A criação de uma proposta de intervenção é obrigatória em toda redação?

Galera, trouxe hoje um tema um tanto quanto polêmico e que imagino que possa gerar dúvidas em vocês.

Vocês acham que a proposta de intervenção é uma obrigação em toda a redação?

Vamos conferir a pergunta que recebi em nosso fórum e a minha resposta? 🙂

PERGUNTA:

Olá Diegon ,tudo bem? Mandei um desenvolvimento uma vez falando sobre filosofia e a Fuvest. Gostaria de saber do senhor, dessa vez, se toda dissertação precisa de proposta de intervenção? Eu, particularmente, amo proposta de intervenção mas em alguns sites em que trocamos redações pra ajudar um ao outro alguns dizem que não é necessário em uma Fuvest, por exemplo. Pelo fato da Fuvest, na maioria das vezes, envolver temas subjetivos, perguntei várias vezes ano passado sobre isso a um professor, ele me disse que é bom envolver uma problemática e jogar a solução, pois assim vocÊ mostra quem você é ao leitor e que capacidade vocÊ tem de melhorar o mundo/sociedade em que vivemos. Concordo plenamente com ele e as vezes até acho a proposta de intervenção mais importante que o desenvolvimento hehe(é óbvio que depende da proposta de intervenção que consigo dar, pois por mais que você apresente o problema as vezes você tem uma proposta de intervenção bem legal e diferente do normal, na qual vocÊ consegue chamar a atenção para ali).

Por isso, gostaria de saber do senhor sobre isso. É necessário colocar proposta de intervenção em todas redações DISSERTATIVAS? Caso não seja necessário, é algo que acrescenta e muito? Muita das vezes se vê proposta de intervenção falando: Precisa melhorar a educação e tals. Sem ser muito específico,  se colocar uma proposta de intervenção falando o que fazer e como fazer, tipo “Frente a problemática do Bullying, é necessário que o governo patrocine programas infantis, fazendo histórias incentivadoras de amizade, companherismo e a conversar com os pais quando a criança sobre alguma discriminação. Além disso, precisa-se capacitar os docentes a partir de palestras comandadas por psicólogos especialistas em comportamento infantil para que assim aqueles possam entender melhor a expressão e sentimento de uma criança que sofre essa violência e, dessa forma, tomar providências antes da formação de doenças psicológicos da vítima.”   consigo acrescentar muito ao texto?

Obrigado Diego, até mais1

RESPOSTA:

Olá, Marcos!

Primeiramente, gostei muito da sua proposta de intervenção mencionada acima, parabéns! 🙂

Realmente, muita gente peca na hora de criar sua proposta, achando que somente jogando a culpa no governo, por exemplo, a sua proposta já estaria bem feita. Como você disse, não adianta tão somente o que está errado e quem está errando, mas também criar mótodos e saídas plausíveis para que essa realidade possa mudar, o que você conseguiu fazer, brilhantemente, no trecho transcrito acima.

Sobre a sua pergunta, a proposta de intervenção é um dos critérios obrigatórios da redação do ENEM. Nos outros vestibulares, não há obrigação de criá-la. No entanto, como você mesmo disse, é legal citar alguma solução ao problema apresentado, até mesmo para o corretor perceber o quão cidadão e antenado no mundo você é. Porém, sua conclusão necessita ir além disso, reafirmando a tese e a argumentação desenvolvida.

As dúvidas foram esclarecidas? A proposta de intervenção só é critério obrigatório no ENEM, gente. Aliás, só ela já vale 200 pontos em sua nota! Por isso, vamos treinar, né? =P

Até mais,

Diego

Continue estudando
Post do blog

Questões Comentadas: Coesão Textual

Leia o resumo O que é Coesão Textual e Coerência Textual?” e resolva o exercício abaixo.
artigo
Post do blog

Mapa Mental: Estrutura da Dissertação

Aprenda a Estrutura da Dissertação para arrasar na redação do ENEM e garantir sua nota 1000! 😀
artigo