6 voltas no Mario Kart podem te ensinar sobre Sistema Nervoso! Duvida?

Ficou jogando Mario Kart com a consciência pesada por não estar estudando? Fiquei tranquilo: esse jogo pode te ensinar muito sobre Sistema Nervoso. Duvida?

6 voltas no Mario Kart podem te ensinar sobre Sistema Nervoso! Duvida?
6 voltas no Mario Kart podem te ensinar sobre Sistema Nervoso! Duvida?

Separe seus controles: vamos jogar uma partida de Mario Kart! Vamos fazer uma aposta pra deixar o jogo mais emocionante? Se até o final dessa lista você não tiver aprendido nada sobre tecido e o sistema nervoso, avisa nos comentários e na próxima partida deixo você jogar como player 1! 😉

Aperta o start e vamos lá!

Primeira volta: as pistas

Se você acha que jogar Mario Kart é apenas sair andando por uma simples pista de corrida, está enganado! As pistas possuem diversos componentes que as deixam únicas e extremamente complexas!

O tecido nervoso é um tecido complexo e importantíssimo pois recebe, armazena e transmite informações e comandos para todo o organismo, tendo células especializadas que tornam esse tecido único, os neurônios.

E quer sistema mais complexo que uma Rainbow Road?!
E quer sistema mais complexo que uma Rainbow Road?!

Segunda volta: não siga na contra mão!

Já aconteceu de você se perder na pista e acabar andando na contra mão? Pois é, não se ganha nada andando nesse sentido, né?

Assim como os impulsos nervosos! Um impulso nervoso sempre segue o mesmo sentido no neurônio: dos dendritos para o corpo celular, seguindo para o axônio, até o terminal do axônio, onde ocorrerá a transmissão do impulso para outro neurônio.

Você não quer que seus estímulos não funcionem né? Então trate de seguir pelo caminho certo!
Você não quer que seus estímulos não funcionem né? Então trate de seguir pelo caminho certo!

Terceira volta: ‘boost’ na hora da largada

Quantas vezes já não apertamos o botão de acelerar para conseguir começar a corrida com alta velocidade? (se você não consegue, o gif aí em baixo te dá a dica de como funciona!)

Pois é, se você imaginar que cada volta na pista é um neurônio, a faixa é o que separa dois neurônios, e esse espaço é chamado de fenda sináptica. É neste local que ocorrem as sinapses químicas, ou seja, a passagem de um estímulo dos terminais do axônio de um neurônio para os dendritos de outro.

Quarta volta: ganhar e perder moedas

Juntar moedas sempre é legal, né? Você faz curvas, muda o caminho, perde a posição, só pra conseguir aquela moedinha a mais. Até aquele momento que te acertam com uma casca e você perde tudo.

No neurônio, um tipo de transporte ativo ocorre quando há um impulso nervoso, e chamamos de bomba de sódio e potássio. É como se as moedas fosse o sódio e o personagem o neurônio.

Quando o estímulo começa, entra sódio na membrana (igual moedas entrando no bolso do jogador) e o potássio sai, e quando o estímulo para (ou você é acertado por uma casca e desacelera) o sódio sai da membrana, e o potássio volta, havendo uma repolarização da membrana.

E aqui é você perdendo “sódios” de dentro da membrana quando o estímulo acaba
E aqui é você perdendo “sódios” de dentro da membrana quando o estímulo acaba

Quinta volta: tudo ou nada!

E quando você está naquele momento final da corrida, consegue os 3 cogumelos que aumentam sua velocidade e você passa todo mundo? Pois é, no sistema nervoso isso NÃO acontece!

O impulso nervoso precisa de estímulos com uma certa intensidade para acontecer. Estímulos abaixo desse limiar de excitação não promovem um impulso, mas estímulos acima do limiar sim.

A diferença é que, uma vez acionado o impulso, a velocidade da transmissão NÃO aumenta caso o estímulo aumente também. Chamamos isso de lei do tudo ou nada.

Final Lap: casca azul

E agora com essas voltas acabando, você acha que não tem mais nada para aprender e vai chegar em primeiro, mas: BUM! CASCA AZUL!

Calma, calma, você não vai perder sua posição! (Diferente de como é no jogo, né).

Pelo menos uma vez, receber essa casca vai ser útil, olha só: quando você recebe uma casca azul, você acaba realizando um movimento forte e involuntário (no caso, “dar um pulo” bem alto).

No sistema nervoso, quando ocorre uma transmissão de estímulo que gera respostas automáticas involuntárias forma-se um arco reflexo. O exemplo mais comum desse tipo de reflexo é o reflexo patelar (o martelinho no joelho, lembra?).

FIM DA CORRIDA!

Bom é isso galera! Ficamos por aqui com essa lista! Então, ganhei a aposta né? Porque alguma coisa sei que aprenderam 😀 Deixe nos comentários dúvidas, críticas e sugestões e nos vemos na próxima lista! E, agora, um gif do Luigi motivacional:

Esse é o Luigi comemorando quando você quando passar no vestibular por ter acompanhado o blog e o site do Descomplica!
Esse é o Luigi comemorando quando você quando passar no vestibular por ter acompanhado o blog e o site do Descomplica!
E esse é o Luigi te julgando se você procrastinar demais!
E esse é o Luigi te julgando se você procrastinar demais!
Continue estudando
Post do blog

Mapa Mental: Tecido e Sistema Nervoso

Que tal se preparar para o vestibular? Confira esse mapa mental sobre Tecido e Sistema Nervoso:
artigo
Post do blog

Quais as principais características do tecido nervoso?

Além de conhecer as funções do Sistema Nervoso, é importante conhecer o tecido nervoso, que o compõe. Aprenda tudo sobre o assunto com este resumo completo!
artigo