3 estruturas do relevo costeiro formadas pela erosão e pelo intemperismo que têm tudo a ver com praia!

 3 estruturas do relevo costeiro formadas pela erosão e pelo intemperismo que têm tudo a ver com o “inverno” brasileiro!

A pergunta que não quer calar é: que calor é esse? Estamos no INVERNO, e o calor está de matar no nosso Brasil. E, nesses dias quentes, nada melhor do que uma praia. \o/ É por isso que, nesta lista, vamos te mostrar 3 formas do relevo costeiro presentes nas praias e que são formadas pela erosão e pelo intemperismo.

1. Praias

Praia de Itacoatiara em Niterói, Rio de Janeiro.
Praia de Itacoatiara em Niterói, Rio de Janeiro.

Pois é, as praias em si são um bom exemplo. Elas são fruto de uma sedimentação muito forte, já que a areia é oriunda do desmanche de rochas do relevo próximo, como, por exemplo, uma cadeia montanhosa. É um processo que leva milhões de anos. Após a rocha ser desgastada pela ação do intemperismo, a erosão atua transportando estes sedimentos através dos ventos. Com a deposição constante de areia, a “areia antiga”, que vai ficando abaixo no decorrer do tempo geológico, se consolida e se torna uma rocha.

2. Falésias

Falésia da praia de Canoa Quebrada em Fortaleza, Ceará.
Falésia da praia de Canoa Quebrada em Fortaleza, Ceará.

Muito presente no litoral nordestino, este tipo de formação do relevo se dá pela ação do intemperismo e da erosão marinha. As ondas do mar, ao “quebrarem” sobre as formações rochosas de elevada altitude, vão desgastando química e fisicamente a parte inferior da estrutura. Sem uma base de sustentação, a parte superior cai, formando assim blocos de rochas.

3. Dunas

Dunas da praia das Dunas em Cabo Frio, Rio de Janeiro

Nas praias do Brasil podem ser encontradas as dunas. Esta formação costeira, assim como as praias, é formada a partir do processo de intemperismo atuante nas rochas de estruturas próximas e, posteriormente, pelo processo erosivo. As dunas se dão pela acumulação de sedimentos, causada por um obstáculo no solo ou no relevo. Apresentam duas faces: uma é o barlavento – com declividade suave, onde o vento incide diretamente – e a outra é o sotavento – com declividade acentuada.

Agora, é só curtir uma praiana a base de mar, sol, água fresca e conquistar um 10 nas provas!

Continue estudando
Post do blog

Terremoto e vulcão: aprenda sobre vulcanismo e sismicismo aqui!

Fique por dentro de todas as tretas sobre vulcões e terremoto!
artigo
Post do blog

Mapa Mental: Erosão e Intemperismo

Não vá fazer sua prova de geografia com dúvidas! Confira este mapa mental e fique por dentro de tudo sobre erosão e intemperismo para se dar bem! 😀
artigo