4 situações do seu dia a dia em que você vê a trigonometria e nem se liga!

Encontrar a trigonometria no nosso dia a dia não é algo de agora. Através de sombras e figuras semelhantes em tamanho menor, os egípcios calculavam a angulação da sombra, faziam uso das tabelas de senos, cossenos e tangentes e encontravam a altura daqueles monumentos gigantescos. Hoje, podemos fazer uso desses instrumentos se quisermos calcular outras alturas ou distâncias enormes (se tivermos sem a querida internet pra nos auxiliar). Veja algumas situações do seu cotidiano (e que normalmente aparecem no seu vestibular) em que a trigonometria pode ser usada:

CONFIRA AS PRINCIPAIS FÓRMULAS DE MATEMÁTICA PARA ARRASAR NO ENEM

1. Escadas e rampas

Você já deve ter visto em provas, escadas encostadas em paredes. Diversas rampas também já foram utilizadas nesses exercícios. A ideia é sempre a mesma: calcular o tamanho dessa escada/rampa. Se pensarmos que essa escada é a hipotenusa de um triângulo retângulo, podemos utilizar uma das relações trigonométricas (seno ou cosseno) para encontrá-la.

Opa! cuidado aí amigão…
Opa! cuidado aí amigão…

2. Aviões

Ou deseja-se saber a altura de um avião ou a distância que ele percorreu. Dependendo dos dados do problema e do pedido, podemos encontrá-lo utilizando a tangente, o seno ou o cosseno de um ângulo do triângulo formado pela altura do avião, pelo seu deslocamento horizontal e pela hipotenusa, que, nesse caso, representa a ligação entre o ponto do solo e o avião após seu deslocamento.

Essa distância dá pra medir até com régua!
Essa distância dá pra medir até com régua!

3. Margens de um rio

Como calcular a distância entre as margens de um rio? Pergunta lá no posto Ypiranga? Precisa não, eu te conto: Trigonometria! Basta fixar um ponto na outra margem (uma árvore, por exemplo), medir o ângulo que se enxerga esse ponto e caminhar até ficar na mesma direção dele. Formou-se um triângulo retângulo onde sabemos o ângulo, o cateto adjacente (distância que se caminhou) e queremos saber o cateto oposto (distância entre as margens do rio). Só utilizar a tangente do ângulo, que sabemos que é a razão entre o cateto oposto e o cateto adjacente 😉

Esse ai não quer nem saber qual o tamanho do rio…
Esse ai não quer nem saber qual o tamanho do rio…

4. Prédios, torres ou morros

Calcular essas alturas é tão simples quanto as das pirâmides (aliás, é mais fácil. Lá é bem mais quente que aqui). Basta utilizar o ângulo e tamanho da sombra no solo e utilizar a tangente do ângulo.

peraí!! nem terminei de medir…
peraí!! nem terminei de medir…

Resumindo,

Não se esqueça!

Continue estudando
Post do blog

6 questões que mostram como as operações trigonométricas podem ser cobradas no seu vestibular

Muitos de vocês tremem ao ouvir falar de trigonometria. Mas a trigonometria não é um bicho de sete cabeças como vocês pensam! Podemos provar a vocês, usando as operações trigonométricas que já foram cobradas no vestibular e mostrar a vocês o quão fácil elas são.
artigo
Post do blog

Trigonometria: Operações com Arcos

Vimos no resumo passado os conceitos básicos da trigonometria, agora vamos entender os valores dos senos e cossenos dos ângulos notáveis e realizar um estudo mais completo através do ciclo trigonométrico.
artigo