo é uma classe gramatical variável que está diretamente relacionada aos substantivos, de modo que os modifica. Essa modificação pode ocorrer para caracterizar seres e objetos ou para estabelecer algum tipo de relação de sentido. Vamos entender isso?

Observe as frases abaixo:

O céu azul indica um dia ensolarado.

Ele comprou um vinho português.

As palavras “azul” e “português” são exemplos de adjetivos, pois modificam o sentido da palavra antecedente, “céu” e “vinho”, respectivamente. Assim, nota-se que os adjetivos têm como função principal a modificação de um substantivo a partir da atribuição de uma característica a ele, indicando uma qualidade, um defeito, um aspecto, etc.

1- Classificação

Quanto à classificação, os adjetivos podem ser:

  1. Simples: apresentam um único elemento caracterizador. Ex.: moça alegre, remédio amargo.

  2. Compostos: apresentam mais de um elemento caracterizador. Ex.: acordo franco-brasileiro, vestido azul-marinho.

  3. Primitivos: não provêm de outra palavra da língua portuguesa. Ex.: blusa azul, sorriso largo.

  4. Derivados: originado de um adjetivo simples. Ex.: olhos esverdeados, rapaz infeliz.

2- Locuções adjetivas

Uma locução é a junção de duas ou mais palavras que possuem a mesma função, no caso das locuções adjetivas são expressões que equivalem a um adjetivo. De maneira geral, elas são construídas pela junção de uma preposição e um substantivo. Por exemplo:

O tratamento de cabelo (= capilar) que ela fez ficou incrível!

OBS.: Nem toda locução adjetiva possui um adjetivo correspondente, portanto, nem sempre a essa substituição poderá ser possível.

3- Flexão: número e gênero

No que se refere ao gênero, a flexão dos adjetivos é semelhante à dos substantivos: podem ser do gênero feminino ou do masculino.

Ex.: gato mimado / gata mimada

Os adjetivos podem ser classificados como biformes ou uniformes. Um adjetivo biforme é aquele que possui duas formas, uma para o masculino e outra para o feminino, por exemplo, “mimado” e “mimada”. Já um adjetivo uniforme é aquele que possui apenas uma forma para os dois gêneros, por exemplo, a palavra “feliz”.

Além disso, podem se flexionar em número (singular e plural), da mesma maneira que os substantivos simples, pelo acréscimo da desinência –s ao final da palavra.

Ex.: gatos mimados / gatas mimadas

No entanto, em relação à flexão dos adjetivos compostos há algumas regras:

  1. Nos adjetivos compostos, somente o último elemento recebe a forma de plural. Ex.: acordo sócio-político / acordos sócio-políticos;

  2. Se o último elemento for um substantivo, o adjetivo composto é invariável. Ex.: blusa verde-limão / blusas verde-limão; OBS: Há uma exceção em relação ao adjetivo composto surdo-mudo, ambos os elementos variam. Ex.: rapaz surdo-mudo / rapazes surdos-mudos.

👉 Continue estudando Classes Gramaticais online

4- Grau dos adjetivos

A gradação dos adjetivos pode ser expressa a partir de um processo comparativo ou superlativo.

O comparativo pode ser de igualdade, de inferioridade ou de superioridade. É formado da seguinte forma:

  1. Comparativo de igualdade: empregam-se as palavras “tão… quanto”. Ex.: Rodrigo é tão esforçado quanto João.

  2. Comparativo de inferioridade: empregam-se as palavras “menos… que”: Ex.: Rodrigo é menos esforçado do que/que João.

  3. Comparativo de superioridade: empregam-se as palavras “mais … que”: Ex.: Rodrigo é mais elegante do que/que João.

O superlativo pode ser absoluto ou relativo. É formado da seguinte forma:

  1. Absoluto: apresenta em elevado grau determinada qualidade. Ex.: Ana ficou muito feliz com a notícia (analítico) Ex.: Ana ficou felicíssima com a notícia. (sintético)

  2. Relativo: apresenta uma qualidade que se sobressai em relação à totalidade dos seres (ou em maior grau ou em menor grau). Ex.: Essa questão é a mais fácil do módulo. (de superioridade) Ex.: Essa questão é o menos fácil do módulo. (de inferioridade)

Normalmente, o superlativo absoluto sintético é feito pelo acréscimo dos sufixos superlativos: -íssimo, -ílimo ou -érrimo. Quando o adjetivo apresenta mais de uma forma para o superlativo absoluto sintético, a primeira é erudita; as demais são formas populares consagradas pelo uso.

5- Posição na frase

Em relação à posição dos adjetivos na frase, deve-se ter muita cautela para a diferenciação entre essa classe gramatical e os substantivos.

Você já ouviu a célebre frase de Machado de Assis em “Memórias Póstumas de Brás Cubas”: "Eu não sou propriamente um autor defunto, mas um defunto autor"?

A diferença entre autor defunto e defunto autor é a ordem em que esses elementos vão aparecer e provocam uma alteração no sentido de acordo com a posição em que estão na frase. Na primeira frase, “defunto” atribui uma característica ao substantivo “autor”, enquanto na segunda frase “autor” é quem atribui uma característica ao substantivo “defunto”. Portanto, o primeiro é um autor que morreu e no segundo, um morto que escreve. Fez sentido?

Entretanto, nem toda mudança de elementos irá alterar a classificação da palavra, tudo depende do contexto em que a palavra está inserida, por exemplo:

O céu cinzento indica chuva.

O cinzento céu indica chuva.

A inversão dos elementos não altera o sentido da frase, apenas a posição do adjetivo e do substantivo por uma questão de estilo do autor.

6 - Exercícios de adjetivos

1- (ENEM-PPL)

MORUMBI PRÓXIMA AO COL. PIO XII Linda residência rodeada por maravilhoso jardim com piscina e amplo espaço gourmet. 1000 m² construídos em 2000m² de terreno, 6 suítes. R$ 3.200,000. Rua tranquila: David Pimentel. Cód. 480067 Morumbi Palácio Tel.: 3740-50000 Folha de S.Paulo. Classificados, 27 fev. 2012 (adapatado)

Os gêneros textuais nascem emparelhados a necessidades a atividades da vida sociocultural. Por isso, caracterizam-se por uma função social específica, um contexto de uso, um objetivo comunicativo e por peculiaridades linguísticas e estruturais que lhes conferem determinado formato.

Esse classificado procura convencer o leitor a comprar um imóvel e, para isso, utiliza-se:

a) da predominância das formas imperativas dos verbos e de abundância de substantivos. b) de uma riqueza de adjetivos que modificam os substantivos, revelando as qualidades do produto. c) de uma enumeração de vocábulos, que visam conferir ao texto um efeito de certeza. d) do emprego de numerais, quantificando as características e aspectos positivos do produto.

2- (ITA) Durante uma Copa do Mundo, foi veiculada, em programa esportivo de uma emissora de TV, a notícia de que um apostador inglês acertou o resultado de uma partida porque seguiu os prognósticos de seu burro de estimação. Um dos comentaristas fez, então, a seguinte observação: “Já vi muito comentarista burro, mas burro comentarista é a primeira vez”.

Percebe-se que a classe gramatical das palavras se altera em função da ordem que elas assumem na expressão. Assinale a alternativa em que isso não ocorre:

a) obra grandiosa b) jovem estudante c) brasileiro trabalhador d) velho chinês e) fanático religioso

3- (IME) Becos de Goiás

(...) Amo e canto com ternura todo o errado da minha terra. becos da minha terra, discriminados e humildes, lembrando passadas eras... (...) CORALINA, Cora. Poemas dos Becos de Goiás e Estórias Mais. 21ª ed. – São Paulo: Global Editoral, 2006.

A substantivação do adjetivo “errado”, antecedido pelo determinante “o”, que aparece no trecho acima destacado no poema de Cora Coralina

a) fala do desdém relativo à maneira como vivem os habitantes dos becos. b) mostra que a voz poética é avessa a tudo o que acontece nos becos. c) salienta uma proximidade e cumplicidade entre quem ama e quem recebe o amor. d) revela apatia em relação aos becos de Goiás e a seus frequentadores. e) trata unicamente da exclusão social dos moradores dos becos.

Gabarito

1- B

O texto – se tratando de um anúncio com objetivo de convencer o interlocutor a adquirir o que está sendo anunciado – apresenta forte adjetivação a fim de convencer o leitor de que o produto é bom: maravilhoso jardim, linda residência, rua tranquila.

2- A

Entre as alternativas apresentadas, apenas em “obra grandiosa” ou “grandiosa obra” não há alteração de sentido nem de classe gramatical das palavras caso sua ordem seja alterada porque “obra” é substantivo e “grandiosa”, adjetivo.

3- C

O artigo “o” que antecede o adjetivo “errado” transforma-o, por derivação imprópria, em substantivo, definindo e individualizando o objeto a que se refere. Nesse sentido, o artigo “o” expressa proximidade entre o eu poético e espaço em que vive, os becos.

👉 Continue estudando Classes Gramaticais online

A maior sala de aula direto da sua casa!Junte-se aos 230 mil alunos que descobriram como melhorar os resultados estudando online!

👉 Clique aqui e saiba como!

Continue estudando
Post do blog

Exercícios Resolvidos: Pronomes Demonstrativos e Indefinidos

Recentemente, falamos sobre as classes gramaticais e ensinamos o que são os pronomes. Eles são os responsáveis por acompanhar, substituir ou fazer referência ao nome. Ou seja, são palavras variáveis em gênero (masculino/feminino) e número (singular/plural).
artigo
Post do blog

Exercícios Resolvidos: Pronomes

Leia o resumo “Classes Gramaticais: Pronomes” e resolva os exercícios abaixo.
artigo